Ansiedade Sintomas: Mais de 100 Sintomas da Ansiedade

Ansiedade Sintomas: Mais de 100 Sintomas da Ansiedade

 

Sintomas de ansiedade, sintomas de ataque de ansiedade: há mais de 100 sintomas de ansiedade.

Como cada pessoa funciona de forma diferente, com reações químicas exclusivas, o tipo, número, intensidade e freqüência dos sintomas de ansiedade variam de pessoa para pessoa. Por exemplo, uma pessoa pode ter apenas um leve sintoma de ansiedade, enquanto outra pode ter todos os sintomas de ansiedade com nível de gravidade alto. Todas as combinações são comuns.

Quais são os sintomas de ansiedade?

Sintomas de ansiedade comuns incluem:

Corpo (sintomas de ansiedade associados com o corpo em geral):

    • Problemas de alergia, aumento de alergias (número, sensibilidade, reações, reações mais demoradas);
    • Dor nas costas, rigidez, tensão, pressão, espasmos, imobilidade nos músculos das costas ou coluna (conhecido com travamento da coluna);
    • Branqueamento  (palidez, perda de cor no rosto ou pele) ;
    • Rosto vermelho ou pele vermelha (corado demais);
    • Dores no corpo, partes ou todo o seu corpo dolorido, como se estivesse machucado os músculos;
    • Solavancos no corpo, sacudidas eléctricas (aquelas que ocorrem enquanto se tenta pegar no sono ou dormindo), intenso tremor no corpo;
    • Temperatura corporal alta ou baixa, mudança na temperatura corporal;

Pdf grátis: 3 coisas que você está fazendo agora que está piorando sua ansiedade e pânico. E como resolver em 2 dias.

  • Queimação na pele, sensação de sarna na pele, sensibilidade na pele, dormência na pele;
  • Senação de queimação na pele do rosto, pescoço, orelhas, couro cabeludo ou ombros;
  • Sensação de zumbido nos pés, dedos, mãos, dedos, braços e pernas;
  • Dor no peito, aperto no peito;
  • Asfixia;
  • Fadiga crônica, exaustão, super cansado, desgastado;
  • Imperícia, sentindo-se desajeitado, problemas de coordenação com as pernas ou corpo;
  • Calafrios, sentindo-se frio;
  • Desejo intenso por açúcar, doces, chocolate, habitual ânsia por açúcar e doces;
  • Dificuldade em falar, mover a boca,  problemas de coordenação com a boca ou língua ;
  • Tonturas;
  • Sensação de enjôo;
  • Excesso de energia, você se sente como se não conseguisse relaxar;
  • Sensação de estar caindo, mesmo que esteja em local seguro;
  • Sensação de estar prestes a desmaiar;
  • Sentir frio em temperatura normal
  • Sinto-se errado, diferente, estrangeiro, diferente ou estranho
  • Sintomas gripais, mal-estar geral, como se estivesse prestes a pegar uma gripe;
  • Micção freqüente (urinar mais que o normal);
  • Palpitações do coração, como se estivesse acabado de correr;
  • Hiperatividade, excesso de energia;
  • Aumento ou diminuição da libido;
  • Infecção – aumento de infecções, infecção persistente;
  • Boca ou garganta clicando ou raspando quando você move sua boca ou a mandíbula, como quando fala;
  • Músculos vibrando, tremulação, tremor involuntário do músculo;
  • Contração do músculo;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Rigidez no pescoço, ombro e costas;
  • Suar durante a noite, acordar suado;
  • Sem energia, sentindo-se apático, cansado;
  • Dormência;
  • Dormência e formigamento;
  • Dormência e formigueiro e outras sensações de pele em mãos, pés, rosto, cabeça ou quaisquer outros lugares no corpo;
  • Tensão persistente muscular, rigidez;
  • Batedeira no coração, coração se sente como ele está batendo muito forte;
  • Sensação de pulsar ou latejar os músculos;
  • Disfunção sexual, desinteresse sexual;
  • Dores em pontos do rosto (pontadas);
  • Dores no couro cabeludo ou cabeça (pontadas);
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Couro cabeludo ferido ou apertado ou parte de trás do pescoço;
  • Se assustar facilmente;
  • Sudorese, suor incontrolável durante o dia;
  • O chão parece que está se movendo para baixo ou para cima sem nenhuma razão (na verdade está parado);
  • Aperto nas costelas ou na área da caixa torácica;
  • Sensações de formigamento, em qualquer lugar no corpo, incluindo as mãos, pés, pernas, braços, cabeça, boca, peito ou região da virilha;
  • Tremores, agitação, tremores;
  • Contrair-se;
  • Instabilidade, vertigem, sensação de tonturas ou vertigens;
  • Urgência para urinar, súbita vontade de ir ao banheiro (semelhante aos sintomas de infecção de próstata);
  • Se sentir fraco, fraqueza, baixa energia;
  • Pernas, braços e músculos fracos;
  • Perda de peso, ganho de peso;

Peito (sintomas de ansiedade associados com a área do peito):

  • Tremores no peito, vibração no peito;
  • Dor no peito ou desconforto;
  • Preocupação com o coração;
  • Sensação de ter que forçar a respiração;
  • Dificuldade em respirar, sentindo-se sufocada, falta de ar;
  • Bocejar freqüente para tentar recuperar o fôlego;
  • Palpitações do coração – batendo duro ou rápido demais, batimento cardíaco rápido;
  • Coração – ritmos irregulares do coração, batidas puladas, coceira no peito que te faz tossir;
  • Batedeira no coração, coração parece que está batendo muito forte;
  • Aperto na costela ou caixa torácica;

Emoções (sintomas de ansiedade associados com sentimentos, emoções e humor) Medos (sintomas de ansiedade associados com medo):

  • Um medo maior do que as pessoas pensam de você;
  • Com medo de ser preso em um lugar sem nenhuma saída;
  • Sentimento constante de ser oprimido;
  • Medo de estar em público;
  • Medo de morrer;
  • Medo de perder o controle;
  • Medo de desgraça iminente;
  • Medo de cometer erros ou fazer um tolo de si mesmo para os outros;
  • Medo de desmaiar;
  • Medo de estar perdendo o controle da sua mente;
  • Temores sobre coisas irracionais, objetos, circunstâncias ou situações;
  • Medo de enlouquecer, de morrer, de desgraça iminente, de coisas normais, sentimentos e emoções incomuns, pensamentos ou sentimentos assustadores;
  • Maior auto alerta ou autoconsciência;
  • Necessidade de estar perto do banheiro para você poder sentir-se confortável;
  • Necessidade de se sentar perto de saídas;

 

Cabeça (sintomas de ansiedade associados com a cabeça):

  • Névoa na mente;
  • Couro cabeludo ardente e/ou coçando;
  • Tontura;
  • Vertigens;
  • Dores de cabeça freqüentes, enxaquecas;
  • Sensação de ter uma banda apertada em torno de sua cabeça, pressão na cabeça;
  • Dor no ombro pescoço e cabeça juntos, estanqueidade/rigidez;
  • Tremores na cabeça;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Pontadas de dor na cabeça;
  • Pontadas de dor no rosto;
  • Pontadas de dor no couro cabeludo;
  • Quando você fecha os olhos parece que vai começar a flutuar;
  • Mandíbula doendo como se fosse uma dor de dente;
  • Aperto da mandíbula; bruxismo;
  • “Trituração” dos dentes;

 

Audição / Ouvidos (sintomas de ansiedade associados à audição):

  • Sensação de que tem algo preso em seu ouvido, que o canal do ouvido está bloqueado, que há uma pedra no seu ouvido que você não consegue tirar;
  • Ruídos baixos;
  • Audição reduzida, frequente ou intermitente audição reduzida ou surdez em um ou nos dois ouvidos;
  • Zumbido nos ouvidos, ruídos nos ouvidos, ruídos na cabeça;
  • Ouvido pulsante;
  • Cócegas ou coceira no ouvido que você não consegue chegar com o dedo;

 

Mente (sintomas de ansiedade associados com a mente e o pensamento):

  • Medo de tudo;
  • Estado alterado de realidade e da consciência;
  • Névoa do cérebro;
  • Deja Vu, um sentimento que você fez ou experimentou a mesma coisa antes;
  • Despersonalização;
  • Derealização;
  • Dessensibilização;
  • Dificuldade de concentração, perda da memória de curto prazo;
  • Dificuldade em pensar, falar, formar pensamentos;
  • Desorientação;
  • Medo de enlouquecer;
  • Medo de perder o controle;
  • Medo de desgraça iminente;
  • Sentimentos de irrealidade;
  • Frequente sentimento de ser oprimido;
  • Frequente sentimento de que há coisa demais para fazer e não vai dar conta;
  • Dificuldade de se concentrar;
  • Pesadelos, sonhos desagradáveis;
  • Obsessão sobre sensações;
  • Pensamento repetitivo ou mente inquieta;
  • deficiência na aprendizagem a curto prazo, dificuldade em aprender novas informações;
  • Diminuição da memória a curto prazo, não me lembro o que eu fiz alguns dias, horas, ou momentos atrás;
  • Pensamentos “Presos”;
  • Pensamentos, imagens mentais, conceitos ou músicas que “pregam” em sua mente e passam repetidamente, o tempo todo;
  • Preso em seus sentimentos;
  • Apreensão;
  • Você muitas vezes sente que está carregando o mundo nas costas;

Estas lições poderosas vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público.

Humor / emoções (sintomas de ansiedade associados com humor, sentimentos e emoções):

  • Sempre se sentindo irritado(a) e falta de paciência;
  • Despersonalização;
  • Depressão;
  • Mudanças de humor drásticas (inversões emocionais);
  • Ficar emocionalmente entorpecido;
  • As emoções parecem estar erradas;
  • Tudo é assustador;
  • Sentindo-se para baixo;
  • Sentir-se no fundo do poço;
  • Sentindo que as coisas estão irreais;
  • Estar com frequência no limite;
  • Vontade de chorar sem motivo aparente;
  • Não ter nenhum sentimento sobre coisas que você costumava ter;
  • Sentir-se desprendido(a) de entes queridos;
  • Ansiedade, apreensão ou medo subjacente;
  • Sensação de estar sob pressão o tempo todo.

Boca/estômago (sintomas de ansiedade associados com a boca e estômago):

  • Um cheiro ou sabor ‘metálico’ ou ‘amoníaco’, incomum;
  • Aerofagia (engolir muito ar, distensão do estômago, arroto)
  • Queimação na boca, parece que a boca está queimando por dentro, formigando, alfinetando, ou todos estes juntos ou em momentos diferentes;
  • Queimação na língua, parece que a língua está queimando, formigando, alfinetando, ou todos estes juntos ou em momentos diferentes;
  • Asfixia;
  • Desejo anormal por açúcar ou doces;
  • Intestino preso;
  • Diarréia;
  • Dificuldade de engolir;
  • Dificuldade em falar, a boca parece que não se move direito, leve gagueira;
  • Boca seca;
  • Não consegue engolir normalmente;
  • Sensação de que algo será preso em sua garganta;
  • Sentimento de inchaço na língua;
  • Falta de apetite ou gosto;
  • Garganta apertada, algo preso na garganta;
  • Músculos da boca fica contraindo/saltando;
  • Boca ou garganta faz ruído quando você move sua boca ou mandíbula;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Náusea ou estresse abdominal;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Estômago virado, gás, arrotos, inchaço;
  • Ranger de dentes;
  • Só de pensar em comer já o(a) deixa enjoado(a);
  • Sintomas da língua – formigamento, dormente, “esticada”, congelada, coceira,  queimação, contração, “saltitante”, doendo ou sensação de estar inchada (quando não está).
  • Urgência para urinar, urinar com frequência anormal, súbita vontade de ir ao banheiro;

Siga esses passos fáceis para alívio imediato dos sintomas da ansiedade e do pânico.

Pele (sintomas de ansiedade associados com a pele):

  • Sensações de queimadura na pele, sensibilidade na pele;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Infecções na pele, erupções cutâneas;

Sono (sintomas de ansiedade associados com sono):

  • Dificuldade de pegar no sono ou continuar dormindo;
  • Frequentes sonhos ruins, bizarros ou loucos;
  • Ouvir sons em sua cabeça que faz acordar;
  • Insônia, ou acordar mal no meio da noite;
  • Choques acordado;
  • Solavancos involuntários;
  • Acordar com um ataque de pânico;
  • Sentindo-se mal pela manhã;

Vista (sintomas de ansiedade comumente associados à vista):

  • Visão distorcida, nevoeiro ou turva;
  • Olhos secos, lacrimejantes ou coceira;
  • Ver as coisas no canto dos olhos que não está lá, como estrelas;
  • Olhos sensíveis à luz;
  • Manchas na visão;
  • Luzes piscando quando os olhos estão fechados;
  • Sua percepção de profundidade parece errada;

Tato (sintomas de ansiedade associados ao tato):

  • Sensações de queimadura na pele, sensibilidade na pele;
  • Calafrio;
  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Dor
  • Sensações de alfinetadas/agulhadas;

Outros sintomas de ansiedade são descritas como:

Viver como um hipocondríaco, palpitação no músculo, preocupação excessiva o tempo todo,  engasgos, aperto no peito, agitação na língua, língua trêmula e batedeira no coração.

Além destes sintomas de ansiedade, você também pode compulsivamente preocupado com:

• Ter um ataque cardíaco;
• Ter uma doença grave não detectada;
• Morrer prematuramente;
• Medo de enlouquecer;
• Prejudicar incontrolavelmente você ou alguém que você ama;
• Perder o controle de seus pensamentos e ações;
• Ficar constrangido;
• Desmaio em público;
• Não respirar corretamente;
• Controle de perda da realidade;
• Asfixia;
• Ficar sozinho;

Medo de Dirigir – Como Perder o Medo de Dirigir Com estas Dicas Simples

 

 

Como superar o medo de dirigir um carro.

 

Como é que seu medo de dirigir o começo? Você pode recuperar qualquer incidente terrível particular envolvendo você ou alguém próximo a você? Você já ouviu falar de terríveis experiências de alguém?

Qualquer que seja a causa do seu medo de dirigir um carro, essa experiência particular assustador tem formaria em uma grande crise – um condução fobia . Você pode estar sofrendo de palpitação, sudorese, tontura, respirações curtas e irregulares, mãos tremendo ou sentimentos de perda de controle ou pensamentos de deixar de funcionar.

Estes sintomas são realmente um efeito cumulativo do medo real de condução (que é uma pequena porção para começar) e o medo de ter estes sintomas. Infelizmente tornou-se um ciclo vicioso que mantém uma escalada.

O ciclo vicioso do medo de dirigir

Primeira fase deste ciclo é o medo real de condução seja causado por qualquer incidente, real ou imaginado. Uma mera lembrança traz com ele leve sintomas de suor, tremor ou qualquer um das mencionadas acima.

Na segunda fase deste ciclo de medo, você começa a temer que encaminhará os sintomas. Este medo de sintomas faz-lhe ainda mais medo de dirigir, piorando assim seus sintomas.

Na terceira fase você dar seus sentimentos de medo e desistir de condução. Evitar a situação.

Na etapa final, você experimenta uma queda acentuada nos sintomas de medo porque você ter desistido da idéia de condução. Isso envia um sinal para sua mente subconsciente informando que a maneira de reduzir o medo de dirigir é evitar a condução. Sua crença de que você tem medo de condução Obtém reforçada.

Como derrubar essa crença que você tem medo de dirigir?

Lições poderosas que vão deixar você autoconfiante para dirigir, voar, viajar ou falar em público

A única maneira de invadir o ciclo de medo, se apossar dela e eliminar de sua mente subconsciente é dissociar os sentimentos de medo associados a condução e revincular com sentimentos agradáveis e felizes em vez disso.

Este processo pode ser executado com sucesso com uma técnica discutida abaixo que reprograms a mente subconsciente.

Reprogramação técnica para superar o medo de dirigir

Sentar e relaxar em seu sofá para realizar este exercício para superar o seu medo de dirigir. Ele funciona, substituindo os sentimentos de ansiedade com aqueles da paz em sua mente subconsciente.

Pense em algo muito bonito e agradável. Lembre-se de um dia quando você se sentiu feliz, descontraído e seguro. Talvez tenha sido um férias com sua família, na praia de mentir ao sol, ou quando você realizado pela primeira vez seu recém-nascido.

Pegar algo da sua memória e Reviva aqueles sentimentos maravilhosos, o cheiro, o toque, o parece

A chave é vivacidade. Lembre-se de seus sentimentos bem-aventurança vividamente.

Agora, apenas por um período de dois segundos, imagine-se dirigindo seu carro. Volte para suas memórias imediatamente. Deriva nesses sentimentos novamente.

Após um minuto ou assim, mais uma vez imagine-se dirigindo seu carro, para não mais de dois segundos.

Reverter para suas lembranças felizes e “seguras” imediatamente, antes de permitir que o medo ou ansiedade acumular. Continue este ciclo por aproximadamente 20 minutos.

O que vai acontecer é que seu cérebro vai reprogramá-se associar a condução de sentimentos de paz e felicidade. A programação antiga será quebrada. Você deve ser uma pessoa diferente dentro de duas semanas.

Que foi como superar o medo de dirigir usando um cérebro reprogramação técnica. Você pode facilmente superar o medo geral de condução através desta técnica.

Mas você precisa ir mais fundo e descobrir exatamente o que você está com medo da durante a condução. E vamos trabalhar um caminho através de que muito. Descubra – é um medo geral da fobia de condução, dirigir em estradas ou pontes, fobia de interseções ocupadas, medo de como estacionar no congestionado ruas sem smashing um light…?

Como superar seu medo específico de condução

Uma vez que você descobrir o que exatamente você assusta durante a condução, sentar-se junto a um condutor experiente entre sua família ou amigos e observar como eles fazem-lo.

Agora aplica a técnica que discutimos acima ali como seus parceiro unidades através da ponte assustador, interseção, freeway, ou tudo o que que lhe dá o medo de dirigir.

Por exemplo, considere que você tem o medo de dirigir em rodovias . Assistir a sua unidade de parceiro sem esforço e a habilidade em freeway.

Absorva a situação. Sentar, relaxar e pensar em algo que faz você se sentir feliz, descontraído e pacífica. Feche os olhos, se necessário.

Chamar a partir de suas memórias e preencher sua mente com esses sentimentos. Não é tão difícil quando você está no banco do passageiro com os olhos fechados.

Agora, uma vez a cada minuto, por dois segundos cada, abra seus olhos e imagine-se no banco do motorista dirigindo o carro. Continue este ciclo por 15-20 minutos ou até que o sentimento de medo dissocia-se com dirigir na auto-estrada. Abra seus olhos e continuar a imagine-se dirigindo com esses sentimentos ainda em sua mente.

Agora mude lugares com seu parceiro e prática. Você vai se sentir muito melhor do que ir sozinho. Você pode superar seu medo de dirigir em estradas ou pontes ou qualquer coisa assim.

o que é o o medo de condução sobre pontes de qualquer forma? A ponte não está indo para recolher? Tudo o que você realmente precisa fazer é olhar em frente e seguir uma linha reta para trás os outros carros na frente de você. Se você fizer isso não vai bater os lados ou bater no separador. Praticar a técnica de reprogramação e você vai ser belas.

Palavras finais

Levá-lo passo a passo. É uma coisa sábia para fazer, especialmente se seu medo de dirigir tende a fobia. Se você tem medo de dirigir sobre pontes, primeira unidade sobre realmente pequenas.

Em seguida, unidade sobre aqueles que são sobre o comprimento de 1 ou 2 blocos e muito mais. Finalmente proclamar sua vitória sobre o medo de dirigir sobre pontes por condução sobre pontes realmente longos abrangendo água. Se você tem medo de dirigir em rodovias, apanhe a primeira saída após a rampa acima.

Próxima vez ir mais longe. Inicialmente fure a pista da direita. Como você ganha confiança vai para a esquerda.

Você pode encontrar mais de tais técnicas no Programa de medo de condução . Centenas de pessoas como você ter superado seu medo de dirigir com este programa.

O próprio autor passou de ser um condutor tímido para um aventureiro e ele quer compartilhar suas dicas com você.

 

 

Estresse e Ansiedade: Causas, Semelhanças e Tratamento


 

Estresse e ansiedade

Stress podem vir de qualquer evento ou pensamento que faz você se sentir frustrado, zangado ou nervoso.

A ansiedade é um sentimento de medo, desconforto e preocupação. A origem destes sintomas sempre não é conhecida.

São os sintomas de ansiedade e estresse o mesmo?

Os sintomas de ansiedade e estresse são orientados pela mesma reação química; stress é uma resposta normal para uma situação ameaçadora e ansiedade é em grande parte causada pela preocupação. Na verdade, ‘ansiedade’ e o ‘stress’ são apenas duas palavras diferentes para descrever a mesma experiência – os sintomas de uma maior taxa de coração, palmas das mãos suadas, produzindo o estômago. Todos esses sintomas e outros, são explicados por alterações fisiológicas que ocorrem quando a mente e o corpo experimentam estresse ou ansiedade.

Se há uma diferença entre ansiedade e stress, é que a ansiedade é geralmente percebida como mais a curto prazo, Considerando que o estresse pode durar semanas, meses ou mesmo anos.

Aprenda os Segredos para Acabar Com Seus Sintomas de Ansiedade e Síndrome do Pânico Hoje Mesmo

Considerações

Stress é um sentimento normal. Em pequenas doses, estresse pode ajudá-lo get things done. Stress não afetam a todos da mesma maneira.

Muitas pessoas se sentem os sintomas de estresse em seu corpo. Você pode ter dor no abdômen, dores de cabeça e aperto de músculo ou dor.

Quando você está muito estressado, você poderá notar:

  • Uma taxa mais rápida do coração
  • Pulsações ignoradas
  • Respiração rápida
  • Transpiração
  • Tremor
  • Tonturas

Outras sintomas incluem:

  • Fezes soltas
  • Necessidade freqüente de xixi
  • Boca seca
  • Problemas de deglutição

Você pode ter um foco de tempo mais difícil, se sentir cansado na maioria das vezes, ou perder seu temperamento mais frequentemente. Estresse também pode causar problemas sexuais. Ele também pode causar problemas com cair ou ficar dormindo e pesadelos.

Causas

Muitas pessoas têm estresse quando eles precisam adaptar ou alterar.

Exemplos são:

  • Iniciando um novo trabalho ou escola
  • Movendo-se para um novo lar.
  • Casar
  • Ter um filho.
  • Romper com alguém

Uma lesão ou doença para você, um amigo ou um ente querido é uma causa comum de stress. Sentimentos de estresse e ansiedade são comuns em pessoas que se sentir deprimido e triste.

Algumas drogas podem causar ou agravar os sintomas de estresse.

Estes podem incluir:

  • Alguns medicamentos inalador utilizados para tratar a asma
  • Drogas de tireóide
  • Algumas pílulas de dieta
  • Alguns remédios frios

Cafeína, cocaína, álcool e tabaco também pode causar ou fazer os sintomas de estresse ou ansiedade pior.

Quando estes sentimentos acontecem muitas vezes, uma pessoa pode ter um transtorno de ansiedade . Outros problemas onde stress podem estar presente são:

  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Transtorno do pânico.
  • Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)

Home Care

O que alivia o estresse não é a mesma para todos. Fazer algumas mudanças de estilo de vida é o melhor começo.

Iniciar com comer uma dieta equilibrada e saudável, bem como ficando bastante sono e exercício, também, limitar a ingestão de cafeína e álcool e não usar nicotina, cocaína ou outras drogas de ruas.

Encontrar formas saudáveis, divertidas para lidar com o estresse ajuda a maioria das pessoas. Você pode aprender e praticar maneiras para ajudá-lo a relaxar. Saiba mais sobre yoga, tai chi ou meditação.

Faça pausas de trabalho. Certifique-se de equilibrar divertidas atividades com seus deveres de trabalho e família. Agenda algum tempo de lazer todos os dias. Gaste tempo com as pessoas que você gosta, incluindo sua família.

Tente aprender a fazer coisas com as mãos, tocar um instrumento, ou ouvir música.

Pense sobre o que poderia estar dando que você insistir. Manter um diário do que está acontecendo quando você tem esses sentimentos.

Em seguida, encontrar alguém você confiança que você escute. Muitas vezes apenas conversando com um amigo ou ente querido é tudo o que você precisa para se sentir melhor. A maioria das áreas também têm grupos de apoio e linhas directas que podem ajudar.

Pergunte ao seu provedor de cuidados de saúde se qualquer drogas ou medicamentos que está a tomar podem causar ansiedade.

Consulte também:

  • Insistir na infância
  • Gerência de esforço

Quando entrar em contato com um profissional médico

Chame uma hotline suicídio se você tiver pensamentos suicidas.

Você pode querer procurar ajuda mais razões são:

  • Você tem sentimentos de pânico, como tonturas, respiração rápida ou uma pulsação de corridas.
  • Você é incapaz de funcionar ou funcionar em casa ou no seu trabalho.
  • Você tem medo de que você não pode controlar.
  • Você está tendo memórias de um evento traumático.

Não pare de tomar quaisquer medicamentos prescritos sem falar com seu médico.

Visite o que esperar em seu escritório

Seu médico irá querer saber quais medicamentos que está a tomar. Seu médico também vai querer saber se você usa álcool ou drogas. Você terá um exame físico e talvez alguns exames de sangue.

Seu médico pode se referir a um prestador de cuidados de saúde mental. Você pode falar com eles sobre os seus sentimentos, o que parece fazer seu stress melhor ou pior, e por que você acha que você está tendo este problema.

Às vezes, medicamentos podem ajudar a tratar seus sintomas.

Ver: Transtorno de ansiedade generalizada para mais informações.

 

 

Estresse na gravidez: É Normal? Como Eliminar?


 

É comum ficar estressada e ansiosa durante a gravidez?

Gravidez traz para fora o worrywart em todos nós. E por um bom motivo: você está crescendo uma vida dentro de você.

 

É natural que se preocupe sobre o que você come, bebe, pensa, sente e fazer. Também é perfeitamente normal que se preocupar se seu bebê é saudável, como esta nova pessoa mudará sua vida e relacionamentos, e se você está realmente à altura da tarefa de paternidade. Mas se sua ansiedade está se tornando todos os consumidores e regularmente interfere com o seu funcionamento quotidiano, é hora de encontrar uma melhor maneira de lidar com ele.

Para começar, delicadamente compartilhar seus medos com seu parceiro — mesmo se eles estão sobre ele. As chances são que ele é abrigar as preocupações de sua autoria. Comunicar abertamente sobre sua ansiedade pode ajudá-lo tanto a se sentir melhor. Vire para amigos ou familiares para suporte, demasiado. Outras mães-de-ser é outra fonte de apoio, como eles provavelmente estão enfrentando o mesmo preocupa-se que você está.

Se você está extremamente ansioso ou tenha um motivo específico para estar preocupado com a saúde do seu bebê, compartilhe suas preocupações com seu cuidador. Se ansiedade ainda assombra você depois que você já foi ao ar suas preocupações e check-in no bem-estar do seu bebé, aconselhamento profissional pode ajudá-lo a chegar ao fundo de seus problemas.

Eu tenho um monte de estresse na minha vida agora. Ele vai afetar meu bebê?

Enquanto todos os dias sob pressão é uma parte da vida moderna, um elevado nível de estresse crônico pode aumentar suas chances de trabalho prematuro ou de entrega de um bebê de baixo-peso ao nascer. Se você está acostumado a cuidar de outras pessoas ou dando 110 por cento no local de trabalho, tornando-se uma prioridade pode parecer pouco natural ou mesmo egoísta. Mas tendo o cuidado de si mesmo é uma parte essencial de cuidar de seu bebê. Reduzindo os stress — ou aprender a controlá-lo — faz para uma gravidez saudável.

Como eu acalme para baixo?

Aqui estão algumas maneiras de gerenciar seu stress e reduzir a ansiedade no trabalho e em casa:

  • Praticar dizendo “não”. Agora é tão bom um tempo como qualquer para livrar-se do conceito que você pode fazer tudo. Você não pode, então aprender a deixar seus ideais de Super-mulher ir. Fazer abrandar uma prioridade e se acostumar com a idéia de pedir a seus amigos e entes queridos para obter ajuda.
  • Cortes nos afazeres — e usar esse tempo para colocar os pés acima, nap, ou ler um livro.
  • Aproveite dias doentes ou férias sempre que possível. Passar um dia — ou até mesmo uma tarde — descansando em casa irá ajudá-lo a passar uma semana difícil.
  • Tente exercícios de respiração profunda, ioga ou alongamento.
  • Fazer exercício físico regular, como natação ou caminhando.
  • Fazer o seu melhor para comer uma dieta saudável e equilibrada, para que você tenha a energia física e emocional que você precisa.
  • Ir para a cama cedo. Seu corpo é trabalhar horas extraordinárias para nutrir seu bebê crescer e precisa de todos o sono pode obter.
  • Limite “sobrecarga de informação”. Lendo livros de gravidez, gravidez Web sites de surf e ouvir histórias de gravidez de seus amigos são muito bem — mas não mergulhar em assustador tudo o que pode (mas provavelmente não) acontecer durante a gravidez. Concentre-se em como você está se sentindo e o que está acontecendo com você agora.
  • Aderir (ou criar!) um grupo de apoio. Se você está lidando com uma situação difícil, passar tempo com outras pessoas no mesmo barco pode diminuir seu peso. Muitas mulheres criar redes de apoio on-line. Visite o BabyCenter Comunidade para se conectar com outra mães-de-ser grappling com problemas semelhantes.
  • Se você estiver sob pressão incomum ou se sentir como se estivesse em seu ponto de ruptura, pergunte ao seu provedor de serviços de saúde para encaminhá-lo para uma terapeuta, que pode avaliar melhor o quão forte sua ansiedade tornou-se e o que você talvez precise fazer para se sentir melhor. Escute abertamente o que ela tem a dizer. Obtendo ajuda durante a gravidez vai proteger você e seu bebê de riscos desnecessários e reduzir suas chances de depressão e ansiedade pós-parto .

 

 

Tratamento Para Estresse – Formas de Tratar Seu Estresse

Tratamento Para Estresse – Formas de Tratar Seu Estresse

 

É inevitável para nós não se preocupe. Alguns de nós são capazes de deixar de ir questões pouco, mas para alguns é preciso muita prática para chegar lá. Nós gastamos mais tempo se preocupar do que realmente resolver os problemas. Quantas vezes você encontra-se a pagar um projeto de lei, mas sua mente já está trabalhando no jantar, que você precisa se preparar para os hóspedes? E quando você estiver preparando o jantar, você não se preocupe sobre a casa da criança? Neste mundo acelerado de computadores e refeições Take-Away, nós está constantemente correndo contra o tempo.

É muitas vezes visto que grande problemas como um divórcio ou uma morte pode ser tratada melhor como somos conscientes da catástrofe e trabalho para a cura-nos. Mas os problemas diários de contas a pagar e cozinhar o jantar sempre tomar um pedágio em nossa saúde, desde que não percebemos os estragos que ele cria. Stress pode facilmente te deprimido e coloca você em um risco mais elevado de demência. Há uma necessidade urgente de pessoas para se acalmar e parar correndo ao longo da vida.

Estressado pessoas também são muitas vezes pouco dispostas a pedir ajuda se eles se sentir estressados.

Eles podem ser constrangidos ou pensam que eles devem ser capazes de lidar com o estresse por conta própria.

No entanto, se você está estressado, é importante falar com alguém sobre como você se sente, especialmente se ele está afetando sua vida diária.

Fale para seu GP se você está estressado e sob muita pressão. Falar com alguém sobre seus sentimentos pode ajudá-lo a reconhecer o que está causando o seu stress, que é um passo positivo.

Seu GP pode sugerir que você tente algumas técnicas de auto-ajuda, tais como exercício, ou eles podem recomendar outros tratamentos, como uma terapia de fala.

Leia mais sobre técnicas de auto-ajuda para o estresse .

Seu tratamento pode depender:

  • a causa do seu stress
  • seus sintomas
  • Se você tem sido diagnosticado com quaisquer outras condições

Se seu stress está causando graves problemas de saúde, tais como depressão, ansiedade ou tensão arterial alta, você pode precisar medicação ou mais testes.

Aconselhamento

Aconselhamento envolve falando com alguém sobre seus problemas, tais como o que faz com que você se sentir estressado.

Um conselheiro irá incentivá-lo a discutir seus sentimentos e eles podem ajudá-lo a encontrar soluções para seus problemas. Eles também podem ajudá-lo a aprender técnicas de enfrentamento.

Terapia comportamental cognitiva (TCC)

CBT começa com a idéia de que seus problemas são muitas vezes criados pela sua própria mentalidade. Não é a situação própria que está fazendo você infeliz, mas como você pensa sobre isso e reage a ele.

CBT pretende mudar a maneira que você pensa sobre a situação, que por sua vez deve mudar seu comportamento.

Gerência da raiva

Stress pode causar-lhe sentir raiva. Gerenciamento de raiva é uma forma de aconselhamento que ajuda você a lidar com a raiva e encoraja você a lidar com uma forma saudável. Inclui:

  • reconhecendo quando você ficar com raiva
  • tendo tempo para esfriar
  • reduzir os níveis de stress geral na vida

Grupos de apoio

Classes e grupos de gerenciamento de estresse podem ser executados em cirurgias ou centros comunitários perto de você. Essas classes de ajudam as pessoas a identificar a causa do seu stress e desenvolver técnicas eficazes de enfrentamento.

Se você estiver interessado em participar de uma desses grupos, pergunte ao seu GP ou profissional de saúde mental para obter mais informações.

Medicação

Seu GP pode recomendar medicação se seu stress está causando outros problemas de saúde tais como depressão e ansiedade. Medicação pode oferecer alívio a curto prazo, mas eles não são uma cura para o estresse.

Há muitos passos você pode tomar para melhor gerenciar futuros episódios de stress e tornar-se menos vulnerável ao estresse. Saiba mais sobre gestão de stress e técnicas para o estresse de lidar .

Auto hipnose

Hipnose auto permite que você solte a sua consciência, alcançando para os recantos mais profundos de sua mente e relaxar o corpo e mente completamente. Mas antes que você pratica hipnose de qualquer tipo, deve desejar o mesmo caso contrário que ele pode não funcionar. Nós fornecemos instruções passo a passo sobre como hipnotizar a mesmo. Inicialmente, pode demorar muito tempo para relaxar completamente, mas com a prática, dentro de cinco a trinta segundos que você vai encontrar-se em um estado relaxado.

 

 

Original

In this fast-paced world of computers and take-away meals, we are constantly racing against time.

 

Estresse: Tratamento Através Da Auto Ajuda

 

Estresse: Tratamento Através Da Auto Ajuda

 

Não há muito que você pode fazer para evitar o estresse, mas há muitas coisas que você pode fazer para gerenciar situações estressantes com mais eficiência e reduzir o impacto do estresse sobre a sua saúde.

O primeiro passo é ser capaz de identificar o que pode desencadear seu stress, assim você pode exercitar-se técnicas de enfrentamento eficaz e aprender a evitar situações que tendem a causar-lhe stress.

Diário de estresse

Manter um diário de estresse por algumas semanas é uma ferramenta de gerenciamento de estresse eficaz como ele irá ajudá-lo a tornar-se mais conscientes das situações que levá-lo a tornar-se salientou.

Anote a data, hora e local do episódio estressante e responder às seguintes perguntas:

  • O que você estava fazendo?
  • Que você estava com?
  • Como você sente emocionalmente?
  • Quais foram seus pensamentos?
  • O que você começou a fazer?
  • Como você sente fisicamente?

Dar o episódio uma classificação de stress (0 a 10, onde 10 é mais salientaram você nunca poderia ser).

Use o diário para:

  • Sabe o que dispara seu stress.
  • Sabe quão eficaz você está sob pressão.
  • Desenvolva melhores mecanismos de enfrentamento.

Aprenda a relaxar

Relaxamento, tais como a respiração profunda, pode ajudar a aliviar os sintomas de estresse. Ele pode ajudá-lo a acalmar e dar um passo atrás de uma situação estressante.

Se você sentir-se ficando sublinhou, tente suavizar esses sentimentos por relaxar os músculos e tomar respirações profundas. Comece por respirar por três segundos antes de respirar para um pouco mais.

Continue esses exercícios de respiração profunda até você se sentir mais calmo e pronto para continuar o que você estava fazendo. Talvez seja melhor fazer outra coisa, em vez de continuar com a tarefa estressante.

Técnicas de relaxamento não podem se livrar da causa do seu stress, mas você provavelmente vai se sentir mais capaz de lidar com ele depois de ter lançado a tensão em seu corpo e limpou seus pensamentos.

Não se preocupe se você encontrar dificuldades em relaxar em primeiro lugar. É uma habilidade que precise ser aprendido e irá melhorar com a prática.

Você também pode aliviar a tensão por ter algum tempo para si mesmo, fazendo tudo o que você gosta, tais como:

  • tendo um banho morno
  • leitura
  • ouvir música
  • ocupando-se com um passatempo
  • exercício

Saiba mais sobre técnicas de relaxamento.

Falar com alguém

É útil apenas conversando com alguém. Falando pode trabalhar por distrair você de seus pensamentos estressantes ou liberar alguns de tensão urbana por discutir o assunto.

Stress pode seu julgamento em nuvem e impedir que você ver as coisas claramente. Falar coisas através de um colega de trabalho ou amigo pode ajudá-lo a encontrar soluções para seu stress e colocar problemas em perspectiva.

Assuma o controle

Estresse pode ser acionado por um problema que pode na superfície parecem impossível de resolver. Aprendendo a encontrar soluções para seus problemas irá ajudá-lo a sentir-se mais no controle, diminuindo assim o seu stress.

Uma técnica de resolução de problemas envolve anotando o problema e vir acima com tantas soluções possíveis, como você pode. Decidir sobre os pontos bons e ruins de cada um e selecionar a melhor solução.

Anote cada passo que você precisa fazer como parte da solução: o que será feito, como vai ser feito, quando vai ser feito, que está envolvido e onde terá lugar.

Alimentos

Comida e bebida podem ter um grande impacto no seu humor e sentimentos. Açucarado lanches e bebidas, como refrigerantes, dar o seu corpo um impulso de energia temporária seguido de uma queda de energia. Esta falha de”açúcar” pode fazer você se sentir cansado ou irritável e incapaz de se concentrar.

Comer em horários regulares e não saltar refeições podem fazer uma grande diferença para sua capacidade de lidar com o estresse. Isso permitirá que seu corpo para liberar um fluxo constante de energia durante todo o dia, o que melhorará sua concentração e humor.

Uma dieta saudável e equilibrada consiste de alimentos de cinco grupos de alimento principal:

  • proteínas, como carne, peixe, queijo, tofu e ovos
  • hidratos de carbono, tais como pão, massas, arroz e batatas
  • leite, queijo, leite e iogurtes
  • frutas e legumes (objectivo pelo menos cinco porções por dia)
  • gorduras e açúcares, como nozes, abacates e alimentos doces

Saiba mais sobrealimentação saudávelecomo a dieta pode aumentar seus níveis de energia.

Bebida

Tente reduzir a quantidade de café, chá e cola que você bebe. Estes que todos contêm cafeína, que pode subir salientam níveis se você tem muito.

Escolha livre de cafeína variedades ou simplesmente optar por água. Tente beber seis a oito copos (1,2 litros) de líquidos por dia, tais como água ou suco de frutas. Evite bebidas açucaradas.

Lembre-se de que estar sob estresse pode às vezes fazer você se sentir tentado a beber álcool mais para você relaxar. Álcool, como fumar e conforto comer, é um mecanismo de enfrentamento pouco saudável que não irá resolver seus problemas; Ele simplesmente lhe dará novos.

O NHS recomenda que:

  • Homens não devem beber regularmente mais de três ou quatro unidades por dia.
  • As mulheres não devem beber regularmente mais de duas a três unidades por dia.

“Regularmente” significa beber estes montantes todos os dias ou mais dias da semana.

Saiba mais sobre a beber com responsabilidade.

Exercício

Exercício não vai fazer seu stress desaparecer, mas vai ajudar a tomar a picada de sua ansiedade e ajudá-lo a dar um passo atrás de uma situação estressante.

Exercício é conhecido por:

  • liberar uma química chamada serotonina, que faz você se sentir mais feliz e menos estressado
  • melhorar a circulação e evitar condições como um acidente vascular cerebral e ataque cardíaco
  • permitem que você tirar sua frustração e raiva de forma construtiva

Saiba mais sobre os benefícios do exercício.

Além disso, exercer regularmente pode fazer você melhor capaz de lidar com o estresse levantando seu humor, construção de auto-confiança e limpar sua mente de todos os pensamentos ansiosos.

Adultos (19 a 64 anos) devem fazer

Objectivo fazer pelo menos 150 minutos (2 horas e 30 minutos) de intensidade moderada atividade aeróbia (ou seja, ciclismo ou caminhada rápida) cada semana. Caminhadas, natação e ciclismo são exemplos de atividades. Para que possa ser benéfico, o exercício deve aumentar sua freqüência cardíaca e deixar você sentir quente e ligeiramente fora do ar.

Obtenha dicas sobre como se tornar mais ativo.

Sono

Hábitos de sono ruim, levando a falta de sono podem deixar você sentindo-se cansado, pobre em energia e irritável, que todos podem reduzir sua capacidade de gerenciar o estresse.

A maioria dos adultos precisa entre seis e nove horas de sono cada noite. Na prática, quanto sono que você precisa irá variar de pessoa para pessoa, mas você deve tentar adotar um padrão de sono regular.

Saiba mais em 10 dicas para vencer a insônia.

Enquanto a falta de sono pode fazer pior de stress, stress também pode interromper sono. Se você está estressado, talvez seja difícil conseguir dormir ou você pode acordar algumas vezes durante a noite.

Se você está tendo dificuldade em dormir, entre em contato com seu GP. Eles podem discutir sua rotina de dormir para ver se há qualquer maus hábitos contribuindo com sua insônia.

Seu GP poderá recomendar:

  • aconselhamento para alterar quaisquer pensamentos inúteis e comportamentos que contribuem para os problemas do seus sono
  • medicação para ajudá-lo a dormir.

Tendo prescritos medicamentos só é recomendado para o tratamento da insônia a curto prazo.

Saiba mais sobre tratamentos para problemas do sono.

Parar de fumar

Contrariamente à crença popular, fumar não ajuda a combater estresse. Na verdade, ele pode agravar o estresse como prejudicar a sua saúde.

Desistir de fumar não é fácil e, a curto prazo, pode causar a sentir-se mais irritado ou estressado. No entanto, irritabilidade e desejo são sinais que seu corpo está tentando reparar propriamente dito.

 

 

 

 

Tratamento Do Estresse Com Essas 10 Melhores Dicas…


Se você está estressado, por seu trabalho ou por algo mais pessoal, o primeiro passo para sentir-se melhor é identificar a causa.

A coisa mais inútil que pode fazer é ativar a insalubre para ajudá-lo a lidar, tais como fumar ou beber algo.

“Na vida, há sempre uma solução para um problema”, diz o Professor Cary Cooper, um especialista de saúde ocupacional na Universidade de Lancaster. “Não tomar o controle da situação e não fazer nada só vão piorar seu problemas.”

Ele diz que as chaves para o gerenciamento de estresse bom estão construindo força emocional, estar no controle de sua situação, tendo uma boa rede social e adoptar uma perspectiva positiva.

Estas são top 10 stress-rebentando técnicas do Professor Cooper:

Ser ativo
Se você tiver um problema de estresse, a atividade física pode te o direito do Estado de mente para ser capaz de identificar as causas do seu stress e encontrar uma solução. “Para lidar com o estresse, efetivamente, você precisa para se sentir robusto e você precisa para se sentir forte mentalmente. Exercício faz isso,”diz Cooper.

Exercício não vai fazer seu stress desaparecer, mas reduzirá a alguns a intensidade emocional que você está se sentindo, limpando seus pensamentos e permitindo que você a lidar com seus problemas com mais calma.

Assuma o controle
Não importa quão difícil seu problema pode aparecer para ser, há sempre uma solução. “Se você permanecer passivo, pensando, ‘Eu não posso fazer qualquer coisa sobre o meu problema’, o estresse vai piorar,” diz o Professor Cooper. “Esse sentimento de perda de controle é uma das principais causas de estresse e falta de bem-estar”.

O ato de tomar o controle em si que habilita, e é uma parte crucial de encontrar uma solução que satisfaça a você e não outra pessoa. Leia dicas sobre como gerenciar seu tempo.

Conectar-se com pessoas
Um problema compartilhado é um problema para metade. Uma rede de um bom suporte de colegas, amigos e família pode facilitar seu trabalho problemas e ajuda você ver as coisas de maneira diferente.

“Se você não se conectar com as pessoas, você não terá suporte a quem recorrer quando precisar de ajuda,” diz o Professor Cooper. As atividades que fazemos com os amigos nos ajudam a relaxar e muitas vezes temos uma boa risada com eles, que é um apaziguador do esforço excelente.

“As coisas através a falar com um amigo também ajudará você encontrar soluções para seus problemas,” diz o Professor Cooper.

Tem algum ‘me tempo’
A força de trabalho UK funciona mais longas horas na Europa. A hora extra no local de trabalho significa que as pessoas não estão passando tempo suficiente fazer as coisas que eles realmente gostam. “Todos nós precisamos de algum tempo para sair com amigos, relaxamento ou exercício,” diz o Professor Cooper.

Ele recomenda, deixando de lado um par de noites por semana para alguns qualidade ‘me tempo’ longe do trabalho. “Reservando-se nesses dois dias, isso significa você não vai ser tentado a trabalhar horas extras nesses dias”, diz ele.

Desafiar a mesmo
Definindo-se metas e desafios, seja no trabalho ou fora, tais como aprender um novo idioma ou um novo esporte, ajuda a construir a confiança. Que, por sua vez irá ajudá-lo lidar com o estresse.

“Por constantemente desafiando-se você está sendo proativo e tendo gratuitamente da sua vida,” diz o Professor Cooper. “Por continuar a aprender, você se torna mais emocionalmente resistente como uma pessoa. Ele armas você com conhecimento e faz com que você deseja fazer coisas ao invés de ser passiva, como assistir TV o tempo todo.”

Evitar hábitos pouco saudáveis
Não confie em álcool, tabagismo e cafeína como suas formas de enfrentamento. “Mais homens do que mulheres tendem a fazer isso. Chamamos esse comportamento de evasão,”diz o Professor Cooper. “As mulheres são melhores em busca de apoio do seu círculo social”.

A longo prazo, estes mecanismos de lidar com problemas não vai resolver seus problemas. Eles só vão criar novos. “É como colocar a cabeça na areia,” diz o Professor Cooper. “Ele pode fornecer alívio temporário, mas ele não vai fazer os problemas desaparecem. Você precisará resolver a causa do seu stress.”

Trabalho voluntário
Cooper diz evidência mostra que as pessoas que ajudar os outros, por meio de atividades como trabalho de voluntariado ou Comunidade, tornam-se mais resistentes. “Ajudar as pessoas que estão muitas vezes em pior situações que seu irá ajudá-lo a colocar seus problemas em perspectiva,” diz o Professor Cooper. “Quanto mais você dá, mais resistente e feliz você sentir-se”.

Em um nível mais básico, alguém fazer um favor todos os dias. Pode ser algo tão pequeno como ajudar alguém a atravessar a estrada ou ir em uma corrida de café para os colegas. Favores custam nada para fazer, e você vai se sentir melhor.

Trabalhar mais esperto, não mais difícil
Gerenciamento de tempo bom significa trabalho de qualidade e não quantidade. Nossa cultura de longas horas é uma causa conhecida da doença no local de trabalho. “Você tem que começar uma vida privada que mais lhe convier,” diz o Professor Cooper.

Trabalhando mais inteligente significa dar prioridade aos seus trabalhos, concentrando-se nas tarefas que vão fazer uma verdadeira diferença para seu trabalho. “Deixar as tarefas menos importantes ao último,” diz Cooper. “Aceitar que sua bandeja sempre estará cheia. Não espere que ele seja vazio no final do dia.”

Ser positivo
Olhar para os aspectos positivos na vida e as coisas para as quais você está grato. Escreva três coisas no final de cada dia que fui bem ou para o qual você está grato.

“As pessoas não apreciam sempre o que eles têm,” diz o Professor Cooper. “Tentar ser metade completo em vez de vidro semi vazio, de vidro”, diz ele.

Isso requer uma mudança de perspectiva para aqueles que são naturalmente mais pessimista.

Ele diz que “Pode ser feito,”. “Fazendo um esforço consciente você pode treinar-se para ser mais positiva sobre a vida. Problemas muitas vezes são uma questão de perspectiva. Se você mudar sua perspectiva, você pode ver sua situação do ponto de vista mais positivo.”

Aceitar as coisas que você não pode alterar
Mudar uma situação difícil nem sempre é possível. Se tal for o caso, reconhecer e aceitar as coisas como elas são e concentrar-se em tudo o que você tem controle sobre.

“Se sua empresa está indo ao abrigo e está fazendo despedimentos, há nada que você pode fazer sobre ele,” diz o Professor Cooper. “Não há nenhum ponto de combatê-la. Em tal situação, você precisa se concentrar nas coisas que você pode controlar, tais como procurando um novo emprego. ”

 

 

Estresse No Trabalho: Como Reduzir e Gerenciar.

 

 

Estresse no trabalho

Dicas para reduzir e gerenciar trabalho e Stress no local de trabalho

Nesta economia difícil, muitos de nós estão encontrando mais difícil do que nunca para lidar com o estresse no ambiente de trabalho. Independentemente do nível de salário, antiguidade ou ocupação, estamos gastando cada vez mais do nosso trabalho dias sentindo frazzled e fora de controle, em vez de alerta e relaxado.

Enquanto alguns stress é uma parte normal do local de trabalho, estresse excessivo pode interferir com a sua produtividade e reduzir a sua saúde física e emocional. Encontrar maneiras de gerenciar o estresse no local de trabalho não é sobre fazer grandes mudanças a cada aspecto de sua vida de trabalho ou repensar as ambições de carreira. Em vez disso, gerência de esforço requer foco sobre uma coisa que é sempre dentro de seu controle: você.

Neste artigo:

  • Lidar com o estresse no trabalho
  • Sinais de alerta
  • Cuidar de si mesmo
  • Priorizando e organizando
  • Melhoria da inteligência emocional
  • Quebrar hábitos ruins
  • O que os gerentes ou empregadores podem fazer
  • Links relacionados

Lidar com o estresse no trabalho em clima incerto de hoje

Para os trabalhadores em todos os lugares, a economia conturbada pode sentir como uma montanha-russa emocional. “Demissões” e “cortes no orçamento” tornaram-se proverbiais no local de trabalho, e o resultado é maior medo, incerteza e níveis mais elevados de estresse. Uma vez que trabalho e ambiente de trabalho salientaram aumento em tempos de crise econômica, é importante aprender novas e melhores formas de lidar com a pressão.

A capacidade de gerenciar o estresse no ambiente de trabalho não só pode melhorar sua saúde física e emocional, ele também pode fazer a diferença entre o sucesso ou fracasso no trabalho. Suas emoções são contagiosas e estresse tem um impacto sobre a qualidade de suas interações com outras pessoas. Melhor você está gerenciando seu próprio esforço, quanto mais você vai afetar positivamente aqueles ao seu redor e stress a menos outras pessoas afetará negativamente você.

Você pode aprender a gerir o stress de trabalho

Há uma variedade de passos que você pode tomar para reduzir os níveis de stress geral e o estresse que você encontra no trabalho e no local de trabalho.Estes incluem:

  • Assumindo a responsabilidade para melhorar seu bem-estar físico e emocional.
  • Evitando armadilhas por identificação de empurrão de joelho de hábitos e atitudes negativas que adicionar ao stress que experiência no trabalho.
  • Melhores comunicação competências de aprendizagem para facilitar e melhorar seus relacionamentos com gerenciamento e colegas de trabalho.

Dica 1: Reconhecer sinais de estresse excessivo no trabalho

Quando você sentir-se oprimido no local de trabalho, você perde a confiança e pode tornar-se irritado ou retirados. Isso pode torná-lo menos produtivo e menos eficaz em seu trabalho e fazer o trabalho parece menos gratificante. Se você ignorar os sinais de estresse no trabalho, eles podem levar a problemas maiores. Além de interferir com satisfação e desempenho no trabalho, stress crônico ou intenso também pode levar a problemas de saúde física e emocional.

Sinais e sintomas de estresse no local de trabalho e trabalho excessivo

  • Sentindo-se ansioso, irritável ou deprimido
  • Apatia, perda de interesse no trabalho
  • Problemas para dormir
  • Fadiga
  • Trouble concentrando
  • Tensão muscular ou dores de cabeça
  • Problemas de estômago
  • Retirada social
  • Perda de libido
  • Usando álcool ou drogas para lidar

Causas comuns de stress excessivo no local de trabalho

  • Medo de ser despedido
  • Mais horas extras devido a cortes de pessoal
  • Pressão para executar para atender às crescentes expectativas mas sem aumento na satisfação profissional
  • Pressão para trabalhar nos níveis máximos – o tempo todo!

Dica 2: Reduzir o stress do trabalho por cuidar de si mesmo

Quando o estresse no trabalho interfere com a capacidade de executar em seu trabalho, gerenciar sua vida pessoal, ou afeta negativamente sua saúde, é tempo de agir. Começar por prestar atenção à sua saúde física e emocional. Quando suas necessidades são atendidas, você é mais forte e mais resistente ao estresse. O melhor você se sentir, melhor equipada você vai ser para gerenciar o estresse no trabalho sem-se dominar.

Cuidar de si mesmo não requer uma revisão de estilo de vida total. Mesmo pequenas coisas podem levantar seu humor, aumentar sua energia e fazer você se sentir como se estivesse no lugar do condutor. Levar as coisas um passo por vez, e como você fazer escolhas de estilo de vida mais positivas, você logo perceberá uma redução nos seus níveis de stress, tanto em casa como no trabalho.

Obter movente

Exercícios aeróbicos — atividade que aumenta sua freqüência cardíaca e te faz suar — é uma forma extremamente eficaz para levantar seu humor, aumentar a energia, foco de nitidez e relaxar a mente e o corpo. Para alívio da tensão máxima, tente obter pelo menos 30 minutos de atividade de coração batendo na maioria dos dias. Se é mais fácil de caber em sua programação, romper a atividade em dois ou três segmentos mais curtos.

Fazer escolhas alimentares que mantê-lo indo

Baixo açúcar no sangue pode fazer você se sentir ansiedade e irritabilidade, enquanto comer demais pode fazer você letárgico. Comendo refeições pequenas mas freqüentes ao longo do dia, você pode ajudar seu corpo manter um mesmo nível de açúcar no sangue e evitar essas variações no humor. Saiba mais .

Beber álcool com moderação e evitar a nicotina

Álcool temporariamente reduz a ansiedade e preocupação, mas muito pode causar ansiedade como ele desaparece. Beber para aliviar o stress do trabalho também eventualmente pode levar a dependência e abuso de álcool. Da mesma forma, quando você está se sentindo estressado e sobrecarregado de fumar pode parecer calmante, mas a nicotina é um estimulante poderoso – levando a níveis mais elevados, não inferiores, de ansiedade.

Dormem o suficiente

Não só posso salientar e preocupação pode causar insônia, mas a falta de sono pode deixá-lo vulnerável a ainda mais stress. Quando você estiver descansado, é muito mais fácil de manter o seu equilíbrio emocional, um factor essencial para lidar com o estresse de trabalho e no local de trabalho. Saiba mais .

Dica 3: Reduzir o stress do trabalho, priorizando e organizando

Quando stress de trabalho e ambiente de trabalho ameaça oprimi-lo, existem etapas simples que você pode tomar para recuperar o controle sobre si mesmo e a situação. Sua recém descoberta capacidade para manter um senso de autocontrole em situações estressantes geralmente será bem recebida pelos colegas de trabalho, gerentes e subordinados similares, que podem levar a melhores relacionamentos no local de trabalho. Aqui estão algumas sugestões para reduzir o estresse de trabalho, priorizando e organizando suas responsabilidades.

Dicas de gerenciamento de tempo para reduzir o estresse de trabalho

  • Criar uma agenda equilibrada. Analisar seu agendamento, responsabilidades e tarefas diárias. Todo o trabalho e nenhum jogo é uma receita para a neutralização. Tente encontrar um equilíbrio entre trabalho e vida familiar, atividades sociais e atividades solitárias, responsabilidades diárias e tempo de inatividade.
  • Não over-commit-se. Evitar agendamento coisas consecutivas ou tentando para caber muito em um dia. Demasiadas vezes, subestimamos quanto tempo as coisas vão tomar. Se você tem demasiado em seu prato, distinguir entre os “deveres” e o “mosto”. Soltar tarefas que não são verdadeiramente necessários para a parte inferior da lista ou eliminação-los totalmente.
  • Tente deixar no início da manhã. Até 10-15 minutos pode fazer a diferença entre correndo freneticamente para sua mesa e ter tempo para aliviar em seu dia.Não adicionar a seus níveis de esforço por atrasados.
  • Plano de pausas regulares . Certifique-se de fazer pausas curtas durante todo o dia para dar um passeio ou ficar de braços cruzados e limpar sua mente. Também tente ficar longe de sua estação de trabalho ou o suporte para o almoço. Pisando fora do trabalho para brevemente relaxar e recarregar irá ajudá-lo a ser mais, não menos, produtivo.

Dicas de gerenciamento de tarefa para reduzir o estresse de trabalho

  • Priorizar tarefas. Fazer uma lista de tarefas, você tem que fazer e abordá-los em ordem de importância. Fazer primeiro os itens de alta prioridade. Se você tiver algo particularmente desagradável para fazer, obtê-lo com cedo. O resto do seu dia será mais agradável como um resultado.
  • Quebrar projetos em pequenos passos. Se um projeto de grande porte parece esmagadora, faça um plano passo a passo. Concentrar-se em uma única etapa gerenciável por vez, em vez de tomar em tudo at once.
  • Responsabilidade do delegado. Você não precise fazê-lo todos os você mesmo. Se outras pessoas podem cuidar da tarefa, por que não deixá-los? Deixar de ir a vontade de controlar ou supervisionar cada pequeno passo. Você vai estar deixando ir de estresse desnecessário no processo.
  • Estar disposto a compromisso. Quando você pergunta a alguém para contribuir de forma diferente para uma tarefa, rever um prazo, ou alterar seu comportamento no trabalho, estar disposto a fazer o mesmo. Às vezes, se você tanto pode dobrar um pouco, você será capaz de encontrar um meio termo feliz que reduz os níveis de estresse para todos os interessados.

Dica 4: Reduzir o stress de trabalho, melhorando a inteligência emocional

Aprender a reconhecer o Stress oculto

Assistir a um vídeo de 4-min.: Rápido alívio do estresse

Mesmo se você estiver em um trabalho onde o ambiente tem crescido cada vez mais estressante, você pode reter uma grande medida de auto-controle e auto-confiança Entendendo e praticando a inteligência emocional. Inteligência emocional é a capacidade de gerenciar e usar suas emoções de forma positiva e construtiva. Quando se trata de satisfação e o sucesso no trabalho, capacidade intelectual tanto quanto de questões de inteligência emocional. Inteligência emocional é acerca da comunicação com os outros de forma a atrair pessoas para você, superar as diferenças, reparar sentimentos feridos e aliviar a tensão e estresse.

Inteligência emocional no local de trabalho:

Inteligência emocional no local de trabalho tem quatro componentes principais:

  • Autoconsciência – A capacidade de reconhecer suas emoções e seu impacto enquanto estiver usando sentimentos de intestino para orientar suas decisões.
  • Autogestão – A capacidade de controlar suas emoções e comportamento e adaptar-se às novas circunstâncias.
  • Consciência social – A capacidade de perceber, entender e reagir às emoções dos outros e se sentir confortável socialmente.
  • Gestão de relacionamento – A capacidade de inspirar, influenciar e conectar-se aos outros e gerenciar conflitos.

Os cinco principais habilidades da inteligência emocional

Existem cinco competências-chave que você precisa para dominar a fim de aumentar sua inteligência emocional e gerenciar o estresse no trabalho.

  • Realizar quando você está estressado , reconhecer sua resposta ao estresse particular e familiarizar-se com pistas sensuais que podem acalmar e Energizá-lo rapidamente. É a melhor maneira de reduzir o estresse rapidamente através dos sentidos: através da visão, som, cheirar, saborear e toque. Mas cada pessoa reage de maneira diferente para entrada sensorial, então você precisa encontrar as coisas que são calmantes para você.
  • Permanecer conectado à sua experiência emocional interna para que possa gerir adequadamente suas próprias emoções. Suas emoções de momento a momento influenciam seus pensamentos e ações, então prestem atenção a seus sentimentos e fator-los em sua tomada de decisão no local de trabalho. Se você ignorar suas emoções não conseguirá compreender plenamente suas próprias motivações e necessidades, ou para comunicar eficazmente com os outros.
  • Reconhecer e utilizar eficazmente as pistas não-verbais que compõem 95-98% de nosso processo de comunicação. Em muitos casos, o que dizemos são menos importante do que como nós dizemos isso ou os outros sinais não-verbais que enviamos, tais como o contato com os olhos, expressão facial, Tom de voz, postura, gesto e toque. As mensagens não-verbais podem produzir uma sensação de interesse, confiança e desejo de connection–or que podem gerar confusão, desconfiança e estresse. Você também precisará ser capazes de ler e responder aos sinais não-verbais que outras pessoas lhe enviar no trabalho. com precisão
  • Desenvolver a capacidade para enfrentar desafios com humor . Não há nenhum buster stress melhor do que um riso caloroso e nada reduz o stress mais rápido no local de trabalho do que humor mutuamente compartilhada. Mas, se o riso é às custas de outra pessoa, você pode acabar com mais e não menos estresse.
  • Resolver conflitos positivamente . Resolução de conflitos de forma saudável e construtiva pode reforçar a confiança entre as pessoas e trabalho difusa estresse e tensão. Quando lidar com situações emocionalmente carregado, manter o foco no presente por desrespeitar velhas mágoas e ressentimentos, conectar-se com suas emoções e ouvir as palavras e as pistas não-verbais está sendo usadas. Se um conflito não pode ser resolvido, optar por terminar o argumento, mesmo se você ainda não concorda.

Dica 5: Reduzir o stress do trabalho por quebrar hábitos ruins

Como você aprender a gerenciar seu stress de trabalho e melhorar as suas relações de trabalho, você vai ter mais controle sobre sua capacidade de pensar com clareza e agir adequadamente. Você será capaz de quebrar hábitos que adicionar ao seu stress no trabalho – e você mesmo poderá alterar negativas maneiras de pensar sobre as coisas que apenas adicionar a seu stress.

Eliminar comportamentos autodestrutivos

Muitos de nós fazem pior de stress de trabalho com pensamentos negativos e comportamento. Se você pode girar em torno destes hábitos autodestrutivos, você encontrará stress impostas pelo empregador mais fácil de manusear.

  • Resistir perfeccionismo. Nenhum projeto, situação ou decisão é sempre perfeito, portanto, tentando atingir a perfeição em tudo simplesmente adicionar estresse desnecessário para o seu dia. Quando você definir metas irrealistas para si mesmo ou tenta fazer muito, você está configurando-se a cair curto. Destinam-se a fazer o seu melhor, ninguém pode pedir mais do que isso.
  • Limpar seu ato. Se você está sempre atrasados, definir seus relógios e relógios rápido e dê a próprio tempo extra. Se sua mesa é uma bagunça, arquivo e jogue fora a desordem; Basta saber onde tudo é economiza tempo e reduz o stress. Fazer listas de tarefas e atravessar fora itens como você realizá-los. Planear o seu dia e siga o calendário — você vai se sentir menos oprimido.
  • Flip seu pensamento negativo . Se você ver o lado negativo de cada situação e interação, você vai encontrar-se esvaziados de energia e motivação. Tente pensar positivamente sobre seu trabalho, evitar o pensamento negativo colegas de trabalho e você mesmo tapinha nas costas sobre pequenas realizações, mesmo se não faz mais um.
  • Não tentar controlar o incontrolável. Muitas coisas no trabalho estão além do nosso controle — especialmente o comportamento de outras pessoas. Ao invés de sublinhar sobre eles, centrar-se sobre as coisas que você pode controlar como a maneira que você escolher para reagir a problemas.

Cinco maneiras de dissipar o estresse

  • Tirar tempo. Ao stress é montar no local de trabalho, tente fazer uma pausa rápida e afastar-se da situação estressante. Faça um passeio fora do local de trabalho se possível, ou gastar alguns minutos meditando na sala de quebra. Movimento físico ou encontrar um lugar tranquilo para recuperar o seu equilíbrio rapidamente pode reduzir stress.
  • Falar com alguém. Em algumas situações, simplesmente compartilhar seus pensamentos e sentimentos com alguém que você confia pode ajudar reduzir o stress. Falando sobre um problema com alguém que é favorável e empatia pode ser uma ótima maneira de deixar fora de vapor e aliviar o estresse.
  • Conectar-se com outras pessoas no trabalho. Em desenvolvimento amizades com alguns dos seus colegas de trabalho pode ajudar você de buffer dos efeitos negativos do estresse. Lembre-se de ouvi-los e oferecer apoio quando estão em necessidade como bem.
  • Procure humor na situação. Quando usados adequadamente, humor é uma ótima maneira de difundir o estresse no ambiente de trabalho. Quando você ou aqueles em torno de você começar a tomar as coisas muito a sério, encontre uma maneira de aliviar o clima através da partilha de uma piada ou história engraçada.

Dica 6: Saiba como gerentes ou empregadores podem reduzir o stress de trabalho

Ele está no melhor interesse do gestor para manter os níveis de stress no local de trabalho a um mínimo. Gerentes podem agir como modelos positivos, especialmente em tempos de alta tensão, seguindo as dicas descritas neste artigo. Se um gerente respeitado pode permanecer calmo em situações de trabalho estressante, é muito mais fácil para seus empregados para também manter a calma.

Além disso, há uma série de mudanças organizacionais que gerentes e empregadores podem fazer para reduzir o stress no local de trabalho.Estes incluem:

Melhorar a comunicação

  • Compartilhar informações com os funcionários para reduzir a incerteza sobre seus trabalhos e futuros.
  • Defina claramente os papéis e responsabilidades dos trabalhadores.
  • Fazer comunicação amigável e eficiente, não mesquinho ou mesquinhos.

Consultar seus funcionários

  • Dar trabalhadores oportunidades de participação nas decisões que afetam seus postos de trabalho.
  • Consultar os funcionários sobre como programar e trabalhar as regras.
  • Certifique-se de que a carga de trabalho é adequada para trabalhadores habilidades e recursos; Evite prazos irrealistas.
  • Mostra que os trabalhadores são avaliados.
  • Oferece recompensas e incentivos.
  • Elogiar o trabalho bom desempenho, verbalmente e oficialmente, através de sistemas como o funcionário do mês.
  • Fornece oportunidades de progressão na carreira.
  • Promova um clima de trabalho “empresarial” que dá aos funcionários mais controle sobre seu trabalho.

Cultivar um clima social amigável

  • Fornece oportunidades de interação social entre os funcionários.
  • Estabelecer uma política de tolerância zero para o assédio.
  • Fazer ações de gerenciamento consistente com os valores organizacionais.

 

 

Entendendo o Estresse: Sintomas, Causas e Efeitos

A vida moderna é cheia de aborrecimentos, prazos, frustrações e demandas. Para muitas pessoas, o estresse é tão comum que se tornou um estilo de vida.

No entanto, o estresse nem é sempre ruim. Em pequenas doses, ele ajuda você a terminar seu trabalho e serve como motivação para você dar o seu melhor. Acontece que, quando você está constantemente nesse modo emergência, sua mente e corpo pagam o preço.

Se você se vê frequentemente se sentindo oprimido, com cansaço exagerado, é hora de tomar algumas medidas para trazer de volta o equilíbrio do seu sistema nervoso. Você pode se proteger ao aprender a reconhecer os sinais e sintomas do estresse e adotando medidas para reduzir seus efeitos nocivos.

Neste artigo:

  • O que é o estresse?
  • Como você responde ao estresse?
  • Sinais e sintomas de sobrecarga causado pelo estresse.
  • Quando o estresse é considerado demais?
  • Causas de estresse
  • Efeitos de estresse crônico
  • Lidando com o estresse

O que é estresse?

Resposta do organismo ao estresse

Quando você percebe uma ameaça, seu sistema nervoso reage com a liberação de uma inundação de hormônios do estresse, incluindo a adrenalina e cortisol. Estes hormônios despertam o corpo para ações de emergência.

Seu coração acelera, os músculos contraem, a pressão arterial sobe, a respiração encurta e seus sentidos ficam mais nítidos. Estas alterações físicas aumentam sua força e vigor, acelera seu tempo de reação e aprimora seu foco – preparando você para lutar ou fugir do perigo.

O estresse é uma resposta física normal para eventos que fazem você se sentir ameaçado ou quando você está sob pressão. Ao sentir o perigo – seja ele real ou imaginado – as defesas do organismo disparam em alta velocidade em um processo rápido, automático, conhecido como a reação “lutar ou fugir”, ou reação ao estresse.

A reação ao estresse é a forma que seu corpo tem de protegê-lo. Quando está funcionando corretamente, ele ajuda você permanecer concentrado, energético e alerta.

Em situações de emergência, o estresse pode salvar sua vida – dando-lhe força extra para defender-se, por exemplo, ou estimulando você a pisar nos freios em questão de milésimos de segundos para evitar um acidente.

A reação ao estresse também ajuda você a enfrentar desafios. O estresse é o que mantém você focado durante uma apresentação no trabalho, é o que afia sua concentração quando você está tentando executar um lance em uma partida de futebol e é o que leva você a estudar para um exame quando você queria ficar assistindo TV.

Mas depois de um certo ponto, o estresse deixa de ser útil e começa a causar grandes danos a sua saúde, seu humor, sua produtividade, seus relacionamentos e sua qualidade de vida.

Como você reage ao estresse?

Saiba mais sobre as alterações que você pode fazer na reação ao estresse

É importante aprender a reconhecer quando seus níveis de estresse estão fora de controle.

A coisa mais perigosa sobre o estresse é o quanto ele pode dominar você. Você se acostuma com ele. Depois ele começa a ser percebido como algo familiar, normal. Nesse ponto, você não percebe o quanto ele está afetando você.

Os sinais e sintomas de sobrecarga de estresse podem ser praticamente qualquer coisa. Estresse afeta a mente, o corpo e o comportamento de muitas maneiras, e cada indivíduo experimenta o estresse de formas diferentes.

Estresse nem sempre parece estressante

O Psicólogo Connie Lillas usa uma analogia para descrever as três maneiras mais comuns como as pessoas reagem quando elas estão sobrecarregadas por estresse:

  • Pé no acelerador – Reação do estresse através da raiva ou agitado. Você fica excessivamente emocional e não consegue nem sentar.
  • Pé no freio – Reação ao estresse através do isolamento e depressão. Você demonstra muito pouca energia ou emoção.
  • Pé em ambos – Reação ao estresse pela tensão e “congelamento”. “Congelar” sob pressão significa não fazer nada. Você olha paralisado, mas por dentro você está extremamente agitado.

Sinais e sintomas de sobrecarga causado pelo estresse

A tabela a seguir lista alguns dos sinais comuns e sintomas do estresse. Quantos mais sinais e sintomas você observar em si mesmo, mais próximo você pode estar da sobrecarga de estresse.

Sintomas e sinais de alerta do estresse

Sintomas cognitivos

Sintomas emocionais

  • Problemas de memória
  • Incapacidade de se concentrar
  • Julgamento fraco
  • Vê apenas o lado negativo
  • Ansioso ou pensamentos acelerados
  • Preocupação excessiva e constante
  • Mau humor
  • Irritabilidade ou temperamento curto
  • Agitação, incapacidade de relaxar
  • Sentindo-se sobrecarregado
  • Sentimento de solidão e isolamento
  • Depressão ou infelicidade geral

Sintomas físicos

Sintomas comportamentais

  • Dores
  • Diarreia ou constipação
  • Náuseas, tonturas
  • Dor no peito, batimento cardíaco rápido
  • Perda de libido
  • Resfriados frequentes
  • Comer demais ou de menos
  • Dormir demais ou muito pouco
  • Isolar-se dos outros
  • Procrastinar ou negligenciar as responsabilidades
  • Consumir álcool, cigarros ou drogas para relaxar
  • Hábitos nervosos (por exemplo, roer unhas)

Tenha em mente que os sinais e sintomas do estresse também podem ser causados por outros problemas psicológicos e médicos. Se você estiver experimentando qualquer um dos sinais de estresse, é importante consultar um médico para uma avaliação completa. Seu médico pode ajudá-lo a determinar se seus sintomas estão ou não relacionados ao estresse.

Quando o estresse é considerado demais?

Por causa dos danos generalizados que o estresse pode causar, é importante conhecer o seu próprio limite. Mas o limite do estresse difere de pessoa para pessoa.

Algumas pessoas domam leões, pulam de paraquedas e assumem empresas atoladas em dívidas, enquanto outras desabam no menor obstáculo ou frustração. Algumas pessoas parecem mesmo prosperar com a excitação e o desafio de um estilo de vida de alta-tensão.

Sua capacidade de tolerar o estresse depende de muitos fatores, incluindo a qualidade de seus relacionamentos, sua visão geral sobre a vida, sua inteligência emocional e genética.

Coisas que influenciam o seu nível de tolerância ao estresse

  • Sua rede social – uma forte rede de apoio de amigos e familiares é uma enorme reserva contra o estresse da vida. Por outro lado, quanto mais solitário e isolado você estiver, maior será sua vulnerabilidade ao estresse.
  • Seu senso de controle – Se tiver confiança em si mesmo e sua capacidade de influenciar os acontecimentos e perseverar durante os desafios, fica mais fácil “tirar o estresse de letra”. Pessoas que são vulneráveis ao estresse tendem a se sentir como se as coisas estivessem fora de seu controle.
  • Sua atitude e perspectiva – Pessoas que dão conta do estresse que passam têm uma atitude otimista. Eles tendem a abraçar desafios, têm um forte senso de humor, aceitam que a mudança é uma parte da vida e acredita em um poder maior ou finalidade.
  • Sua capacidade de lidar com suas emoções – Você é extremamente vulnerável ao estresse se você não sabe como acalmar-se quando você está se sentindo triste, com raiva ou com medo. A capacidade de equilibrar suas emoções o ajuda a se recuperar de adversidades.
  • Seu conhecimento e preparação – Quanto mais você souber sobre uma situação estressante, incluindo quanto tempo vai durar e o que esperar, mais fácil será de lidar. Por exemplo, se você entrar em uma cirurgia com um quadro realista do que esperar do pós operatório, uma dolorosa recuperação será menos traumática do que se você estava esperando se recuperar imediatamente.

Eu estou no controle do estresse ou estresse está me controlando?

  • Quando me sinto agitado, eu sei como me acalmar rapidamente?
  • Consigo deixar de ficar com raiva facilmente?
  • Consigo influenciar os outros no trabalho para me ajudar a acalmar e me sentir melhor?
  • Quando eu chego em casa à noite, eu me sinto alerta e relaxado?
  • Eu fico mal-humorado por muito tempo?
  • Sou capaz de reconhecer que posso estar perturbando outras pessoas?
  • Consigo acionar os amigos para uma relaxante reunião descontraída imediatamente?
  • Quando minha energia está baixa, eu sei como aumentá-la?

Causas do estresse

As situações e as pressões que causam estresse são conhecidas como fatores de estresse. Normalmente, pensamos sobre o estresse como algo negativo, como uma agenda de trabalho desgastante ou um relacionamento complicado.

No entanto, qualquer coisa que coloca exigências elevadas sobre você pode ser estressante. Isso inclui eventos positivos como casar, comprar uma casa, ir para a faculdade, ou ser promovido.

O que faz com que o estresse dependa, pelo menos em parte, de sua percepção sobre ele. Algo que é estressante para você pode não ser para outra pessoa; elas podem até mesmo se divertir.

Por exemplo, seu trajeto de manhã pode deixar você ansioso e tenso porque você tem medo de chegar atrasado por causa do tráfego. Outras pessoas, no entanto, podem achar a viagem relaxante porque elas saem de casa mais cedo para curtir a música no carro enquanto dirige.

Causas externas comuns do estresse

Nem todo estresse é causado por fatores externos. Estresse também pode ser gerado automaticamente:

  • Grande mudança na vida
  • Trabalho
  • Dificuldades de relacionamento
  • Problemas financeiros
  • Ficar ocupado demais
  • Crianças e família

Causas internas comuns do estresse

Nem todo estresse é causado por fatores internos. Estresse também pode ser geradas automaticamente:

  • Incapacidade de aceitar as incertezas
  • Pessimismo
  • Conversa interior negativa
  • Expectativas irrealistas
  • Perfeccionismo
  • Falta de assertividade

O que é estressante para você?

O que é estressante para você pode ser bem diferente do que é estressante para outra pessoa. Por exemplo:

  • A Karen tem pavor de levantar-se na frente das pessoas para falar, enquanto Vivian, sua melhor amiga, adora os holofotes.
  • O Felipe prospera sob pressão e funciona melhor quando ele tem um prazo apertado, enquanto sua colega de trabalho, Maira, trava quando o  trabalho exige um prazo curto.
  • Anita gosta de ajudar seus pais idosos. Sua irmã, Carol, ajuda também, mas acha as exigências muito estressantes.
  • o Ricardo não pensa duas vezes para retornar o prato ruim do restaurante ou para reclamar sobre o mau serviço do hotel, enquanto sua esposa, Miranda, acha muito estressante se queixar.

Efeitos do estresse crônico

O corpo não distingue entre ameaças físicas e psicológicas. Quando você está estressado com uma agenda ocupada, uma discussão com um amigo, um congestionamento ou com uma montanha de faturas para pagar, seu corpo reage de maneira tão forte que parece que está enfrentando uma situação de vida ou morte.

Se você tem um monte de responsabilidades e preocupações, sua reação ao estresse de emergência pode estar esgotado a maior parte do tempo. Quanto mais o sistema de estresse do seu corpo é ativado, mais difícil é de desligar.

A exposição prolongada ao estresse pode levar a graves problemas de saúde. O estresse crônico perturba quase todos os sistemas em seu corpo.

Ele pode elevar a pressão arterial, suprimir o sistema imunológico, aumentar o risco de ataque cardíaco e derrame, contribuir para infertilidade e acelerar o processo de envelhecimento. O estresse a longo prazo pode até mesmo reconfigurar seu cérebro, deixando você mais vulnerável a ansiedade e depressão.

Muitos problemas de saúde são causados ou agravados pelo estresse, incluindo:

  • Dor de qualquer tipo
  • Doença cardíaca
  • Problemas digestivos
  • Problemas do sono
  • Depressão
  • Obesidade
  • Doenças autoimunes

Lidando com o estresse e seus sintomas

Há muitas coisas que você pode fazer para reduzir o impacto do estresse e lidar com os sintomas.

Aprender a gerenciar o estresse

Você pode sentir como se o stress em sua vida estivesse fora de seu controle, mas você sempre pode controlar a maneira como você reage a ele. Gerenciar o estresse é uma questão de assumir o comando: cuidando de seus pensamentos, suas emoções, sua agenda, seu ambiente e a maneira de lidar com os problemas.

Gerenciamento de estresse envolve mudar a situação estressante quando você puder, alterando sua reação quando você não pode cuidar de si mesmo e arrumar tempo para descansar e relaxar.

Aprenda a relaxar

Você não pode eliminar completamente o estresse de sua vida, mas você pode controlar o quanto ele afeta você.

Técnicas de relaxamento, como ioga, meditação e respiração profunda, ativa a reação de relaxamento do corpo. Um estado de descanso é o oposto da reação ao estresse.

Quando praticado regularmente, essas atividades dão origem a uma redução nos seus níveis de estresse diário e um impulso em seus sentimentos de alegria e serenidade. Eles também aumentam sua capacidade de permanecer calmo.

Qualquer pessoa pode reduzir drasticamente o impacto do estresse. Com a prática, você pode aprender a identificar fatores de perturbação e permanecer no controle quando a pressão se apresentar.

O Que é Estresse? Definição, Sintomas e Tratamento


O que é o Estresse?

Estresse é a forma física e emocional em que devemos reagir à pressão.

Estresse pode causar sintomas mentais e físicos. Os efeitos do estresse são diferentes para pessoas diferentes.

Os sintomas (emocionais) mentais de estresse incluem:

  • Tensão
  • Irritabilidade
  • Incapacidade de se concentrar
  • Sentindo-se excessivamente cansados
  • Trouble sleeping

 

Os sintomas físicos de estresse incluem:

  • Boca seca
  • Uma coração batendo
  • Dificuldade em respirar
  • Dor de estômago
  • Dor de cabeça
  • Micção freqüente
  • Sudorese Palmas
  • Músculos apertados que podem causar dor e tremor

É quase impossível viver sem algum estresse. E a maioria de nós não queremos, porque dá vida algumas especiarias e emoção. Mas se estresse fica fora de controle, pode prejudicar sua saúde, seus relacionamentos e sua alegria de viver.

Exemplos de situações “sobrecarga” são comuns no mundo de hoje:

  • Você e seu cônjuge que ambos trabalham a tempo completo enquanto você está aumentando sua família. Ao mesmo tempo, seus pais estão aposentados, em problemas de saúde e dependem da sua ajuda com compras e executando recados.
  • Você é uma pessoa solteira vivendo sozinha, e seu salário não está subindo tão rápido quanto a taxa de inflação.Ele está ficando mais difícil cada mês para pagar as contas.
  • Você é um pai divorciado e compartilha a custódia de seus filhos com seu ex-cônjuge. Mas o atrito entre os dois de vocês sobre questões relacionadas com as crianças é cada vez mais frequente e mais amargo.
  • As expectativas e concorrência no local de trabalho é tornar-se feroz. Você encontra-se chegando cedo, ficando tarde e tendo em mais trabalho do que você pode manipular.

 

Gerenciamento de estresse envolve a aprendizagem sobre:

  • Como o estresse afeta a mente e o corpo
  • Como identificar os sinais de alerta do estresse
  • Como desenvolver técnicas de gerenciamento de estresse bom
  • Quando buscar ajuda profissional

 

Bom saber:

Muitos vícios estão ligados a um estilo de vida eestresseante, tais como comer, fumar, beber e abuso de drogas. Estas são usadas como uma fuga ou uma forma temporária de “desligar” – mas eles não resolver o problema subjacente.

 

Fatos sobre estresse

  • De acordo com a Academia Americana de médicos de família, dois terços do escritório visitas aos médicos de família são sintomas relacionados ao estresse.

 

  • Quase todo mundo experimenta eventos que eles têm dificuldade em lidar com. Em uma recente pesquisa, 89 por cento das pessoas disse que tinham experimentado estresse grave em suas vidas.

 

  • De acordo com um estudo, homens de meia idade sob estresse grave que carecia de apoio emocional foram cinco vezes mais propensos a morrer no prazo de sete anos do que aqueles que tinham a mesma quantidade de estresse, mas tinha estreitos laços pessoais.

 

  • Um estudo recente indicou que programas de gerenciamento de estresse podem reduzir o risco de problemas cardíacos, incluindo o ataque cardíaco, em até 75% em pessoas com doenças cardíacas.

 

  • Transtornos mentais relacionados ao estresse tem chamados a crescimento mais rápido no trabalho (trabalho) doenças relacionadas com o nos Estados Unidos.