10 Diferenças Cruciais Entre Preocupação E Ansiedade

As pessoas costumam usar os termos preocupação e ansiedade de forma intercambiável, mas são estados psicológicos muito diferentes.

Embora ambos estejam associados a um senso geral de preocupação e inquietação, a maneira como os vivenciamos é bastante distinta – assim como as implicações que eles têm para nossa saúde emocional e psicológica.

10 Diferenças Entre Preocupação E Ansiedade

1. Nós Tendemos A Sentir Preocupação Em Nossas Cabeças E Ansiedade Em Nossos Corpos.

A preocupação tende a ser mais focada nos pensamentos em nossas cabeças, enquanto a ansiedade é mais visceral, porque a sentimos por todo o corpo.

2. A Preocupação Tende A Ser Específica, Enquanto A Ansiedade É Mais Difusa.

Preocupamo-nos em chegar ao aeroporto a tempo (ameaça específica), mas sentimos ansiedade em viajar de avião – uma preocupação mais vaga e geral.

Veja também: Quando Você Está Ansioso, A Preocupação Pode Fazer Parte Da Solução

3. A Preocupação É Verbalmente Focalizada, Enquanto A Ansiedade Inclui Pensamentos Verbais E Imagens Mentais.

Essa diferença é importante, pois imagens mentais emocionais, como as associadas à ansiedade, provocam uma resposta cardiovascular muito maior que os pensamentos verbais emocionais (como as associadas à preocupação).

Esta é outra razão pela qual experimentamos ansiedade em todo o corpo.

4. A Preocupação Geralmente Desencadeia A Solução De Problemas, Mas A Ansiedade Não.

A preocupação pode nos levar a pensar em soluções e estratégias para lidar com uma determinada situação.

A ansiedade é mais como uma roda de hamster que nos gira, mas não nos leva a soluções produtivas.

De fato, a natureza difusa da ansiedade a torna menos passível de solução de problemas.

Veja também: 7 Maneiras De Acalmar Sua Mente Preocupada E Reduzir A Ansiedade

5. A Preocupação Cria Um Leve Estresse Emocional, A Ansiedade Pode Criar Um Grave Estresse Emocional.

A ansiedade é simplesmente um estado psicológico muito mais poderoso e, portanto, perturbador e problemático do que a preocupação.

6. A Preocupação É Causada Por Preocupações Mais Realistas Do Que A Ansiedade.

Se você está preocupado em ser demitido por ter se saído muito mal em um projeto, está preocupado.

Se você está preocupado em ser demitido porque seu chefe não perguntou sobre a apresentação de piano do seu filho, você está ansioso.

7. A Preocupação Tende A Ser Controlável, A Ansiedade Muito Menos.

Ao resolver problemas e pensar em estratégias para lidar com a causa da nossa preocupação, podemos diminuí-la bastante.

Temos muito menos controle sobre a nossa ansiedade, pois é muito mais difícil “convencer-nos disso”.

8. A Preocupação Tende A Ser Um Estado Temporário, Mas A Ansiedade Pode Persistir.

Depois que resolvemos o problema que nos preocupa, nossa preocupação diminui e desaparece.

A ansiedade pode persistir por longos períodos de tempo e até pular de um foco para outro (por exemplo, uma semana nos sentimos ansiosos por trabalhar, depois por nossa saúde, depois por nossos filhos…).

Veja também: 10 Sinais Que Você É Uma Mulher Que Se Preocupa Demais Com Tudo

9. A Preocupação Não Afeta Nosso Funcionamento Profissional E Pessoal; Ansiedade Sim.

Ninguém tira um dia de folga para se sentar e se preocupar se o adolescente vai se sair bem nos exames.

Mas a ansiedade pode nos fazer sentir tão inquietos, desconfortáveis ​​e incapazes de nos concentrar que podemos literalmente nos sentir angustiados demais para trabalhar.

10. A Preocupação É Considerada Um Estado Psicológico Normativo, Enquanto A Ansiedade Não.

Em certas intensidades e duração, a ansiedade é considerada um verdadeiro distúrbio mental, que requer tratamento psicológico e/ou medicação.

0 comments… add one

Leave a Comment