7 Maneiras De Acalmar Sua Mente Preocupada E Reduzir A Ansiedade

Eu sou uma pessoa naturalmente ansiosa, sou assim desde criança.

Eu não gostava de me separar da minha mãe, preocupada se ela estava atrasada em me pegar de algum lugar, e estressada com os monstros debaixo da cama.

Como adulta, além dos meus medos específicos de altura e espaços minúsculos, eu tenho a tendência de me preocupar excessivamente de maneira geral.

Alguns anos atrás, participei de um curso no Instituto Benson-henry de Medicina da Mente-corpo de Harvard e fiquei fascinada com as apresentações dos principais médicos e neurocientistas.

Eles explicaram que uma disposição para ansiedade pode ser transmitida de uma mãe ansiosa para seu feto.

Não é apenas uma tendência genética; se uma mãe estiver ansiosa durante a gravidez, isso pode afetar diretamente o desenvolvimento cerebral do feto.

Alguns de nós nascemos ansiosos como resultado.

Para quem tem um começo dívida melhor, a vida ainda pode estar cheia de todos os tipos de eventos e circunstâncias que provocam ansiedade.

Felizmente, há uma grande esperança para todas as preocupações.

O corpo docente do curso da Harvard Medical School demonstrou (por meio de exames cerebrais e outros dados convincentes) que tendências profundamente enraizadas em relação à ansiedade podem ser revertidas fisiologicamente e até anatomicamente.

As técnicas de relaxamento, por exemplo, quando praticadas regularmente, podem realmente mudar a arquitetura de um cérebro ansioso, encolhendo a amígdala que produz medo e fortalecendo o córtex calmo e mais racional.

Aqui estão algumas das minhas ferramentas favoritas para manter a calma e neutralizar as preocupações:

Veja também: 21 Dicas Rápidas Para Mudar Sua Ansiedade Para Sempre

1. Aprenda A Induzir A “Resposta De Relaxamento” Do Seu Corpo E Faça-o Regularmente.

Uma de nossas maiores defesas contra a ansiedade crônica é a “resposta de relaxamento” inata do corpo, caracterizada pela primeira vez pelo lendário pesquisador de Harvard Dr. Herbert Benson.

Quando você induz essa resposta fisiológica, a tensão muscular diminui, a frequência cardíaca diminui, a pressão arterial diminui e os níveis de hormônios do estresse caem.

Por pelo menos 10 minutos todas as manhãs, uso uma técnica de relaxamento para acalmar qualquer ansiedade durante o dia e diminuir a tensão física.

Coloco sons de água borbulhante nos fones de ouvido e respiro profundamente, relaxando conscientemente o corpo.

Para um impulso adicional – também comprovado em pesquisas como benéfico para o cérebro e o corpo – concentro-me nas palavras de uma Escritura calmante (ou cristão, adoro meditar em Isaías 26: 3) e contemplo o grande conforto que que Deus está no comando, que eu posso confiar nisso e ficar em paz.

Minha fé é, pessoalmente, o meu número um para todas e quaisquer dificuldades e medos da minha vida, isso ajuda muito.

Veja também: 10 Sinais Que Você É Uma Mulher Que Se Preocupa Demais Com Tudo

2. Respire Ao Longo Do Dia E Mais Intencionalmente Quando Estressado.

Pessoas ansiosas e estressadas são respiradoras superficiais.

Mentes preocupadas, cheias de ansiedades e tensões, sentem-se piores quando não estão bem oxigenadas.

Prender a respiração e respirar superficialmente também contribui para a tensão muscular desagradável.

Adoro usar uma técnica de respiração “4-6-8” em vários momentos do dia.

Inspire pelo nariz por 4 segundos, segure-o profundamente nos pulmões por 6 e expire pela boca por 8, expirando a tensão e sentindo seu corpo relaxar.

Até mesmo uma rodada dessa respiração faz a diferença, você se sentirá melhor.

Eu o pratico quando coloco o telefone em espera, ou esperando no semáforo, ou a qualquer momento em que me sinto particularmente tensa, estressada ou nervosa.

3. Se Você Está Realmente Obcecado Com Um Problema Específico, Designe Um Horário Específico Para Ele.

Um dos meus clientes de coaching está passando por uma temporada muito difícil.

Ela está passando por uma doença física que provoca muita ansiedade em relação ao seu futuro.

Ela me disse que literalmente se preocupa com isso o tempo todo: e se piorar? E se ela nunca mais for a mesma? O que ela fará se nunca mais puder trabalhar de novo? e por aí vai a lista de medos.

Isso é totalmente compreensível em sua circunstância, enquanto enfrenta uma situação tão desafiadora.

Mas, como você pode imaginar, toda essa preocupação (e os níveis relacionados de hormônios do estresse e tensão muscular) dificulta muito a cura do corpo dela.

É um ciclo vicioso.

Aconselhei-a a designar um horário definido todos os dias para pensar e até escrever suas preocupações, para se sentir desapontada e com o problema resolvido pelos piores cenários possíveis.

O resto do tempo, se ela começar a se preocupar e ficar obcecada, deve parar e guardar suas preocupações para o horário designado no dia seguinte.

Quando sugeri, ela adorou a ideia e já sentiu o peso da preocupação começar a sair.

4. Escreva Suas Preocupações E Medos.

Descobriram em uma ampla gama de estudos que escrever expressivamente ou escrever sobre emoções difíceis que você tem sobre sua vida ou uma situação específica é benéfico.

Você define um período fixo de tempo, todos os dias, para escrever como se sente sobre as coisas difíceis que estão acontecendo.

Isso demonstrou ajudar na depressão e ansiedade leve a moderada e até melhora os sintomas de dor crônica.

(Porém, pode não ser útil imediatamente após um evento significativamente traumático, os especialistas recomendam esperar um ou dois meses para que as coisas se acalmem antes de fazer isso nessa circunstância).

Pode ser muito útil fazer antes de dormir se você sofre de insônia (o tipo em que pensamentos ansiosos o mantêm acordado à noite) e pode até ajudá-lo a ter um desempenho melhor em tarefas relacionadas ao trabalho que provocam ansiedade em você.

5. Reduzir A Cafeína

Se você estiver se sentindo tenso o dia todo e com problemas para dormir, observe seu consumo de cafeína.

Pare gradualmente todas as fontes de cafeína, incluindo chocolate, e veja se isso ajuda.

Eu não posso tolerar nem café descafeinado (ele ainda tem um pouco de cafeína).

6. Cuide-se Melhor.

Se você dorme menos de 6 horas por noite, provavelmente está olhando para uma das principais causas de sua ansiedade.

É verdade que a ansiedade pode dificultar o sono, mas se houver alguma maneira de você dormir oito horas por noite, deve notar uma diferença imediata no seu humor.

O exercício também é fantástico para curar um cérebro ansioso e descarregar a tensão física de preocupações; tente fazer de 20 a 30 minutos de exercícios cardiovasculares todos os dias.

Finalmente, coma boa comida.

Fique longe de alimentos processados, álcool e açúcar e coma uma rica variedade de alimentos integrais saudáveis.

Nossos cérebros são muito sensíveis ao tipo de combustível que damos, e a boa comida percorre um longo, longo caminho.

7. Obtenha Ajuda.

Se a sua ansiedade está afetando significativamente sua vida e/ou seus relacionamentos, não tente contorná-la por conta própria.

Consulte seu médico para avaliar se sua ansiedade pode ter uma causa médica.

Se for puramente psicológico, os tratamentos de aconselhamento especializado, como a Terapia Comportamental Cognitiva, podem ser extremamente úteis.

Sou um defensor da tentativa de tratamentos não farmacêuticos primeiro, mas a medicação pode salvar uma vida se você estiver se afogando no medo e simplesmente não consegue funcionar em sua vida diária.

É improvável que você vai precisar fazer essas coisas para o resto da vida, mas para muitas pessoas isso diminui a ansiedade durante uma temporada de crise, para que você não esteja mais apenas tentando sobreviver e consiga tomar as medidas necessárias para por sua vida de volta nos trilhos.

0 comments… add one

Leave a Comment