8 Semanas Para Acabar Com Suas Preocupações

Você está realmente disposto a fazer algo para lidar com suas preocupações?

Todos nós nos preocupamos às vezes – mas alguns se preocupam quase todos os dias.

De fato, 38% das pessoas dizem que se preocupam todos os dias e as pessoas crônicas costumam dizer: “Fui uma pessoa preocupada a vida toda”.

A preocupação acaba levando à depressão e torna sua vida miserável.

Então, vamos fazer algo sobre isso.

O Que É Uma Preocupação?

O que quero dizer com “preocupação”?

Vamos definir a preocupação como pensamentos repetitivos sobre o futuro que são pessimistas.

As preocupações típicas estão na forma de afirmações “e se?”.

Algum dos seguintes itens lhe parece familiar?

• E se eu nunca encontrar o amor da minha vida?

• E se eu acabar sozinha?

• E se eu tiver uma doença temida?

• E se meu dinheiro acabar?

• E se meu amante me deixar?

• E se alguém com quem eu me importo se machucar?

• E se cometer um erro?

• E se eu for rejeitado?

• E se eu me enganar completamente?

• E se eu nunca conseguir dormir?

Preocupações não são seus sentimentos.

Por exemplo, dizer “sinto-me ansioso” é um relatório sobre suas emoções, não é uma previsão.

Uma previsão é uma afirmação que poderíamos verificar e descobrir se é verdadeira ou falsa.

Por exemplo, “não passar no concurso” é algo que podemos verificar.

Veja também: Como Nossa Conversa Interna Nos Leva A Preocupação

Você Tem Transtorno De Ansiedade Generalizada?

Dê uma olhada na lista abaixo e veja se você se qualifica para o diagnóstico de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

• Preocupação excessiva na maioria dos dias por seis meses

• Dificuldade em controlar a preocupação

• Sua preocupação interfere com sua vida diária

• Três dos seguintes sintomas na maioria dos dias:

  • Inquietação ou sensação de tontura ou irritação
  • Ficar facilmente fatigado
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Dificuldade em adormecer, ou dormir inquieto e um sono insatisfatório
  • Dificuldade em se concentrar ou a mente ficar em branco

TAG é crônico.

Um ano após o diagnóstico (mas não o tratamento), 85% das pessoas com TAG ainda estão tendo problemas significativos.

Em cerca de três quartos dos casos de TAG, a preocupação precede a depressão – e a depressão é geralmente uma depressão crônica de baixo nível, marcada por pessimismo, falta de confiança e dificuldade em apreciar as coisas.

Veja também: 10 Diferenças Cruciais Entre Preocupação E Ansiedade

Como Sua Preocupação Afeta Você

De fato, 93% das pessoas que têm TAG também têm outro problema psiquiátrico, geralmente depressão ou outro transtorno de ansiedade.

Pessoas com TAG são mais propensas que outras a ver gastroenterologistas e cardiologistas.

25% das pessoas que procuram seus médicos por problemas psicológicos têm TAG.

Sua preocupação crônica pode resultar em náusea, síndrome do intestino irritável, fadiga, dores, dificuldade de concentração, indecisão e sentimentos de desesperança.

Sua ansiedade e sua preocupação podem levar você a fumar mais, beber excessivamente, usar drogas de forma abusiva, comer compulsivamente ou perder o sono

Suas preocupações têm impacto em sua vida?

Por exemplo, alguma das opções a seguir se aplica a você?

• Preocupo-me tanto que não consigo relaxar.

• Minhas preocupações me impedem de apreciar as coisas.

• Há coisas que tenho medo de fazer, porque elas me farão me preocupar.

• Não consigo tirar minhas preocupações da cabeça.

• Tento parar de me preocupar, mas não consigo.

• Muitas vezes tenho consciência dos meus pensamentos e de como eles me incomodam.

• Costumo pedir que outras pessoas me tranquilizem.

Acho que minha preocupação está fora de controle.

  • Estou enlouquecendo (ou adoecendo) de tanta preocupação.
  • Estou me esgotando com a minha preocupação.

Se alguma dessas opções se aplicar a você, você tem um problema de preocupação excessiva.

Se alguém que você conhece pode dizer sim a alguma dessas opções, envie este artigo a elas.

A boa notícia é que há algo que você pode fazer para parar de se preocupar.

Com novas formas de terapia cognitivo-comportamental, as pessoas podem obter alívio substancial de suas preocupações.

O Pior Conselho

• Tente pensar positivamente.

• Por que você se castiga com suas preocupações?

• Você precisa acreditar em si mesmo.

• Apenas diga a si mesmo para “PARAR DE SE PREOCUPAR”.

Poderíamos continuar com conselhos mais bem-intencionados, mas inúteis.

Mas nada disso ajuda.

Veja também: 7 Maneiras De Acalmar Sua Mente Preocupada E Reduzir A Ansiedade

Começando

Para lidar com suas preocupações, será necessário trabalhar diariamente.

Não é muito tempo, mas você precisa ser disciplinado.

Sua preocupação não vai desaparecer completamente e não há bala mágica.

Mas existem muitas técnicas de autoajuda que temos na terapia cognitivo-comportamental que podem ser úteis para você.

Mas é como a academia de musculação – você pode pagar, mas precisa ir.

O que você tem a perder fazendo algo construtivo?

Aqui estão algumas sugestões para você começar — esta semana — para controlar suas preocupações.

Mantenha um registro escrito para poder ver o que está fazendo e verificar seu progresso.

1. Liste Suas Preocupações Específicas

A primeira coisa que você precisa fazer é manter um registro de suas preocupações.

Anote os pensamentos negativos mais comuns sobre o futuro que o incomodam.

Sinta-se livre para adicionar à lista.

Você precisa estar ciente dessas preocupações se quiser fazer algo sobre elas.

2. O Que Desencadeia Sua Preocupação?

Às vezes, nossas preocupações são desencadeadas por situações particulares.

Por exemplo, você pode começar a se preocupar com dinheiro quando gasta mais dinheiro do que deseja ou recebe suas contas.

Você pode se preocupar mais com sua aparência antes de ir a uma festa.

3. Como A Preocupação Está Relacionada Aos Seus Sentimentos?

Ao começar a perceber sua preocupação e os gatilhos para sua preocupação, você também deve observar como se sente quando está se preocupando.

Você está ansioso, irritado, triste, irritado, desamparado, sem esperança?

Você percebe alguma mudança na sua respiração – mais superficial, mais rápida, mais trabalhosa?

Você está se sentindo fisicamente mais tenso?

Seus músculos estão tensos?

É difícil relaxar?

Observe onde a preocupação é “sentida”.

Veja também: 10 Sinais Que Você É Uma Mulher Que Se Preocupa Demais Com Tudo

Preocupação Real

4. Tópicos Específicos

Geralmente, nos preocupamos com a mesma coisa repetidamente.

Por exemplo, o Roberto se preocupa com dinheiro e trabalho, a Daiane se preocupa com o que seu chefe e seus colegas pensam dela, e Sara e Fabio se preocupam com seus relacionamentos com as pessoas.

Mantenha um registro de suas preocupações por uma semana.

Anote tudo.

E veja se você pode categorizá-los em algumas categorias.

Depois de descobrir que suas preocupações são sobre algumas coisas, você vai restringir o objetivo a ser atingido.

Preocupações Reais –

Insônia

eu nunca vou dormir na hora certa.

Não consigo dormir

Não vou conseguir me concentrar amanhã.

Eu vou parecer exausta.

Dinheiro

Estou ficando sem dinheiro.

Eu vou à falência.

Os credores vão bater na minha casa.

E se eu perder meu emprego, e depois?

Aparência E Rejeição 

Eu pareço ridículo.

O que eu vou dizer?

Vou parecer chato.

Ninguém vai gostar de mim.

O Plano

Trabalharemos em suas preocupações pelas próximas oito semanas.

Este blog se concentrará na preocupação.

Suas preocupações não desaparecerão e você não terá uma visão brilhante que muda tudo.

É mais como treinar para colocar sua mente em melhor forma.

Isso não é terapia.

Essa é simplesmente uma maneira de compartilharmos nossas ideias e nossas ferramentas – portanto, fique à vontade para informar aos outros neste blog sobre o andamento da sua autoajuda.

Sobre o Autor: Mauro Lisboa foi formalmente diagnosticado com Síndrome do Pânico e Transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG), sofreu por 12 anos até desenvolver um método próprio baseado na Terapia Cognitivo-Comportamental e Psicologia Avançada que lhe permitiu eliminar todos os sintomas e voltar a viver uma vida normal e plena. Hoje ele ajuda pessoas na mesma situação. Para aprender mais, cadastre seu e-mail acima ou visite ansiedadepanico.com.

0 comments… add one

Leave a Comment