Como Conquistar Um Homem de Peixes Facilmente

Como Conquistar Um Homem de Peixes Facilmente

O homem de peixes é um dos mais românticos do zodíaco. Estes homens sonhadores e desapegados podem parecer que estão mais preocupados consigo mesmos do que com a companheira, mas a realidade é que um pisciano vai surpreender você e transformar sua vida!

Pare tudo o que você está fazendo e descubra em 4 minutos por que ter um pisciano ao seu lado vai ser a melhor coisa para sua vida amorosa e como conquistá-lo, desde o primeiro encontro até na cama e no namoro.

Não importa se ele está namorando ou casado, se ele é mais velho ou mais novo, se a situação é difícil ou impossível: Este guia vai colocar você no caminho de um homem pronto para amar e sentir a conexão profunda desse amor.

Por Que Entregar Seu Coração A Um Homem De Peixes?

[clique para continuar…]

Como Conquistar Um Homem De Touro Com Esse Plano…

Se você gosta do tipo forte e quieto, você vai amar um homem de Touro. Ele também é extremamente leal e incrivelmente confiável.

Com uma teimosia irresistível, o Taurino é a combinação perfeita para a mulher paciente, feminina e prática.

Se você deseja conquistar e manter um homem de Touro, independentemente de ele ser casado ou solteiro, mais velho ou mais novo, para namorar ou só para levá-lo na cama, então use todo o poder do Zodíaco explicado detalhadamente nessa matéria e comece a viver o amor e a sedução de um Taurino rapidamente.

Em primeiro lugar, aqui estão algumas características do signo e do homem de Touro que podem dar uma ideia de como eles são: [clique para continuar…]

Como Superar A Ansiedade Perto De Estranhos

Como Superar A Ansiedade Perto De Estranhos

Você sempre ouviu desde pequeno para não conversar com estranhos, porque estranhos não são confiáveis. É claro que, conforme você vai crescendo, você começa a se dar conta de que todo mundo é estranho no começo, e se você não conversar com a pessoa nova na sua frente, você não vai conhecer ninguém na vida.

É por isso que é tão importante eliminar a ansiedade perto de estranhos, e tão necessário aprender as maneiras mas mais eficazes de combater seus sintomas da ansiedade.

Seus níveis de ansiedade

Uma das coisas para ter em mente quando se trata de desse tipo de ansiedade é que [clique para continuar…]

11 Sinais Que Você Pode Ter Transtorno de Ansiedade

Todo mundo fica nervoso ou ansioso de tempos em tempos – ao falar em público, por exemplo, ou quando está passando por dificuldade financeira.

Para algumas pessoas, porém, a ansiedade se torna tão frequente, ou tão forte, que começa a tomar conta da vida delas.

Como saber se a ansiedade normal do dia a dia ultrapassou os limites e se transformou em transtorno? Não é fácil.

A ansiedade vem em diferentes formas – tais como ataques de pânico, fobias, ansiedade social… e a distinção entre um diagnóstico oficial e ansiedade “normal” não está sempre muito claro.

Aqui está um começo: se você passa por algum desses sintomas frequentemente, você deve buscar ajuda.

suffer-anxiety-400x4001- Preocupação Excessiva

A marca do transtorno da ansiedade generalizada (TAG) – o tipo mais amplo da ansiedade – é se preocupar demais com as coisas do dia a dia, grandes ou pequenas. Mas o que significa “demais”?

No caso do transtorno da ansiedade generalizada, significa ter pensamentos ansiosos persistentes em quase todos os dias da semana, por seis meses. E a ansiedade tem que ser tão forte a ponto de interferir no seu dia-a-dia e estar acompanhada de sintomas notáveis, como fatiga.

“A distinção entre transtorno da ansiedade e ansiedade normal é se suas emoções estão causando muito sofrimento e disfunção”, diz Sally Winston, PhD, co-diretor do transtorno da ansiedade e estresse do instituto de Maryland-EUA.

2- Problemas de sono

Dificuldade em adormecer ou manter o sono está associado a uma ampla gama de condições de saúde, tanto físicos como psicológicos. E, claro, não é incomum ficar girando e tossindo em antecipação à um discurso importante ou entrevista de emprego.

Mas se você encontrar-se frequentemente deitado e acordado, preocupado ou agitado com problemas específicos (como dinheiro), ou nada em particular – pode ser um sinal de transtorno da ansiedade.

Segundo algumas estimativas, Metade de todas as pessoas com transtorno da ansiedade generalizada experimentam problemas com sono.

3- Medos Irracionais

Alguns casos de ansiedade não são generalizados, pelo contrário, está ligada à alguma situação ou coisa, como voar, animais ou multidões.

Se o medo se torna opressivo, disruptivo e muito fora de proporção do real risco envolvido, então é um sinal de fobia.

Apesar das fobias serem incapacitantes, elas não são óbvias à todo instante. De fato, elas não podem vir à tona até que você enfrente uma situação específica e descobre que você é incapaz de superar o seu medo. “Uma pessoa que tem medo de cobras pode passar anos sem ter problema”, diz Winston. “Mas, de repente, seu filho quer ir acampar, e eles percebem que precisam de tratamento.

4- Tensão muscular

A tensão muscular quase constante, quer se trate de apertar sua mandíbula, tensionando os punhos, ou flexionando os músculos por todo o corpo, muitas vezes acompanha os transtornos de ansiedade. Este sintoma pode ser tão persistente e generalizado que as pessoas que viveram com isso por um longo tempo pode parar de perceber depois de um tempo.

O exercício regular pode ajudar a manter a tensão muscular sob controle.

Aprenda os 5 maiores segredos para acabar com a ansiedade e pânico de graça

5- Indigestão crônica

A ansiedade pode começar na mente, mas muitas vezes se manifesta no corpo através de sintomas físicos, como problemas digestivos crônicos. Síndrome do intestino irritável (IBS), uma condição caracterizada por dores de estômago, cólicas, inchaço, gases, constipação e / ou diarreia, “é basicamente uma ansiedade no trato digestivo”, diz Winston.

IBS nem sempre está relacionada com a ansiedade, mas os dois ocorrem frequentemente em conjunto e podem piorar. O intestino é muito sensível ao estresse psicológico, e vice-versa, o desconforto físico e social dos problemas digestivos crônicos pode fazer uma pessoa sentir-se mais ansioso.  

6- Medo de falar em público

A maioria das pessoas sentem pelo menos um frio na barriga antes de abordar um grupo de pessoas ou estar no centro das atenções. Mas se o medo é tão forte que nenhuma quantidade de treinamento ou prática vai aliviá-lo, ou se você gasta muito tempo pensando e se preocupando com isso, você pode ter uma forma de transtorno de ansiedade social (também conhecido como fobia social).

As pessoas com ansiedade social tendem a se preocupar por dias ou semanas antes de um determinado evento ou situação. E mesmo se elas conseguirem passar pela situação, elas tendem a ficar profundamente desconfortáveis e ficar pensando por um bom tempo depois sobre como elas foram julgadas pelas outras pessoas.

7- Autoconsciência

Transtorno de ansiedade social nem sempre envolve falar para uma multidão ou ser o centro das atenções. Na maioria dos casos, a ansiedade é provocada por situações do cotidiano, como puxar conversa em uma festa, ou beber e comer em frente até mesmo de um pequeno número de pessoas.

Nestas situações, as pessoas com transtorno de ansiedade social tendem a se sentir como se todos os olhos estão voltados para elas, e elas muitas vezes ficam vermelhas, tremem, tem náuseas, suam ou tem dificuldade para falar. Estes sintomas podem ser tão perturbadores que eles tornam difícil conhecer novas pessoas, manter relacionamentos, e progredir no trabalho ou na escola.

8- Pânico

Ataques de pânico podem ser assustadores. Imagine uma sensação repentina de medo extremo que pode durar vários minutos, acompanhados por sintomas físicos assustadores como aperto na garganta e peito, coração acelerado, mãos frias, tontura e fraqueza, dores no estômago e no peito.

Nem todo mundo que tem um ataque de pânico tem um transtorno de ansiedade, mas as pessoas que os experimentam repetidamente podem ser diagnosticados com transtorno de pânico. Pessoas com transtorno do pânico vivem com medo sobre quando, onde e por que seu próximo ataque pode acontecer, e elas tendem a evitar lugares onde os ataques ocorreram no passado.

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

9- Flashbacks

Reviver um evento traumático – um assalto, morte repentina de um ente querido – é uma marca do transtorno do estresse pós-traumático, que compartilha algumas características do transtorno da ansiedade.

Mas flashbacks podem ocorrer em outros tipos de ansiedade também. Algumas pesquisas, incluindo um estudo de 2006 no Jornal dos Transtornos de Ansiedade, sugere que algumas pessoas com ansiedade social tem flashbacks do tipo pós-traumático, mas de experiências que não são obviamente traumáticas, como ser ridicularizado publicamente. Estas pessoas podem até evitar lembrar da experiência.

10- Perfeccionismo

A mentalidade obsessiva conhecida como perfeccionismo “anda de mãos dadas com transtornos de ansiedade”, diz Winston. “Se você está constantemente a julgar a si mesmo ou você tem um monte de ansiedade antecipatória de cometer erros ou aquém de suas normas, então você provavelmente tem um transtorno de ansiedade.”

Perfeccionismo é especialmente comum no transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), que, como o estresse pós-traumático, tem sido visto como um transtorno de ansiedade. “TOC pode acontecer sutilmente, como no caso de alguém que não pode sair de casa durante três horas, porque a maquiagem tem que estar absolutamente impecável”, diz Winston.

11- Comportamento compulsivo

Para ser diagnosticado com transtorno obsessivo-compulsivo, os pensamentos obsessivos e intrusivos de uma pessoa devem ser acompanhados de comportamento compulsivo, seja mental (dizendo-se: Vai dar tudo certo repetidamente) ou física (lavar as mãos, endireitando itens, etc).

Pensamentos obsessivos e comportamento compulsivo se tornam ansiedade quando a necessidade de terminar o comportamento – também conhecido como “rituais” – começa a controlar sua vida, diz Winston. “Se você gosta do seu rádio no volume 3, por exemplo, e ele quebra e fica parado no volume 4, você entraria em pânico até consertar o rádio”?

Oração Para Trazer Amor De Volta

Orações para voltar com seu ex namorado, ex namorada, ex marido ou ex esposa.

Para aqueles que são fiéis, uma combinação de bons conselhos e a ajuda de Deus é a melhor maneira de recuperar um amor perdido.

Use o poder da oração para ajudá-lo(la) a voltar com a(o) ex namorado(a). Aqui está uma seleção de orações de amostra a ser usado em combinação com o sistema de magia da confecção.

Pai Celestial,
Eu tenho cometido muitos erros na minha vida e eu machuquei o homem (a mulher) que eu amo mais do que qualquer coisa neste mundo. Em vez de nos unir mais quando as coisas ficaram difíceis, eu escolhi fugir do problema, culpando todo mundo pelo motivo da crise e procurei outras pessoas para preencher meu vazio, quando eu deveria ter procurado por você e meu marido (minha esposa). Oh Senhor, nosso amor foi unido pela sua benção e eu deixei ser destruído. Senhor, nós temos tanta história juntos, e peço que se você pudesse nos reunir, em seguida, por favor faça isso pois a dor é muita. Eu perdi meu caminho e fiz muitas coisas prejudiciais a ele(a) e a nossos filhos, ele(a) era o(a) melhor marido(esposa) e um(a) grande pai(mãe) para nossos 2 filhos. Ele(a) fez tanto por nós e mesmo que não pareça, ele(a) me fez uma pessoa melhor e mais forte. Eu preciso dele(a) na minha vida Senhor, ainda tenho muito amor para dar a ele(a). E rezo para que seja sua vontade trazer ele(a) de volta e deixe-me provar-lhe que eu sou ainda a mesma pessoa que ele(a) se apaixonou para eu amá-lo(a) através de todas as provas que vamos enfrentar sem querer fugir e que eu possa ser o que ele(a) precisava de mim. Senhor, ele(a) fez-me mais forte e você também, por favor continue a olhar por mim, por favor traga ele volta de amaciamento. Eu amo ele e eu preciso dele.
Em nome de Jesus que eu oro, amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Ó Senhor, fonte de toda sabedoria e entendimento, ajude-nos a trabalhar nossas diferenças e se reencontrar. Eu sempre sou agradecido(a) por seu amor e orientação. Por favor, Senhor, ouça minha oração.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Poderoso Deus, doador da vida e do amor, consolar-me na minha solidão de novo. Dê-me paciência para esperar até que haja paz entre nós e então me ajudar a encontrar as palavras certas para falar o que eu amo. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Senhor Jesus, meu único Salvador, inspire aquele que eu amo a ver a verdade do meu coração e nos ajudar a resolver nossas diferenças. Pergunto isso por causa da tua misericórdia. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Ó Deus, cuja força é a força do amor, concedei-me sua orientação e inspiração para que o meu ex voltar. Onde eu estou certo, fortaleça-me. Onde estou errado, guia-me. Onde eu estou carente, preencha-me. Em nome de Jesus, amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Pai Celestial, criador de todos os homens e mulheres, ouça minha oração. Faça meu namorado(a) marido(esposa) voltar e reconstruir o vínculo de amor entre nós. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Pai de todos, por cuja graça vivemos e amamos, fortaleça o meu coração. Deixe-me ser preenchido com seu amor, e feito todo, para que eu possa enfrentar o que eu amo sem perigo de sentimento. Senhor, ouça minha oração. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Ó Deus, todo-poderoso, ajuda-me no meu tempo de necessidade. Abra meus olhos para o verdadeiro coração de quem eu amo, para que eu entenda o que é exigido de mim para ganhar de volta o carinho e intimidade que nós costumávamos compartilhar. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Pai eterno, todo-poderoso ouça minha oração. Dá-me a força para perdoar o elenco ferido sobre mim e deixar o que eu amo também. Perdoe-me por qualquer dano infligido, assim como você, com infinita misericórdia, perdoa todos os nossos erros. Amém.

Oração para trazer o ex namorado(a) / ex marido(esposa) de volta

Pai misericordioso, tu estás comigo sempre, e com o que me deixou. Eis que nosso vazio e deixe-nos ambos a ser preenchido com igual amor uns pelos outros. Conceda o meu apelo para reunir-nos com sua benção. Amém.

 

Síndrome do Pânico: Sintomas, Causas e Tratamento

Síndrome do pânico: Sintomas, Causas e Tratamento

 

Definição

Um ataque de pânico é um episódio súbito de medo intenso que se desenvolve sem motivo aparente e que desencadeia reações físicas graves. Ataques de pânico podem ser muito assustadoras. Quando ocorrem os ataques de pânico, você poderia pensar que você está perdendo o controle, ter uma coração atacar ou mesmo morrendo.

Você pode ter apenas um ou dois ataques de pânico em sua vida. Mas se você ter tido vários ataques de pânico e passou longos períodos em constante medo de outro ataque, você pode ter uma condição crônica chamada de transtorno do pânico.

Ataques de pânico foram demitidos uma vez como estresse ou nervos, mas eles agora são reconhecidos como uma condição médica real. Embora os ataques de pânico podem afetar significativamente sua qualidade de vida, o tratamento é muito eficaz.

Sintomas

Os sintomas do ataque de pânico podem fazer Libra seu coração e fazer com que você se sentir falta de ar, tonto, enjoado e liberado. Porque os sintomas do ataque de pânico podem assemelhar-se condições de risco de vida, é importante procurar um diagnóstico preciso e tratamento.

Ataques de pânico geralmente incluem alguns ou muitos destes sintomas:

  • Uma sensação de desgraça iminente ou morte
  • Cardíaca
  • Transpiração
  • Tremor
  • Falta de ar
  • Hiperventilação
  • Calafrios
  • Afrontamentos
  • Náusea
  • Cólicas abdominais
  • Dor no peito
  • Dor de cabeça
  • Tonturas
  • Desmaio
  • Aperto na garganta
  • Dificuldade de deglutição

Ataques de pânico normalmente começam de repente, sem aviso. Eles podem atingir quase qualquer momento — quando você está dirigindo o pool de carro da escola, no shopping, som dormindo ou no meio de uma reunião de negócios. Ataques de pânico tem muitas variações, mas os sintomas geralmente um pico em 10 minutos e última cerca de meia hora. Você pode sentir cansado e desgastado depois de um ataque de pânico subsides.

Uma das piores coisas sobre ataques de pânico é o medo intenso que você vai ter um outro ataque de pânico. Se você já tinha quatro ou mais ataques de pânico e passei um mês ou mais no medo constante de outro ataque, você pode ter uma condição chamada de transtorno do pânico, um tipo de transtorno de ansiedade crônica.

Com transtorno do pânico, você pode temer tendo um ataque de pânico tanto que você evite situações onde eles podem ocorrer. Você pode mesmo ser incapaz de sair de sua casa (agorafobia), porque nenhum lugar se sente seguro.

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

Quando ver um médico
Se você tiver quaisquer sintomas do ataque de pânico, procure ajuda médica logo que possível. Ataques de pânico são difíceis de gerenciar em seu próprio país, e eles podem piorar sem tratamento. E porque os sintomas do ataque de pânico podem assemelhar-se também outros graves problemas de saúde, tais como um ataque de coração, é importante obter avaliado pelo seu provedor de cuidados de saúde se você não tem certeza o que está causando os sintomas.

Causas

Ele tem não se sabe o que faz com que os ataques de pânico ou transtorno do pânico. Coisas que podem desempenhar um papel incluem:

  • Genética
  • Stress
  • Determinadas alterações em partes de maneira da sua função cerebral

Algumas pesquisas sugerem que resposta natural de lutar ou fugir do seu corpo ao perigo está envolvida em ataques de pânico. Por exemplo, se um urso veio depois de você, seu corpo iria reagir instintivamente. Sua freqüência cardíaca e respiração iria acelerar como seu corpo preparou-se para uma situação de risco de vida. Muitas das mesmas reações ocorrem em um ataque de pânico. Mas ele não tem conhecido por que um ataque de pânico ocorre quando não há nenhum perigo óbvio presente.

Complicações

Ataques de pânico, não tratados esquerdos e transtorno do pânico podem resultar em complicações graves que afetam a quase todas as áreas de sua vida. Você pode ser tanto medo de ter mais ataques de pânico que você vive em um constante estado de medo, arruinar sua qualidade de vida.

Complicações que ataques de pânico podem causar ou ser associado com incluem:

  • Desenvolvimento de fobias específicas, tais como o medo de dirigir ou sair de casa
  • Evitar situações sociais
  • Problemas no trabalho ou na escola
  • Depressão
  • Aumento do risco de suicídio ou pensamentos suicidas
  • Álcool ou abuso de substâncias
  • Problemas financeiros

Drogas e tratamentos

O objetivo do tratamento é eliminar todos seus sintomas do ataque de pânico. Com um tratamento eficaz, a maioria das pessoas estão finalmente capaz de retomar as atividades cotidianas.

As opções de tratamento principal para ataques de pânico são remédios e psicoterapia. Ambos são eficazes. Seu médico provavelmente irá recomendar começando com apenas um tipo de tratamento, dependendo de sua preferência e se existem terapeutas com formação especial em pânico na sua área.

Seu médico pode recomendar uma combinação de medicação e psicoterapia se você:

  • Têm grave transtorno do pânico.
  • Tem transtorno do pânico junto com outro diagnóstico de saúde mental, como depressão ou transtorno de estresse pós-traumático
  • Já tentou um tipo de tratamento e não tenha melhorado

Medicamentos
Medicamentos podem ajudar a reduzir os sintomas associados com ataques de pânico, como depressão, se isso é um problema para você. Vários tipos de medicação tem demonstrados ser eficaz na gestão de sintomas de ataques de pânico, incluindo:

  • Inibidores de recaptação de serotonina seletiva (ISRs). Porque estes antidepressivo medicações são geralmente seguros e possuem um baixo risco de causar efeitos colaterais graves, ISRS são geralmente recomendados como a primeira escolha nas opções de medicação para tratar os ataques de pânico. Drogas nesta classe que tenham sido aprovadas pelo alimento e Drug Administration (FDA) para o tratamento do transtorno do pânico incluem a fluoxetina (Prozac, Prozac semanalmente), paroxetina (Paxil, Paxil CR, Pexeva) e sertralina (Zoloft).
  • Inibidores de recaptação de serotonina e noradrenalina (ISRNs). Estes medicamentos são outra classe de antidepressivos. A droga SNRI chamada venlafaxina (Effexor XR) é aprovado pelo FDA para o tratamento do transtorno do pânico.
  • Antidepressivos tricíclicos (TCAs). Ao mesmo tempo eficaz, esses antidepressivos representam um risco de efeitos colaterais graves, incluindo problemas de coração e de açúcar no sangue. Nenhum antidepressivos tricíclicos são aprovados pelo FDA especificamente para o tratamento do transtorno do pânico.
  • Benzodiazpines. Estes medicamentos são sedativos leves. Eles pertencem ao grupo de medicamentos denominados depressores do sistema nervoso central (SNC). Benzodiazepinas podem ser habituação (que causa dependência física ou mental), especialmente quando tomado por um longo tempo ou em doses elevadas. Benzodiazepinas que tenham sido aprovados pelo FDA para o tratamento do transtorno do pânico incluem alprazolam (Xanax) e clonazepam (Klonopin). Se você procurar tratamento em uma sala de emergência para os sinais e sintomas de um ataque de pânico, pode dar-lhe um benzodiazepínicos para ajudar a parar o ataque.
  • Inibidores da monoamina oxidase (IMAOs). Porque estes antidepressivos podem causar fatal efeitos colaterais e exigem rigorosas restrições dietéticas, eles não comumente estão prescritos. Nenhum IMAOs são aprovados pelo FDA especificamente para o tratamento do transtorno do pânico.

Se uma medicação não funciona bem para você, seu médico pode recomendar alternar para outro ou combinando certas medicações para aumentar a sua eficácia. Tenha em mente que pode demorar várias semanas depois de primeiro iniciar uma medicação para notar uma melhoria nos seus sintomas. Todos os medicamentos têm um risco de efeitos colaterais, e alguns podem não ser recomendado em determinadas situações, tais como a gravidez. Certifique-se de conversar com seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais e riscos.

Aprenda os 5 maiores segredos para acabar com a ansiedade e pânico de graça

Psicoterapia
Psicoterapia, também chamada de terapia de aconselhamento ou falar, pode ajudá-lo a compreender os ataques de pânico e transtorno do pânico e como lidar com eles. O principal tipo de psicoterapia utilizada para tratar os ataques de pânico e transtorno do pânico é terapia cognitivo comportamental. Seu médico também pode recomendar um tipo de psicoterapia chamado psicoterapia psicodinâmica.

  • Terapia comportamental cognitiva. Terapia de cognitiva comportamental pode ajudá-lo a alterar os padrões de pensamento (cognitivo) que disparam seus medos e ataques de pânico. Também pode ajudá-lo a mudar a maneira como você reage (agir), situações de ansiedade ou medo. Durante as sessões de terapia, você aprende a reconhecer as coisas que acionam seu ataques de pânico ou torná-los pior, tais como pensamentos específicos ou situações. Você também aprenderá maneiras de lidar com a ansiedade e sintomas físicos associados com ataques de pânico.

Estas podem incluir técnicas de respiração e relaxamento. Além disso, trabalhando com cuidado com seu terapeuta, você pode recriar os sintomas de ataques de pânico na segurança de seu escritório. Este é um passo importante, porque ele pode ajudá-lo a aprender a controlar e dominar os sintomas para que eles não continuam a ser uma fonte de medo intenso. Isso também pode ajudá-lo a superar o medo de determinadas situações que você pode evitar, como shoppings lotados ou dirigindo.

  • Psicoterapia psicodinâmica. Psicoterapia psicodinâmica centra-se em aumentar a sua consciência de seu inconscientes pensamentos e comportamentos. Ao contrário da terapia cognitivo comportamental, esta abordagem não intencionalmente recriar sintomas de pânico. Em vez disso, seu terapeuta ajuda você a investigar sua mente para identificar interno conflito emocional que pode desempenhar um papel em suas reações de pânico e evasão.

Com base nas suas conclusões, a terapeuta irá ajudá-lo a desenvolver formas mais saudáveis para responder a um conflito. Primeiros resultados do estudo sugerem que a psicoterapia psicodinâmica focada em reações de pânico pode ser uma opção de tratamento eficaz a curto prazo para o transtorno do pânico. É necessária mais investigação para compreender como este tipo de terapêutica compara com outros tratamentos para o transtorno do pânico.

A terapeuta pode sugerir encontros semanais quando você começa a psicoterapia. Você pode começar a ver melhorias nos sintomas do ataque de pânico dentro de várias semanas, e muitas vezes os sintomas desaparecem dentro de vários meses.

Como melhorar seus sintomas, você e seu terapeuta irão desenvolver um plano para conicidade fora de terapia. Você pode estabelecer a agendar visitas ocasionais de manutenção para ajudar a garantir que seus ataques de pânico permanecem sob controle.

 

 

 

Tratamento Para Ansiedade

Tratamento Para Ansiedade

 

 

 

Resumo:

Você está frustrado por ataques de pânico e isso afeta sua vida social e normal, danificar seriamente sua auto-confiança para superar os problemas em seu trabalho e atividades sociais, e você deseja restaurar sua vida normal, eliminar a ansiedade e ataques de pânico, mas não sei como, ou você simplesmente não tem sorte … Eu acho que este artigo deve ajudam a esclarecer alguma confusão e ajudá-lo a selecionar o melhor tratamento para a ansiedade que mais lhe convier!

Introdução

Transtorno de ansiedade inclui transtorno de ansiedade generalizada (GAD), ansiedade Social (SAD), transtorno obsessivo compulsivo (TOC), Post Traumatic Stress Disorder (TEPT) e fobia específica.

Ataque de pânico ocorre a qualquer hora e greves você sem aviso ou sinal, torna a sua vida miserável e afeta seriamente a vida social de sofredores. Para encontrar o melhor tratamento para a ansiedade, você deve aprender as causas da ansiedade e curá-lo da fonte. Há muito muitos tipos de causas para a ansiedade e o ataque de pânico e de estudos, muitos acreditavam que ele acumula-se de um ponto de gatilho de ansioso, e quando o sentimento de ansiedade acumulada e acumula um limite, ele vai se transformar em ataque de pânico.

Enquanto a fonte do ponto de disparo pode ser variada, todos eles compartilham a mesma compilação histórico. Por exemplo, batimento cardíaco rápido como o gatilho e você começar a preocupar-se sobre a obtenção de um ataque cardíaco e a causa real de tais pulsações pode ser desequilíbrio químico do corpo ou alguns outros motivos, mas quando você se preocupe continuamente sobre sua condição de coração, em algum ponto e tempo, você vai ser atingido por um enorme medo, medo de morrer flui em torno de sua cabeça, tontura e outras sintomas de ansiedade serão arise…

Causas da ansiedade

Outro exemplo de gatilho pode ser estresse no trabalho, se preocupe concluir o trabalho ou perdê-lo e cargas de trabalho que forçam você fora. Quando a preocupação alimenta continuamente seu corpo o sentimento de ansiedade, você irá acumular os ataques de sentimento e eventualmente panic!

Ataque de ansiedade e pânico é algo que a mente fabricados e afetam a sensação de corpo, sua mente é treinado para reagir a luta ou sensação de vôo até lá é um gatilho ligeiro de ansioso sobre alguma coisa. Para curar seus problemas de ansiedade, você deve identificar a fonte, o gatilho de origem que faz com que você se preocupe, curá-lo antes de iniciar o tratamento para ansiedade. Por exemplo, se sua condição cardíaca é causada por desequilíbrio químico, você pode querer fazer exercício físico regular, alterar sua dieta e evitar alimentos com estimulantes, como café, chocolate, vinho e qualquer coisa com cafeína.

Ao mesmo tempo, use medicação anti-depressivo e anti-ansiedade como benzodiazepinas e selectiva inibidores de recaptação de serotonina (ISRs) como conformidade ao doutor conselhos para alívio-se contra ataques de pânico ou ansiedade. Se você não consegue identificar sua fonte de ansiedade, não é possível eliminar o gatilho e medicação será apenas temporariamente alívio você contra ataques, mas não são capazes de curar sua condição permanentemente.

O que é o melhor tratamento para ansiedade? Como encontrar o tratamento para a ansiedade que combina com você?

Há muitas maneiras de tratar a ansiedade e depressão e nem todos eles será adequados para você, você precisa acompanhar de perto a mesmo e saber sua própria condição mais e, em seguida, decidir se o tratamento recomendado trabalha para você ou não. Uma das decepções chaves de muitos métodos de tratamento utilizados independentemente, eles podem ser eficazes para algumas pessoas, mas não serão capazes de ajudar a maioria das pessoas sem um plano de tratamento adequado.

Vamos descobrir mais sobre o tratamento comum para a ansiedade:

1.Medicação -uso de anti-anxiety e anti-depressivo requer prescrição do médico, e somente sob orientação e monitor do médico ou psiquiatra qualificada, o paciente receberá a dosagem correta, minimizar o risco de efeitos colaterais.

2. Herbal – isso é considerado um tratamento alternativo para a ansiedade. No entanto, o povo chinês e nativo tinha usado-los por milhares de anos para curar os problemas e encontrar estudos que eles são tão eficazes como receitas médicas sem o efeito colateral, e se você não quer efeito colateral ou medicação prescrição não funciona para você, você pode tentar ervas com base em medicina.

3. Exercício de relaxamento – Taiji e QiGong são exercícios de relaxamento muito bom, ele pode ajudar a relaxar sua mente e corpo e restaurá-los para uma saudável stat, equilibrar a sua química do corpo e reduzir sua ansiedade de mente e parar de alimentação sentido ansioso para o corpo.

4. Exercício regular – 30 minutos de exercício físico regular todos os dias irá reduzir o ataque de pânico e diminuir a duração durante os ataques de pânico e eventualmente eliminar a ansiedade. Quando fazer exercício, sua mente será distraído de pensar algo ansioso, e seu corpo será mais saudável, menos sintomas de ansiedade irão ocorrer. É por isso que o exercício é vital para todos os planos de tratamento para ansiedade.

5. Tratamento psicológico para ansiedade – um dos tratamentos de ansiedade mais comum e eficaz é a terapia comportamental cognitiva (TCC), e esse método pode ser usado com drogas ou sem drogas. No entanto, é altamente recomendável medicamento de alívio de ansiedade com base à base de plantas. Consulte Relora Review e revisão de medicina nativa para obter mais informações. Existem muitos tipos de programa TCC on-line e off-line, e 2 dos métodos mais populares e eficazes são Pânico Puzzle, O método Linden e Panic AwaySaiba mais sobre eles em Pânico revisão Puzzle, The Linden Método Review e Panic Away Review .

6. Diaphragmatic ou exercício de respiração profunda – usando a técnica de respiração profunda especial para ajudar a relaxar a mente e o corpo, aumentar o nível de oxigênio e reduzir o desequilíbrio químico no corpo a corpo. Este tipo de técnicas já provou ser eficaz para a maioria dos doentes reduzir a duração e a freqüência dos ataques de pânico.

7. Terapias complementares – estas não são exatamente tratamento para ansiedade, mas sim para restaurar a saúde e a força do corpo. Ou seja, mensagens, Shiatsu, Tuina (tratamento de acupuntura chinesa), Guasa, acupuntura e aromaterapia. Uma ou duas vezes por semana contribuiria para relaxar o corpo e a mente e deve fazê-lo regularmente para ver resultados.

Tratamento holístico para a ansiedade

Tratamento holístico é uma maneira de tratar a ansiedade pela combinação de alguns métodos eficazes e tratá-los como um todo, a partir de uma dieta de controle, mudar de estilo de vida, fazer exercício físico regular, use ervas medicinais com base e finalmente combinar tratamento psicológico para a ansiedade reprogramar a reação de corpo e mente para o sentimento de ansiedade.

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

Mais novo tratamento para ansiedade e depressão

Dependendo de como um tratamento mais eficaz pode fazer por você, você deve apenas focado em medicação eficaz e comprovada pela primeira vez antes de passar para o mais novo tratamento. Mais novo tratamento nem sempre pode ser o tratamento mais eficaz, no entanto, tem maior risco de lado desconhecido effects…

Recomendado tratamento planos para a ansiedade

Recomendamos ervas naturais com base em medicação em substituição do medicamento de prescrição. No entanto, tudo depende de quão eficaz tal medicina fazer por você, se já tiver uma medicação eficaz, não alterá-la, continuar a usá-lo em combinação com nossos programas recomendados CBT – Pânico Puzzle, Panic Away e O método de Linden .

Este tipo de programas irá ajudá-lo a reprogramar sua mente e corpo, ataques de pânico parar permanentemente pela reprogramação sua mente que tal situação (durante os ataques de pânico) não vai prejudicá-lo, e seu corpo não deve estar com medo e o perigo não existe!

Puzzle pânico , Pânico afastado e O método de Linden. usa a abordagem semelhante, mas detalhes diferentes para curar os ataques de pânico, e ambos são provados para ajuda centenas de milhares de pessoas na Internet, consulte Pânico Puzzle Review , Pânico avaliações fora e As avaliações de método Linden para obter mais informações, ou você pode diretamente visite seu Web site em: Puzzle pânico , Pânico afastado ou O método de Linden. .

Recomendado Herbal medicamentos com base

Revisão Relora – Relora é um natural sanar que efetivamente alívio ansiedade e estresse. Relora contém a mistura de extrato de latidos de Magnolia officinalis e um extracto proprietário de Phellodendron amurense.

Remédios ervais nativos – Produtos mais remédios nativo é livre de efeito colateral e seguro de usar, existem diferentes tipos de estresse e ansiedade medicamentos de alívio, escolha qualquer que mais descreve seus problemas.

Conclusão

Tratamento holístico para a ansiedade é muito mais eficaz do que apenas usando o método de tratamento único e se possível, use ervas naturais e programa CBT em combinação com exercício regular, exercícios de relaxamento e profunda respiração exercício, juntamente com o estilo de vida mais saudável como dormir cedo e acordar, dieta livre de estimulantes. Com uma combinação destes métodos, você terá maior chance de recuperação.

Antes de iniciar qualquer tipo de tratamento para ansiedade, basta lembrar isso: você deve ser confiança com qualquer tipo de tratamento que você está passando, e você precisa construir sua auto-confiança antes de você realmente acredita que você vai se recuperar. A acreditar em si mesmo, o programa e medicação é vital, você não irá persistir para ver o resultado, se você não acredita que você faz!

Recomendado tratamento de combinação de Puzzle pânico ou Pânico afastado ou O método de Linden. + Relora ou Remédios nativos . Por exemplo você seleciona Panic Away remédios nativos, ou o método Linden + Relora…

Meu Conselho final para você, não desistir até mesmo muitos métodos têm tentado não funciona, você não deve desistir esperança de recuperar e você tem o direito de viver uma vida normal e saudável, você deve lutar por ela, apenas ser forte!

 

 

Ansiedade: Tratamento que funciona

Ansiedade: Tratamento que funciona

 

Tratamento para transtornos de ansiedade pode incluir terapia cognitiva, terapia de exposição, treinamento da atenção, aconselhamento, dieta, exercício e a utilização de técnicas de relaxamento e formação da assertividade. Medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade, mas não é uma solução a longo prazo.

Transtornos de ansiedade podem afetar a capacidade de uma pessoa trabalhar, estudar e participar de outras atividades. A recuperação é possível com o tratamento adequado. Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade. Os seis conhecidos grupos de transtornos de ansiedade incluem:

  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Transtorno do pânico (e transtorno do pânico com agorafobia)
  • Transtorno da ansiedade social
  • Fobias específicas
  • Estresse pós-traumático
  • Transtorno de ansiedade generalizada.

Transtornos de ansiedade podem ser angustiantes e debilitantes. Eles podem contribuir para perda de oportunidades de emprego e educacionais, bem como dificuldades na família e relações sociais. A recuperação é possível com o tratamento adequado, como terapia de exposição, treinamento da atenção e uma variedade de técnicas de gestão da ansiedade que pode ajudá-lo a gerenciar seus sintomas. Você pode aprender as estratégias a seguir você mesmo (lendo livros ou fazendo cursos, por exemplo) ou você pode consultar um profissional qualificado.

 

Uma gama de opções de tratamento

Algumas das opções de gerenciamento para distúrbios de ansiedade incluem:

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

  • Aprender sobre ansiedade
  • Técnicas de relaxamento
  • Técnicas de respiração correta
  • Terapia cognitiva
  • Terapia comportamental
  • Aconselhamento
  • Mudanças na dieta
  • Exercícios
  • Aprender a ser assertivo
  • Aumentar a Auto-estima
  • Resolução de problemas estruturados
  • Medicação.

 

Aprendendo sobre ansiedade

O velho ditado “conhecimento é poder” aplica-se aqui – aprender tudo sobre ansiedade é fundamental para a recuperação. Por exemplo, o treinamento inclui analisar a fisiologia da resposta “fuga-luta”, que é a forma do corpo para lidar com perigo iminente. Para pessoas com transtornos de ansiedade, esta resposta inadequadamente é desencadeada por situações que são geralmente inofensivas. A educação é um meio importante para promover o controle sobre os sintomas.

 

Técnicas de relaxamento

Uma pessoa que se sente ansiosa na maioria das vezes tem problemas para relaxar, mas saber como liberar a tensão muscular é um tratamento de ansiedade importante. Técnicas de relaxamento incluem:

 

  • Relaxamento muscular progressivo
  • Meditação
  • Respiração abdominal
  • Exercícios de relaxamento isométricos.

 

Técnicas de respiração correta

Os sintomas físicos de ansiedade podem ser disparados por hiperventilação, que aumenta os níveis de oxigênio e reduz a quantidade de dióxido de carbono no sangue. Dióxido de carbono auxilia no regulamento da reação do corpo à ansiedade e pânico. Uma pessoa que sofre de ansiedade deve aprender a respirar a partir de seu diafragma, e não pelo peito, para protegê-la contra hiperventilação. O segredo é deixar a barriga expandir ao puxar o ar.

Você pode verificar se está respirando corretamente, colocando uma mão na parte de baixo do seu abdômen e o outro em seu peito. A respiração está correta quando seu abdômen se mexe, em vez de seu peito. Isso também ajuda a diminuir a velocidade da sua respiração ao sentir-se ansioso. Você também pode tentar prender a respiração por alguns segundos. Isso ajuda a aumentar os níveis de dióxido de carbono no sangue.

 

Terapia cognitiva

Terapia cognitiva concentra-se na evolução dos padrões de pensamento e crenças que são associadas à ansiedade. Por exemplo, uma pessoa com uma fobia social pode piorar sua ansiedade por pensamentos negativos tais como, ‘todos pensam que eu sou chato’.

A base da terapia cognitiva é que crenças acionam pensamentos, que então desencadeam sentimentos e produz comportamentos. Por exemplo, digamos que você acredita (talvez inconscientemente) que todos devem gostar de você para se sentir apreciado. Se alguém se afasta de você no meio de uma conversa, você pode pensar, ‘esta pessoa me odeia’, que faz você sentir-se ansioso.

Estratégias de terapia cognitiva incluem ‘auto-conversa’ racional, treinamento da atenção, desafios cognitivos e reestruturação cognitiva. Isso inclui acompanhar sua auto-conversa, desafiar medos e crenças inúteis e testar a realidade de pensamentos negativos.

 

Terapia comportamental

O principal componente da terapia de comportamento é a exposição. Terapia de exposição envolve deliberadamente confrontar seus medos para dissolvê-los. Exposição lhe permite treinar para redefinir o aspecto do perigo ou medo de uma determinada situação.

As etapas de terapia de exposição podem incluir:

 

  • Classificar seus medos na ordem, do mais ao menos ameaçador.
  • Escolher trabalhar primeiro em um dos seus medos menos ameaçadores.
  • Pensar sobre a temida situação. Imagine-se enfrentando a situação. Analisar seus medos – de quê você está com medo?
  • Elaborar um plano que inclui uma série de pequenos passos – por exemplo, diminuir gradualmente a distância entre você e a terrível situação ou objeto ou aumentar gradualmente a quantidade de tempo gasto na situação ameaçadora.
  • Resista à tentação de fugir (ir embora, se afastar). Use o relaxamento, declarações de enfrentamento para ajudar a gerenciar sua ansiedade e técnicas de respiração.
  • No final das contas, repare que nada de ruim aconteceu.
  • Repita a exposição o quanto puder para construir a confiança que você pode precisa.
  • Quando estiver pronto, enfrente outra situação de medo do mesmo modo, passo a passo.

 

Mudanças na dieta

O mineral magnésio ajuda o tecido muscular a relaxar e uma deficiência de magnésio pode contribuir para a ansiedade, depressão e insônia. Ingestão inadequada de vitamina B e cálcio também pode agravar os sintomas de ansiedade. Certifique-se de que sua dieta diária inclui alimentos como cereais integrais, folhas verdes e leite e derivados com baixa gordura. Nicotina, cafeína e outras drogas estimulantes (que contêm cafeína) acionam suas glândulas adrenais para liberar adrenalina, que é uma das principis substâncias químicas do estresse. Outros alimentos a evitar incluem sal e aditivos artificiais, como conservantes. Escolha alimentos frescos não-industrializados sempre que possível.

 

Exercício

Os sintomas físicos de ansiedade são causados pela resposta “fuga-luta”, que inunda o corpo com adrenalina e outras químicas do estresse. Exercícios físicos queimam até químicas de estresse e promove o relaxamento. A atividade física é outra maneira útil para gerenciar a ansiedade. Destina-se a fazer alguma atividade física, pelo menos, três a quatro vezes por semana e variar suas atividades para evitar o tédio.

 

Aprender a ser assertivo

Ser assertivo significa comunicar suas necessidades, desejos, sentimentos, crenças e opiniões de outras pessoas de forma direta e honesta, com confiança e segurança, sem ferir intencionalmente sentimentos de ninguém. Uma pessoa com um transtorno de ansiedade pode ter problemas para ser assertivo, porque ele tem medo de conflito ou acreditam que eles não têm o direito de falar. No entanto, se relacionar passivamente com os outros reduz a auto-confiança e aumenta a ansiedade. Aprender a comportar-se assertivamente é fundamental para desenvolver uma auto-estima mais forte.

 

Aumentar a Auto-estima

Pessoas com transtorno de ansiedade geralmente tem baixa auto-estima. Sentir-se inútil pode piorar a ansiedade de muitas maneiras. Isso pode acionar um estilo passivo de interagir com outras pessoas e promover um medo de ser julgado duramente. Baixa auto-estima também pode estar relacionada com o impacto do transtorno da ansiedade em sua vida. Estes problemas podem incluir:

 

  • Isolamento
  • Sentimentos de vergonha e culpa
  • Temperamento deprimido
  • Dificuldades na escola, trabalho ou em situações sociais.

Organizações de apoio à comunidade e aconselhamento podem ajudá-lo a lidar com esses problemas.

 

Resolução de problemas estruturados

Algumas pessoas com transtornos de ansiedade são excessivamente preocupadas, que se preocupe com um problema, em vez de resolvê-lo ativamente. Aprender como quebrar um problema em seus diversos componentes – e, em seguida, decidir sobre uma direção para agir – é uma habilidade valiosa que pode ajudar a gerenciar a depressão e ansiedade generalizada.

 

Medicação

É importante que os medicamentos sejam vistos como uma medida de curto prazo, em vez da solução permanente para transtornos de ansiedade. Estudos têm demonstrado que terapias psicológicas, tais como a terapia comportamental cognitiva, são muito mais eficazes do que as drogas na gestão de transtornos de ansiedade, a longo prazo. Seu médico pode prescrever uma receita que inclui tranquilizantes ou antidepressivos para ajudá-lo a lidar com seus sintomas, enquanto outras opções de tratamento promove a solução permanente desejada.

 

Onde obter ajuda

 

  • Seu médico
  • Psicólogo
  • Conselheiro
  • Livros e cursos

 

 

Ansiedade Sintomas: Mais de 100 Sintomas da Ansiedade

Ansiedade Sintomas: Mais de 100 Sintomas da Ansiedade

 

Sintomas de ansiedade, sintomas de ataque de ansiedade: há mais de 100 sintomas de ansiedade.

Como cada pessoa funciona de forma diferente, com reações químicas exclusivas, o tipo, número, intensidade e freqüência dos sintomas de ansiedade variam de pessoa para pessoa. Por exemplo, uma pessoa pode ter apenas um leve sintoma de ansiedade, enquanto outra pode ter todos os sintomas de ansiedade com nível de gravidade alto. Todas as combinações são comuns.

Quais são os sintomas de ansiedade?

Sintomas de ansiedade comuns incluem:

Corpo (sintomas de ansiedade associados com o corpo em geral):

  • Problemas de alergia, aumento de alergias (número, sensibilidade, reações, reações mais demoradas);
  • Dor nas costas, rigidez, tensão, pressão, espasmos, imobilidade nos músculos das costas ou coluna (conhecido com travamento da coluna);
  • Branqueamento  (palidez, perda de cor no rosto ou pele) ;
  • Rosto vermelho ou pele vermelha (corado demais);
  • Dores no corpo, partes ou todo o seu corpo dolorido, como se estivesse machucado os músculos;
  • Solavancos no corpo, sacudidas eléctricas (aquelas que ocorrem enquanto se tenta pegar no sono ou dormindo), intenso tremor no corpo;
  • Temperatura corporal alta ou baixa, mudança na temperatura corporal;
  • Queimação na pele, sensação de sarna na pele, sensibilidade na pele, dormência na pele;
  • Senação de queimação na pele do rosto, pescoço, orelhas, couro cabeludo ou ombros;
  • Sensação de zumbido nos pés, dedos, mãos, dedos, braços e pernas;
  • Dor no peito, aperto no peito;
  • Asfixia;
  • Fadiga crônica, exaustão, super cansado, desgastado;
  • Imperícia, sentindo-se desajeitado, problemas de coordenação com as pernas ou corpo;
  • Calafrios, sentindo-se frio;
  • Desejo intenso por açúcar, doces, chocolate, habitual ânsia por açúcar e doces;
  • Dificuldade em falar, mover a boca,  problemas de coordenação com a boca ou língua ;
  • Tonturas;
  • Sensação de enjôo;
  • Excesso de energia, você se sente como se não conseguisse relaxar;
  • Sensação de estar caindo, mesmo que esteja em local seguro;
  • Sensação de estar prestes a desmaiar;
  • Sentir frio em temperatura normal
  • Sinto-se errado, diferente, estrangeiro, diferente ou estranho
  • Sintomas gripais, mal-estar geral, como se estivesse prestes a pegar uma gripe;
  • Micção freqüente (urinar mais que o normal);
  • Palpitações do coração, como se estivesse acabado de correr;
  • Hiperatividade, excesso de energia;
  • Aumento ou diminuição da libido;
  • Infecção – aumento de infecções, infecção persistente;
  • Boca ou garganta clicando ou raspando quando você move sua boca ou a mandíbula, como quando fala;
  • Músculos vibrando, tremulação, tremor involuntário do músculo;
  • Contração do músculo;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Rigidez no pescoço, ombro e costas;
  • Suar durante a noite, acordar suado;
  • Sem energia, sentindo-se apático, cansado;
  • Dormência;
  • Dormência e formigamento;
  • Dormência e formigueiro e outras sensações de pele em mãos, pés, rosto, cabeça ou quaisquer outros lugares no corpo;
  • Tensão persistente muscular, rigidez;
  • Batedeira no coração, coração se sente como ele está batendo muito forte;
  • Sensação de pulsar ou latejar os músculos;
  • Disfunção sexual, desinteresse sexual;
  • Dores em pontos do rosto (pontadas);
  • Dores no couro cabeludo ou cabeça (pontadas);
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Couro cabeludo ferido ou apertado ou parte de trás do pescoço;
  • Se assustar facilmente;
  • Sudorese, suor incontrolável durante o dia;
  • O chão parece que está se movendo para baixo ou para cima sem nenhuma razão (na verdade está parado);
  • Aperto nas costelas ou na área da caixa torácica;
  • Sensações de formigamento, em qualquer lugar no corpo, incluindo as mãos, pés, pernas, braços, cabeça, boca, peito ou região da virilha;
  • Tremores, agitação, tremores;
  • Contrair-se;
  • Instabilidade, vertigem, sensação de tonturas ou vertigens;
  • Urgência para urinar, súbita vontade de ir ao banheiro (semelhante aos sintomas de infecção de próstata);
  • Se sentir fraco, fraqueza, baixa energia;
  • Pernas, braços e músculos fracos;
  • Perda de peso, ganho de peso;

Peito (sintomas de ansiedade associados com a área do peito):

  • Tremores no peito, vibração no peito;
  • Dor no peito ou desconforto;
  • Preocupação com o coração;
  • Sensação de ter que forçar a respiração;
  • Dificuldade em respirar, sentindo-se sufocada, falta de ar;
  • Bocejar freqüente para tentar recuperar o fôlego;
  • Palpitações do coração – batendo duro ou rápido demais, batimento cardíaco rápido;
  • Coração – ritmos irregulares do coração, batidas puladas, coceira no peito que te faz tossir;
  • Batedeira no coração, coração parece que está batendo muito forte;
  • Aperto na costela ou caixa torácica;

Aprenda os 5 maiores segredos para acabar com a ansiedade e pânico de graça

Emoções (sintomas de ansiedade associados com sentimentos, emoções e humor) Medos (sintomas de ansiedade associados com medo):

  • Um medo maior do que as pessoas pensam de você;
  • Com medo de ser preso em um lugar sem nenhuma saída;
  • Sentimento constante de ser oprimido;
  • Medo de estar em público;
  • Medo de morrer;
  • Medo de perder o controle;
  • Medo de desgraça iminente;
  • Medo de cometer erros ou fazer um tolo de si mesmo para os outros;
  • Medo de desmaiar;
  • Medo de estar perdendo o controle da sua mente;
  • Temores sobre coisas irracionais, objetos, circunstâncias ou situações;
  • Medo de enlouquecer, de morrer, de desgraça iminente, de coisas normais, sentimentos e emoções incomuns, pensamentos ou sentimentos assustadores;
  • Maior auto alerta ou autoconsciência;
  • Necessidade de estar perto do banheiro para você poder sentir-se confortável;
  • Necessidade de se sentar perto de saídas;

 

Cabeça (sintomas de ansiedade associados com a cabeça):

  • Névoa na mente;
  • Couro cabeludo ardente e/ou coçando;
  • Tontura;
  • Vertigens;
  • Dores de cabeça freqüentes, enxaquecas;
  • Sensação de ter uma banda apertada em torno de sua cabeça, pressão na cabeça;
  • Dor no ombro pescoço e cabeça juntos, estanqueidade/rigidez;
  • Tremores na cabeça;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Pontadas de dor na cabeça;
  • Pontadas de dor no rosto;
  • Pontadas de dor no couro cabeludo;
  • Quando você fecha os olhos parece que vai começar a flutuar;
  • Mandíbula doendo como se fosse uma dor de dente;
  • Aperto da mandíbula; bruxismo;
  • “Trituração” dos dentes;

 

Audição / Ouvidos (sintomas de ansiedade associados à audição):

  • Sensação de que tem algo preso em seu ouvido, que o canal do ouvido está bloqueado, que há uma pedra no seu ouvido que você não consegue tirar;
  • Ruídos baixos;
  • Audição reduzida, frequente ou intermitente audição reduzida ou surdez em um ou nos dois ouvidos;
  • Zumbido nos ouvidos, ruídos nos ouvidos, ruídos na cabeça;
  • Ouvido pulsante;
  • Cócegas ou coceira no ouvido que você não consegue chegar com o dedo;

 

Mente (sintomas de ansiedade associados com a mente e o pensamento):

  • Medo de tudo;
  • Estado alterado de realidade e da consciência;
  • Névoa do cérebro;
  • Deja Vu, um sentimento que você fez ou experimentou a mesma coisa antes;
  • Despersonalização;
  • Derealização;
  • Dessensibilização;
  • Dificuldade de concentração, perda da memória de curto prazo;
  • Dificuldade em pensar, falar, formar pensamentos;
  • Desorientação;
  • Medo de enlouquecer;
  • Medo de perder o controle;
  • Medo de desgraça iminente;
  • Sentimentos de irrealidade;
  • Frequente sentimento de ser oprimido;
  • Frequente sentimento de que há coisa demais para fazer e não vai dar conta;
  • Dificuldade de se concentrar;
  • Pesadelos, sonhos desagradáveis;
  • Obsessão sobre sensações;
  • Pensamento repetitivo ou mente inquieta;
  • deficiência na aprendizagem a curto prazo, dificuldade em aprender novas informações;
  • Diminuição da memória a curto prazo, não me lembro o que eu fiz alguns dias, horas, ou momentos atrás;
  • Pensamentos “Presos”;
  • Pensamentos, imagens mentais, conceitos ou músicas que “pregam” em sua mente e passam repetidamente, o tempo todo;
  • Preso em seus sentimentos;
  • Apreensão;
  • Você muitas vezes sente que está carregando o mundo nas costas;

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

Humor / emoções (sintomas de ansiedade associados com humor, sentimentos e emoções):

  • Sempre se sentindo irritado(a) e falta de paciência;
  • Despersonalização;
  • Depressão;
  • Mudanças de humor drásticas (inversões emocionais);
  • Ficar emocionalmente entorpecido;
  • As emoções parecem estar erradas;
  • Tudo é assustador;
  • Sentindo-se para baixo;
  • Sentir-se no fundo do poço;
  • Sentindo que as coisas estão irreais;
  • Estar com frequência no limite;
  • Vontade de chorar sem motivo aparente;
  • Não ter nenhum sentimento sobre coisas que você costumava ter;
  • Sentir-se desprendido(a) de entes queridos;
  • Ansiedade, apreensão ou medo subjacente;
  • Sensação de estar sob pressão o tempo todo.

Boca/estômago (sintomas de ansiedade associados com a boca e estômago):

  • Um cheiro ou sabor ‘metálico’ ou ‘amoníaco’, incomum;
  • Aerofagia (engolir muito ar, distensão do estômago, arroto)
  • Queimação na boca, parece que a boca está queimando por dentro, formigando, alfinetando, ou todos estes juntos ou em momentos diferentes;
  • Queimação na língua, parece que a língua está queimando, formigando, alfinetando, ou todos estes juntos ou em momentos diferentes;
  • Asfixia;
  • Desejo anormal por açúcar ou doces;
  • Intestino preso;
  • Diarréia;
  • Dificuldade de engolir;
  • Dificuldade em falar, a boca parece que não se move direito, leve gagueira;
  • Boca seca;
  • Não consegue engolir normalmente;
  • Sensação de que algo será preso em sua garganta;
  • Sentimento de inchaço na língua;
  • Falta de apetite ou gosto;
  • Garganta apertada, algo preso na garganta;
  • Músculos da boca fica contraindo/saltando;
  • Boca ou garganta faz ruído quando você move sua boca ou mandíbula;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Náusea ou estresse abdominal;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Estômago virado, gás, arrotos, inchaço;
  • Ranger de dentes;
  • Só de pensar em comer já o(a) deixa enjoado(a);
  • Sintomas da língua – formigamento, dormente, “esticada”, congelada, coceira,  queimação, contração, “saltitante”, doendo ou sensação de estar inchada (quando não está).
  • Urgência para urinar, urinar com frequência anormal, súbita vontade de ir ao banheiro;

Siga esses passos fáceis para alívio imediato dos sintomas da ansiedade e do pânico

Pele (sintomas de ansiedade associados com a pele):

  • Sensações de queimadura na pele, sensibilidade na pele;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Infecções na pele, erupções cutâneas;

Sono (sintomas de ansiedade associados com sono):

  • Dificuldade de pegar no sono ou continuar dormindo;
  • Frequentes sonhos ruins, bizarros ou loucos;
  • Ouvir sons em sua cabeça que faz acordar;
  • Insônia, ou acordar mal no meio da noite;
  • Choques acordado;
  • Solavancos involuntários;
  • Acordar com um ataque de pânico;
  • Sentindo-se mal pela manhã;

Vista (sintomas de ansiedade comumente associados à vista):

  • Visão distorcida, nevoeiro ou turva;
  • Olhos secos, lacrimejantes ou coceira;
  • Ver as coisas no canto dos olhos que não está lá, como estrelas;
  • Olhos sensíveis à luz;
  • Manchas na visão;
  • Luzes piscando quando os olhos estão fechados;
  • Sua percepção de profundidade parece errada;

Tato (sintomas de ansiedade associados ao tato):

  • Sensações de queimadura na pele, sensibilidade na pele;
  • Calafrio;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Dor
  • Sensações de alfinetadas/agulhadas;

Outros sintomas de ansiedade são descritas como:

Viver como um hipocondríaco, palpitação no músculo, preocupação excessiva o tempo todo,  engasgos, aperto no peito, agitação na língua, língua trêmula e batedeira no coração.

Além destes sintomas de ansiedade, você também pode compulsivamente preocupado com:

• Ter um ataque cardíaco;
• Ter uma doença grave não detectada;
• Morrer prematuramente;
• Medo de enlouquecer;
• Prejudicar incontrolavelmente você ou alguém que você ama;
• Perder o controle de seus pensamentos e ações;
• Ficar constrangido;
• Desmaio em público;
• Não respirar corretamente;
• Controle de perda da realidade;
• Asfixia;
• Ficar sozinho;

Medo de Dirigir – Como Perder o Medo de Dirigir Com estas Dicas Simples

 

 

Como superar o medo de dirigir um carro.

 

Como é que seu medo de dirigir o começo? Você pode recuperar qualquer incidente terrível particular envolvendo você ou alguém próximo a você? Você já ouviu falar de terríveis experiências de alguém?

Qualquer que seja a causa do seu medo de dirigir um carro, essa experiência particular assustador tem formaria em uma grande crise – um condução fobia . Você pode estar sofrendo de palpitação, sudorese, tontura, respirações curtas e irregulares, mãos tremendo ou sentimentos de perda de controle ou pensamentos de deixar de funcionar.

Estes sintomas são realmente um efeito cumulativo do medo real de condução (que é uma pequena porção para começar) e o medo de ter estes sintomas. Infelizmente tornou-se um ciclo vicioso que mantém uma escalada.

O ciclo vicioso do medo de dirigir

Primeira fase deste ciclo é o medo real de condução seja causado por qualquer incidente, real ou imaginado. Uma mera lembrança traz com ele leve sintomas de suor, tremor ou qualquer um das mencionadas acima.

Na segunda fase deste ciclo de medo, você começa a temer que encaminhará os sintomas. Este medo de sintomas faz-lhe ainda mais medo de dirigir, piorando assim seus sintomas.

Na terceira fase você dar seus sentimentos de medo e desistir de condução. Evitar a situação.

Na etapa final, você experimenta uma queda acentuada nos sintomas de medo porque você ter desistido da idéia de condução. Isso envia um sinal para sua mente subconsciente informando que a maneira de reduzir o medo de dirigir é evitar a condução. Sua crença de que você tem medo de condução Obtém reforçada.

Como derrubar essa crença que você tem medo de dirigir?

5 lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

A única maneira de invadir o ciclo de medo, se apossar dela e eliminar de sua mente subconsciente é dissociar os sentimentos de medo associados a condução e revincular com sentimentos agradáveis e felizes em vez disso.

Este processo pode ser executado com sucesso com uma técnica discutida abaixo que reprograms a mente subconsciente.

Reprogramação técnica para superar o medo de dirigir

Sentar e relaxar em seu sofá para realizar este exercício para superar o seu medo de dirigir. Ele funciona, substituindo os sentimentos de ansiedade com aqueles da paz em sua mente subconsciente.

Pense em algo muito bonito e agradável. Lembre-se de um dia quando você se sentiu feliz, descontraído e seguro. Talvez tenha sido um férias com sua família, na praia de mentir ao sol, ou quando você realizado pela primeira vez seu recém-nascido.

Pegar algo da sua memória e Reviva aqueles sentimentos maravilhosos, o cheiro, o toque, o parece

A chave é vivacidade. Lembre-se de seus sentimentos bem-aventurança vividamente.

Agora, apenas por um período de dois segundos, imagine-se dirigindo seu carro. Volte para suas memórias imediatamente. Deriva nesses sentimentos novamente.

Após um minuto ou assim, mais uma vez imagine-se dirigindo seu carro, para não mais de dois segundos.

Reverter para suas lembranças felizes e “seguras” imediatamente, antes de permitir que o medo ou ansiedade acumular. Continue este ciclo por aproximadamente 20 minutos.

O que vai acontecer é que seu cérebro vai reprogramá-se associar a condução de sentimentos de paz e felicidade. A programação antiga será quebrada. Você deve ser uma pessoa diferente dentro de duas semanas.

Que foi como superar o medo de dirigir usando um cérebro reprogramação técnica. Você pode facilmente superar o medo geral de condução através desta técnica.

Mas você precisa ir mais fundo e descobrir exatamente o que você está com medo da durante a condução. E vamos trabalhar um caminho através de que muito. Descubra – é um medo geral da fobia de condução, dirigir em estradas ou pontes, fobia de interseções ocupadas, medo de como estacionar no congestionado ruas sem smashing um light…?

Como superar seu medo específico de condução

Uma vez que você descobrir o que exatamente você assusta durante a condução, sentar-se junto a um condutor experiente entre sua família ou amigos e observar como eles fazem-lo.

Agora aplica a técnica que discutimos acima ali como seus parceiro unidades através da ponte assustador, interseção, freeway, ou tudo o que que lhe dá o medo de dirigir.

Por exemplo, considere que você tem o medo de dirigir em rodovias . Assistir a sua unidade de parceiro sem esforço e a habilidade em freeway.

Absorva a situação. Sentar, relaxar e pensar em algo que faz você se sentir feliz, descontraído e pacífica. Feche os olhos, se necessário.

Chamar a partir de suas memórias e preencher sua mente com esses sentimentos. Não é tão difícil quando você está no banco do passageiro com os olhos fechados.

Agora, uma vez a cada minuto, por dois segundos cada, abra seus olhos e imagine-se no banco do motorista dirigindo o carro. Continue este ciclo por 15-20 minutos ou até que o sentimento de medo dissocia-se com dirigir na auto-estrada. Abra seus olhos e continuar a imagine-se dirigindo com esses sentimentos ainda em sua mente.

Agora mude lugares com seu parceiro e prática. Você vai se sentir muito melhor do que ir sozinho. Você pode superar seu medo de dirigir em estradas ou pontes ou qualquer coisa assim.

o que é o o medo de condução sobre pontes de qualquer forma? A ponte não está indo para recolher? Tudo o que você realmente precisa fazer é olhar em frente e seguir uma linha reta para trás os outros carros na frente de você. Se você fizer isso não vai bater os lados ou bater no separador. Praticar a técnica de reprogramação e você vai ser belas.

Palavras finais

Levá-lo passo a passo. É uma coisa sábia para fazer, especialmente se seu medo de dirigir tende a fobia. Se você tem medo de dirigir sobre pontes, primeira unidade sobre realmente pequenas.

Em seguida, unidade sobre aqueles que são sobre o comprimento de 1 ou 2 blocos e muito mais. Finalmente proclamar sua vitória sobre o medo de dirigir sobre pontes por condução sobre pontes realmente longos abrangendo água. Se você tem medo de dirigir em rodovias, apanhe a primeira saída após a rampa acima.

Próxima vez ir mais longe. Inicialmente fure a pista da direita. Como você ganha confiança vai para a esquerda.

Você pode encontrar mais de tais técnicas no Programa de medo de condução . Centenas de pessoas como você ter superado seu medo de dirigir com este programa.

O próprio autor passou de ser um condutor tímido para um aventureiro e ele quer compartilhar suas dicas com você.