6 Etapas Para Parar De Vaporizar Ou Fumar

Como Se Libertar De Um Vício Em Nicotina.

Em 13 de maio de 2019, parei completamente com a nicotina.

Eu estava vaporizando compulsivamente (usando um cigarro eletrônico) por cerca de quatro anos.

Eu estava fumando intermitentemente, usando chiclete de nicotina e tentando encontrar uma maneira de parar de vez.

Eu li vários artigos sobre como se livrar do vício.

Alguns incentivaram a terapia de reposição de nicotina (TRN), como goma de mascar, adesivos ou pastilhas, enquanto outros juravam que abstinência total e simplesmente desistir de repente funciona.

A ansiedade que envolvia a possibilidade de desistir era paralisante.

Eu me convenceria disso dia após dia, jurando que faria isso eventualmente.

Com o passar dos dias, a ansiedade não diminuiu.

Com o passar das semanas, minha vontade de desistir não ficou mais forte.

Com o passar dos anos, minha auto eficácia se esvaiu lentamente.

Então, um dia, aparentemente sem nenhum catalisador ou evento precipitante, a decisão foi tão clara quanto o dia.

Já era hora.

Não, não parecia o momento certo.

Eu tinha 100 razões pelas quais não era absolutamente a hora certa.

Por qualquer motivo, que tentarei mostrar passo a passo, funcionou.

Aqui está como.

Veja também: 15 Ligações Entre Cafeína E Ansiedade

1. Não Defina Uma Data Específica Para Parar

Há anos que eu dizia a mim mesma que iria desistir em um dia específico.

Esse “plano” me dava a ilusão de controle e me ajudou a me sentir melhor em saber que eu poderia parar quando quisesse.

Eu fumava ou vaporizador ainda mais nos dias que antecediam essa data; então, na hora de parar, eu me empolgava e desenvolvia um vício em nicotina ainda mais forte.

Nunca vai aparecer um “momento certo” para parar.

A hora certa é agora.

Eu planejei deixar o cigarro eletrônico popular que eu usava assim que terminasse meu último maço (ou o cartucho com a nicotina).

Não sei de onde veio a ideia, apenas veio.

Eu tinha um plano durante todo o fim de semana para parar quando estava completamente sem nicotina.

O restante da minha nicotina duraria até aquela terça-feira.

No domingo à noite, para meu desgosto, um parente me pediu uma cápsula de Juul (a marca que eu estava usando na época).

Hesitei, mas concordei.

Eu estava sem pods antes do esperado, o que foi a melhor coisa que poderia me acontecer.

Acordei na segunda-feira de manhã, deixei todos os meus dispositivos de nicotina na casa dele e fui trabalhar sem nada para recorrer.

Eu pedi ao universo vontade e força.

Eu não olhei para trás.

O planejamento não funciona.

Nunca parecerá o momento certo.

Tome uma decisão impulsiva e fique com ela.

Veja também: 8 Formas Como O Magnésio Alivia A Ansiedade E O Estresse

2. Substitutos Orais

Sementes de girassol salvaram minha vida.

Mastiguei sementes de girassol sem parar naquela primeira semana.

Era uma ferramenta muito útil para manter minha boca e mãos fixadas em algo que não fosse meu cigarro eletrônico.

Depois de cerca de uma semana, tive que fazer uma cirurgia dentária de emergência, e não pude mais mastigar sementes de girassol.

Antes disso, porém, elas me impediram de voltar ao hábito físico de pegar um cigarro ou um vape.

Eu também guardava um maço de Mentos no carro.

Isso também foi útil porque eu adorava fumar no meu carro, então a forte associação durante os primeiros dias precisava ser interrompida por outra coisa.

3. Diário

Eu comecei a trabalhar num frenesi de ansiedade.

Foi-me dito por amigos que pararam de vaporizar ou fumar no passado que a primeira semana é a pior.

Eu sabia o que estava fazendo, mas a angústia mental era muito forte.

Decidi anotar meus pensamentos, porque eles estavam passando pela minha mente como um trem de carga que tinha sido descarrilado.

O diário me ajudou a sair da minha cabeça e ver em preto e branco a rapidez com que meus pensamentos e desejos estavam mudando.

Em um minuto, sentia que não podia ficar mais um segundo sem, no minuto seguinte, sabia que ficaria bem.

Fiz isso nos primeiros dias, e isso me ajudou a me sentir mais confiante em minha capacidade de aguentar a natureza debilitante de um desejo.

Eu sabia que seria de curta duração.

Eu tinha prova.

Aqui estão algumas das minhas divagações: 

Hoje é o primeiro dia.

Acordei às 7h30 e são 11h33.

Faz apenas quatro horas sem nicotina (mais as sete horas extras de sono), mas é um inferno.

Não tenho certeza se é o desejo físico de nicotina ou as associações fortes.

Eu estava ouvindo uma “Master Class” no aplicativo “Calma” sobre a quebra de maus hábitos.

Ele educa o ouvinte nos ciclos de feedback, acionados por um gatilho inicial, um comportamento e, em seguida, a resposta.

O problema com o vaping é que eu fazia isso literalmente em todos os lugares.

Eu vaporava o dia todo todos os dias, no meu carro, em minha casa, enquanto lia, assistia TV, saía com amigos, durante reuniões, antes e depois das reuniões, etc.

OK, enfim.

Hoje é o primeiro dia.

Hora 4.

A associação é forte pego meu vaporizador a cada poucos segundos.

Venho mascando sementes de girassol, bebendo muito café e água e até respirando fundo com uma caneta (com uma caneta de tinta não tem vapor aqui).

Respirações profundas ajudam.

Lembrar-me de que “aproveito esse momento sem vaporizar” também ajuda.

Um site incentivou quem quer parar de vaporizar a se lembrar de que não está parando nada, está na verdade começando muita coisa boa.

Veja também

Quem Parou De Vaporizar Agora Desfrutam De Suas Vidas, Sem Serem Escravos Da Nicotina.

Ah, nicotina, como eu te amo, sinto sua falta, preciso de você e odeio você.

A retirada física não é tão ruim assim.

Eu estou com uma dor de cabeça maçante.

Meu peito está um pouco apertado, mas é a obsessão mental que é o pior.

  • São 12:48 da tarde e almocei e voltei ao meu escritório.

Eu me sinto homicida.

Sinto-me deprimida e vazia, zangada, irritada e frustrada, e TUDO está me irritando.

  • São 13:34 e fiz um workshop com meus pacientes que começou a ajudar.

Então eu andei na chuva (dramática) e peguei chiclete de outro membro da equipe e conversei com uma paciente sobre o que eu estava passando, o que também foi útil.

Não me sinto tão homicida agora.

  • Agora são 14:11 e tem sido bastante fácil se distrair com chicletes e vídeos de Game of Thrones no YouTube e Instagram.
  • Tenho uma dor de cabeça muito forte nas têmporas, que vai e vem dessa maneira latejante e estou super irritada e inquieta.
  • São 15h40 e minha cabeça dói muito.

Um colega de trabalho fez um bom trabalho em me distrair e conversamos sobre Game of Thrones e tentei fazer um quebra-cabeça.

  • São 16:06 e sinto-me esperançosa e bem!!!!

É dia cinco e eu estou bem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

4. Oração Ou Estabelecimento De Intenção 

Isso foi um salva-vidas para mim.

Você não precisa ser religioso ou espiritual para reconhecer os benefícios do estabelecimento de intenções.

É assim que vejo a oração.

Quando peço ao universo que me ajude com qualquer coisa, estou conscientemente estabelecendo uma intenção de estar consciente do que quer que seja e cultivá-lo.

Não posso enfatizar isso o suficiente: ore por força.

Defina intenções de vontade.

Peça ajuda ao universo ou ao que você acredita.

O ato de pedir ajuda é inestimável.

Há uma razão pela qual, nas 12 etapas, o primeiro passo é “admitir que não temos poder”.

Se eu estou impotente com alguma coisa, isso significa que preciso de um poder maior que eu para ajudar.

Esse poder pode ser uma comunhão de amigos, uma noção intangível e abstrata de Deus ou do universo, ou qualquer coisa fora de você.

Quando tento parar por conta própria, volto a vaporizar ou fumar.

Toda vez.

Nivele seu orgulho e ego e peça ajuda.

Veja também: 51 Estratégias Para Vencer A Ansiedade

5. Baixe Um Aplicativo Útil 

Se você possui um smartphone, você tem acesso a milhões de aplicativos.

Adoro aplicativos de meditação (o meu favorito é chamado “Calm”).

Quando procurei aplicativos para parar de fumar, aquele que chamou minha atenção foi chamado de “Smoke Free – Deixe de fumar”.

Esse aplicativo me mostra o que está acontecendo com meu corpo depois que eu parei, com que rapidez estou me recuperando, quanto tempo leva para a nicotina sair do meu corpo (para que eu saiba o que é mental e o que é físico), bem como a quantidade exata de dinheiro que estou economizando por não fumar, me deu muita motivação uma vez que esses desejos iniciais diminuíram!

6. Mude A Narrativa 

Como gosto de salientar, a história que criamos para nós mesmos se torna nossa realidade.

Isso significa que eu preciso dizer a mim mesma (e a outros) que não sou fumante.

Eu não sou uma vaper.

Este não é quem eu sou.

Isso foi algo que fiz, mas estou me desapegando dessa narrativa agora.

A maioria das pessoas recai sobre cigarros ou qualquer outro dispositivo de nicotina depois que os desejos diminuem e eles se sentem melhor.

Essa é a natureza insidiosa do vício (e acontece com outras substâncias também) – recaímos quando as coisas estão indo bem.

Dizemos a nós mesmos que estamos bem agora, e podemos fumar “apenas um”.

Precisamos nos lembrar: “Não há baforada suficiente, não importa o quê for”.

Foi-me dito uma vez que toda vez que pego um cigarro ou um vaporizador, estou inadvertidamente agindo em comportamento autodestrutivo.

Eu discordei na época, afirmando que não tenho motivos para auto sabotar.

Lembrei-me que, mesmo que uma parte essencial de mim acredite que não sou digna de saúde e felicidade, atuarei continuamente de maneira a validar essa crença.

Para mim, fumar e vaporizar vão contra tudo em que acredito.

Acredito no amor próprio, no amor corporal, na apreciação da saúde, dos outros e do meio ambiente.

Então, por que eu estava fumando?

Toda vez que eu pegava um cigarro ou um cigarro eletrônico, eu me envergonhava.

“Eu não sou forte o suficiente”.

“Eu sou fumante”.

“É assim que eu sou”.

Mas nada disso é verdade.

Eu sou forte.

Eu sou capaz de crescer e mudar.

Eu não sou fumante.

Eu não sou uma vaper.

Eu não sou esse comportamento.

Eu posso mudar.

Então mude a narrativa.

E lembre-se… Para mim, a ansiedade, a frustração, a raiva e os desejos “realmente ruins” duraram apenas quatro dias.

Eu estava vaporizando quase constantemente, com um nível muito alto de nicotina.

Depois de quatro dias, os desejos foram embora.

Já não conto mais os minutos, horas e dias.

Eu não quero mais fumar.

Tenho uma liberdade recém-descoberta – não sou mais escrava da nicotina.

Eu estou livre hoje.

Você pode ser livre também.

Comente abaixo com dicas que funcionaram para você!

0 comments… add one

Leave a Comment