6 Dicas Para Superar A Procrastinação Relacionada À Ansiedade

Existem pelo menos seis tipos de procrastinação relacionada à ansiedade.

Veja como entender cada um – e comece a superá-los.

1. Procrastinação Devido À Sobrecarga Da Memória.

Por exemplo, você fica sobrecarregado com todos os avisos que seu filho leva da escola para casa.

Eles precisam de seu equipamento de natação na quinta-feira, algum material escolar específico na segunda-feira, 10 reais para a vaquinha da gincana em duas semanas na quarta-feira etc.

Se você é como meus clientes em terapia, até mesmo colocar as coisas no calendário à medida que entram parece uma baita tarefa estressante.

A solução para isso é encontrar uma maneira de ser lembrado com segurança apenas no momento em que você precisar pensar em alguma coisa.

Alguns de meus clientes gostaram de uma ideia que vem de um livro chamado Getting Things Done.

Como funciona: compre 31 pastas de papelão e identifique-as para cada dia do mês (1º, 2º, 3º etc.).

Quando surgir algo que você precisa adicionar à sua lista de tarefas, arquive-o na pasta correta, com base no dia em que você precisar pensar sobre isso.

Reutilize as pastas no próximo mês.

Reduzir a necessidade de tomar decisões sobre o que fazer com novas informações liberará sua força de vontade para outras coisas.

Veja também: 11 Sinais Que Você Pode Ter Transtorno de Ansiedade

2. Procrastinação Devido À Intolerância À Incerteza.

A intolerância à incerteza é uma causa importante de problemas de ansiedade.

Estes são alguns sinais de que a intolerância à incerteza está causando sua procrastinação:

  • Você tem uma tendência geral de ficar parado sempre que se sentir inseguro sobre fazer algo (ou seja, evita situações e tarefas que envolvam a sensação de insegurança).
  • Você complicou demais a questão de por onde começar.
  • Você não sabe como executar todas as etapas de uma tarefa para evitar executar a primeira etapa lógica.
  • Você gosta de trabalhar mentalmente em todos os cenários possíveis antes de mergulhar.
  • Você é pego pensando nos detalhes e não no quadro geral.
  • Você tenta se esforçar demais em vez de delegar/terceirizar para os outros, porque só pode ter 100% de confiança em si mesmo.

3. Procrastinação Devido À Superestimação Do Número De Tarefas Que Você Pode Realizar No Tempo Disponível.

Às vezes, as pessoas ficam surpresas ao perceber que são propensas a preconceitos cognitivos positivos e negativos.

Um exemplo de viés positivo é superestimar o quanto você pode realisticamente fazer em uma janela específica do tempo disponível.

Mordendo mais do que você pode mastigar realisticamente é uma causa comum de ansiedade e evasão.

Experimente um auto-experimento em que monitora o quanto realmente é feito da sua lista de tarefas a cada dia.

Grave isso todas as noites por uma semana.

Na semana seguinte, escreva uma lista de tarefas mais curta que reflita o número médio de tarefas que você conseguiu concluir por dia.

Superestimar quantas tarefas você pode realizar pode ou não estar relacionado à ansiedade.

Quando está relacionado à ansiedade, costuma ser porque, em algum nível, você está preocupado que seja uma catástrofe se você não fizer tudo.

4. Procrastinação Devido A Pensamentos Do Tipo Tudo Ou Nada Ou Padrões Implacáveis.

O pensamento de tudo ou nada é uma característica da ansiedade.

Você poderia economizar um pouco de esforço executando uma tarefa que evita de maneira mais moderada?

Por exemplo, se a leitura de 25 artigos para seu TCC é algo que você está evitando fazer, ainda sentiria a necessidade de evitar a tarefa se estabelecer uma meta mais moderada – digamos, lendo cinco artigos?

Você procrastinaria menos sobre a limpeza do chuveiro se apenas aplicasse um spray rápido, limpasse e puxasse o cabelo para fora do ralo, em vez de gastar 30 minutos nisso?

Tente: Identifique Uma Tarefa Que Você Provavelmente Evitaria Se Reduzisse Seus Padrões (E Onde Estiver Disposto A Tentar Isso).

5. Procrastinação Devido A Previsão De Um Resultado Negativo.

Muitas vezes, quando as pessoas se esquecem de uma tarefa, é porque estão prevendo um resultado negativo.

Por exemplo

  • esperando que alguém reaja mal a você levantando um problema
  • esperando sofrer com uma tarefa
  • esperando que uma tarefa não corra bem.

Dica: Metade Da Batalha Está Em Perceber Que Você Está Fazendo Uma Previsão Negativa.

Reconheça que um resultado negativo é apenas um dos possíveis.

Tente a técnica das três perguntas (pior, melhor, mais realista).

Veja também: As Mulheres São Muito Mais Ansiosas Do Que Os Homens – Aqui Está A Ciência

6. Procrastinação Devido A Um Perfil Cognitivo Desigual.

É possível ser muito inteligente e bem-sucedido, mas ainda ter algumas dificuldades com habilidades cognitivas específicas, como iniciar, planejar ou sequenciar (reunindo uma série de etapas em uma ordem lógica para concluir uma tarefa complexa).

Essas dificuldades podem não aparecer em tarefas familiares.

É provável que sejam mais óbvias quando uma tarefa é nova, você precisa tomar decisões sobre como executá-la, e a tarefa está em um ambiente na qual você se sente ansioso (como computadores) e sua ansiedade está sugando um pouco da sua capacidade de processamento cognitivo.

Se você achar difícil iniciar, planejar ou sequenciar em comparação com sua capacidade cognitiva geral, tente levar isso em consideração.

Encontre uma maneira de outras pessoas ajudarem você com as coisas que você achar difícil (por exemplo, ajudá-lo a planejar as etapas) e seja mais gentil consigo mesmo.

Reconheça que parte da sua ansiedade em iniciar ou planejar tarefas complexas autodirigidas pode ser porque você acha difícil no nível cognitivo.

Em outras palavras, não atribua seu comportamento à preguiça ou à falta de motivação – isso apenas fará você se sentir mal consigo mesmo e com maior probabilidade de procrastinar.

0 comments… add one

Leave a Comment