Ansiedade: Tratamento Que Funciona

Ansiedade: Tratamento que funciona

O tratamento para transtornos de ansiedade pode incluir terapia cognitiva, terapia de exposição (se expor a lugares, momentos e situações que lhe causam alta ansiedade), treinamento da atenção, aconselhamento, dieta, exercício e a utilização de técnicas de relaxamento e formação da assertividade.

Medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade, mas não é uma solução a longo prazo.

Transtornos de ansiedade podem afetar a capacidade de uma pessoa trabalhar, estudar e participar de outras atividades. A recuperação é possível com o tratamento adequado.

Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade. Os seis conhecidos grupos de transtornos de ansiedade incluem:

  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Transtorno do pânico (e transtorno do pânico com agorafobia)
  • Transtorno da ansiedade social
  • Fobias específicas
  • Estresse pós-traumático
  • Transtorno de ansiedade generalizada.

Transtornos de ansiedade podem ser angustiantes e debilitantes. Eles podem contribuir para perda de oportunidades de emprego e educacionais, bem como dificuldades na família e relações sociais.

A recuperação é possível com o tratamento adequado, como terapia de exposição, treinamento da atenção e uma variedade de técnicas de gestão da ansiedade que pode ajudá-lo a gerenciar seus sintomas. Você pode aprender as estratégias sozinho(a) (lendo livros ou fazendo cursos, por exemplo) ou você pode consultar um profissional qualificado.

Uma gama de opções de tratamento

Algumas das opções de gerenciamento para distúrbios de ansiedade incluem:

Lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

  • Aprender sobre ansiedade
  • Técnicas de relaxamento
  • Técnicas de respiração correta
  • Terapia cognitiva
  • Terapia comportamental
  • Aconselhamento
  • Mudanças na dieta
  • Exercícios
  • Aprender a ser assertivo
  • Aumentar a Autoestima
  • Resolução de problemas estruturados
  • Medicação

Aprendendo sobre ansiedade

O velho ditado “conhecimento é poder” aplica-se aqui – aprender tudo sobre ansiedade é fundamental para a recuperação. Por exemplo, o treinamento inclui analisar a fisiologia da reação “fuga-luta”, que é a forma como o corpo lida com o perigo iminente.

Para pessoas com transtornos de ansiedade, esta reação é inadequadamente desencadeada por situações que são geralmente inofensivas. A educação é um meio importante para promover o controle sobre os sintomas.

Técnicas de relaxamento

Uma pessoa que se sente ansiosa na maioria das vezes tem problemas para relaxar, mas saber como liberar a tensão muscular é um tratamento de ansiedade importante. Técnicas de relaxamento incluem:

  • Relaxamento muscular progressivo
  • Meditação
  • Respiração abdominal
  • Exercícios de relaxamento isométricos.

Técnicas de respiração correta

Os sintomas físicos de ansiedade podem ser disparados por hiperventilação, que aumenta os níveis de oxigênio e reduz a quantidade de dióxido de carbono no sangue.

Dióxido de carbono auxilia no regulamento da reação do corpo à ansiedade e pânico. Uma pessoa que sofre de ansiedade deve aprender a respirar a partir de seu diafragma, e não pelo peito, para protegê-la contra hiperventilação. O segredo é deixar a barriga expandir ao puxar o ar.

Você pode verificar se está respirando corretamente, colocando uma mão na parte de baixo do seu abdômen e o outro em seu peito.

A respiração está correta quando seu abdômen se mexe, em vez de seu peito. Isso também ajuda a diminuir a velocidade da sua respiração ao sentir-se ansioso. Você também pode tentar prender a respiração por alguns segundos. Isso ajuda a aumentar os níveis de dióxido de carbono no sangue.

Terapia cognitiva

Terapia cognitiva concentra-se na evolução dos padrões de pensamento e crenças que são associadas à ansiedade. Por exemplo, uma pessoa com uma fobia social pode piorar sua ansiedade por pensamentos negativos tais como, ‘todos pensam que eu sou chato’.

A base da terapia cognitiva é que crenças acionam pensamentos, que então desencadeam sentimentos e produz comportamentos. Por exemplo, digamos que você acredita (talvez inconscientemente) que todos devem gostar de você para se sentir apreciado.

Se alguém se afasta de você no meio de uma conversa, você pode pensar, ‘esta pessoa me odeia’, que faz você sentir-se ansioso.

Estratégias de terapia cognitiva incluem ‘auto-conversa’ racional, treinamento da atenção, desafios cognitivos e reestruturação cognitiva. Isso inclui acompanhar sua auto-conversa, desafiar medos e crenças inúteis e testar a realidade de pensamentos negativos.

Terapia comportamental

O principal componente da terapia de comportamento é a exposição. Terapia de exposição envolve deliberadamente confrontar seus medos para dissolvê-los. Exposição lhe permite treinar para redefinir o aspecto do perigo ou medo de uma determinada situação.

As etapas de terapia de exposição podem incluir:

  • Classificar seus medos na ordem, do mais ao menos ameaçador.
  • Escolher trabalhar primeiro em um dos seus medos menos ameaçadores.
  • Pensar sobre a temida situação. Imagine-se enfrentando a situação. Analisar seus medos – de quê você está com medo?
  • Elaborar um plano que inclui uma série de pequenos passos – por exemplo, diminuir gradualmente a distância entre você e a terrível situação ou objeto ou aumentar gradualmente a quantidade de tempo gasto na situação ameaçadora.
  • Resista à tentação de fugir (ir embora, se afastar). Use o relaxamento, declarações de enfrentamento para ajudar a gerenciar sua ansiedade e técnicas de respiração.
  • No final das contas, repare que nada de ruim aconteceu.
  • Repita a exposição o quanto puder para construir a confiança que você pode precisa.
  • Quando estiver pronto, enfrente outra situação de medo do mesmo modo, passo a passo.

Mudanças na dieta

O mineral magnésio ajuda o tecido muscular a relaxar e uma deficiência de magnésio pode contribuir para a ansiedade, depressão e insônia. Ingestão inadequada de vitamina B e cálcio também pode agravar os sintomas de ansiedade.

Certifique-se de que sua dieta diária inclui alimentos como cereais integrais, folhas verdes e leite e derivados com baixa gordura. Nicotina, cafeína e outras drogas estimulantes (que contêm cafeína) acionam suas glândulas adrenais para liberar adrenalina, que é uma das principis substâncias químicas do estresse.

 

Outros alimentos a evitar incluem sal e aditivos artificiais, como conservantes. Escolha alimentos frescos não-industrializados sempre que possível.

Exercício

Os sintomas físicos de ansiedade são causados pela resposta “fuga-luta”, que inunda o corpo com adrenalina e outras químicas do estresse. Exercícios físicos queimam até químicas de estresse e promove o relaxamento. A atividade física é outra maneira útil para gerenciar a ansiedade. Destina-se a fazer alguma atividade física, pelo menos, três a quatro vezes por semana e variar suas atividades para evitar o tédio.

Aprender a ser assertivo

Ser assertivo significa comunicar suas necessidades, desejos, sentimentos, crenças e opiniões de outras pessoas de forma direta e honesta, com confiança e segurança, sem ferir intencionalmente sentimentos de ninguém.

Uma pessoa com um transtorno de ansiedade pode ter problemas para ser assertivo, porque ele tem medo de conflito ou acreditam que eles não têm o direito de falar. No entanto, se relacionar passivamente com os outros reduz a auto-confiança e aumenta a ansiedade. Aprender a comportar-se assertivamente é fundamental para desenvolver uma auto-estima mais forte.

Aumentar a Auto-estima

Pessoas com transtorno de ansiedade geralmente tem baixa auto-estima. Sentir-se inútil pode piorar a ansiedade de muitas maneiras. Isso pode acionar um estilo passivo de interagir com outras pessoas e promover um medo de ser julgado duramente. Baixa auto-estima também pode estar relacionada com o impacto do transtorno da ansiedade em sua vida. Estes problemas podem incluir:

  • Isolamento
  • Sentimentos de vergonha e culpa
  • Temperamento deprimido
  • Dificuldades na escola, trabalho ou em situações sociais.

Organizações de apoio à comunidade e aconselhamento podem ajudá-lo a lidar com esses problemas.

Resolução de problemas estruturados

Algumas pessoas com transtornos de ansiedade são excessivamente preocupadas, que se preocupe com um problema, em vez de resolvê-lo ativamente. Aprender como quebrar um problema em seus diversos componentes – e, em seguida, decidir sobre uma direção para agir – é uma habilidade valiosa que pode ajudar a gerenciar a depressão e ansiedade generalizada.

Medicação

É importante que os medicamentos sejam vistos como uma medida de curto prazo, em vez da solução permanente para transtornos de ansiedade.

Estudos têm demonstrado que terapias psicológicas, tais como a terapia comportamental cognitiva, são muito mais eficazes do que as drogas na gestão de transtornos de ansiedade, a longo prazo. Seu médico pode prescrever uma receita que inclui tranquilizantes ou antidepressivos para ajudá-lo a lidar com seus sintomas, enquanto outras opções de tratamento promove a solução permanente desejada.

Onde obter ajuda

  • Seu médico
  • Psicólogo
  • Conselheiro
  • Livros e cursos
20 comentários… add one
  • tremor no pescoço, diagnoticado como torcicolo espasmódico, que
    piora muito em situações sociais pode ser sintoma de ansiedade
    ou fobia social ? Até que ponto pode ser apenas emocional ?

  • gostei muitooooooooooooo.

  • esses telefones de ajuda é do Brasil?

  • sinto muito minha cabeça latejar a uns 5 anos sinto formigamento nas penas maos visao com ponto preto nos dois olhos pontadas no lado da cabeça mais os medicos falam q e da ansiedade mais nao conseguem enconrtrar o remedio q acabe com isso alguem pode me ajudar

  • Bom!

  • Sinto uma pressão muito forte na cabeça e nas costa com se algo me puxa para baixo e no peito como se tevese uma mão e corpo muito leve como fosse cair e muito ruim a sensação

  • Artigo muito útil! Tenho ansiedade generalizada. Preciso ler um livro sobre isso , de auto ajuda. Alguém me recomenda!? Obrigado

  • Muito ruim a ansiedade,sofro com isso, não consigo dormir, estresse 24hs, não sei mais o que faço, parece que vou ficar louca ou morrer, sinto uns 100 sintomas presente na ansiedade. :(

  • Excelente! Muito instrutivo e completo. Pesquiso terapias alternativas para a ansiedade, e cada vez mais percebo a necessidade das pessoas por esse tipo de conhecimento. Parabéns por divulgarem.

  • Sinto pressao na cebeça a mais de 4 semanas ! A noite piora aperta mais , tenho medo de morrer a todo momento ! Medo de ficar louca ! Nao tenho vida social mais , so quero ficar em casa e nao tenho vontade de nada !

  • Sinto tonturaas formigamento tremor dores no estômago alergiaas etc

  • Ola!

    Sofro de ansiedade, tenho todos os sintomas não consigo tomar remédio pois os remédios só pioram, quero buscar outros meios como as técnicas de tcc. Até os florais me deram mais ansiedade.

  • Alguém conhece um lugar bom, que oferece esse tipo de tratamento grátis

  • sinto aperto no peito , pontadas, falta de ar ,dor no estomago e alergias, medo de morrer diz um eletro cardiograma e seu normal, posso esta com ansiedade?

  • Boa noite Nao consigo mais sair de casa o que eu faço nao consigo dormi tou ficando louco tem apenas 3 dias que to assim

  • Eu sinto falta de ar não consigo sair de casa e quando eu saio aí que me dá mais falta de ar eu não sei mais o que fazer o médico passou 2 remédio e eu não não me fez bem remédio o que eu posso fazer Me ajuda??

  • Gente por favor alguém pode me indicar o nome de algum livro de auto ajuda?preciso muito.

  • Tenho só 16 anos e sofro muito de ansiedade, tenho dermatite em várias partes do corpo, gastrite, crise do pânico, tenho formigamentos no meu corpo todo, dor no lado direito da cabeça, alterações visuais, medo extremo de tubarão, sou muito estressada explodo por qualquer coisa, preciso muito de ajuda!

  • Eu vejo gente morta, todo tempo o tempo todo

  • Muito bom

Leave a Comment