Ansiedade Vs. Depressão

Os psiquiatras geralmente prescrevem antidepressivos para pacientes que se queixam principalmente de ansiedade ou ataques de pânico.

Às vezes, uma discussão acontece entre médico e paciente.

Os pacientes podem negar que estão deprimidos, o que significa que não estão se sentindo tristes.

O problema é que a palavra depressão é usada de várias maneiras diferentes.

No uso comum, sentir-se deprimido significa realmente sentir-se triste.

Alguém pode se sentir triste por ter sido demitido, ou depois que um relacionamento termina, ou mesmo depois de uma pequena decepção.

Todos sabemos o que é ficar triste ou deprimido por um período de tempo após essa perda.

Quando a perda é grave, digamos, após a morte de alguém da família, esse sentimento pode persistir por um longo período de tempo.

Tal estado emocional é chamado de luto.

Há outras pessoas que podem se sentir deprimidas por grande parte de suas vidas.

Se elas têm baixa autoestima, ou se consideram fracassos ou desagradáveis ​​de alguma forma, podem sentir e parecer para os outros estarem tristes o tempo todo.

Pode-se dizer que eles sofrem de uma depressão neurótica.

Essa condição surge de distorções na perspectiva que advêm das experiências da infância.

Medicamentos não são úteis.

Veja também: Ansiedade E Depressão São Sintomas, Não Doenças

Ela responde – quando responde – à psicoterapia por um período prolongado de tempo.

Mas existe também uma depressão clínica.

Na sua forma mais típica, uma depressão clínica (que costumava ser chamada de depressão endógena, ou seja, proveniente de dentro) apresenta uma constelação de sintomas físicos e emocionais.

Entre esses sintomas é geralmente, mas não necessariamente, um sentimento de tristeza.

Esta doença, às vezes chamada de depressão unipolar, tende a ocorrer em famílias.

Pode aparecer em qualquer idade, mas geralmente pela primeira vez no final da adolescência ou nos vinte anos.

É um distúrbio recorrente.

Sendo a vida o que é, sempre existe algum estresse imediato que pode ser usado para explicar por que a doença piora subitamente quando ocorre, mas isso provavelmente é uma ilusão.

Deixada sem tratamento, a condição volta de vez em quando imprevisivelmente e sem uma boa razão.

É possível que um ataque específico possa ser desencadeado por uma doença física, como hipotireoidismo ou por algum outro problema endócrino, ou por certas condições virais, como mononucleose infecciosa; mas gastar muito tempo procurando causas diretas é uma perda de tempo.

Veja também: Ruminação: Um Problema De Ansiedade E Depressão

Os Sintomas

Qualquer pessoa que esteja deprimida, por qualquer motivo, provavelmente ficará retraída ou irritada.

Essa pessoa também pode desenvolver sintomas físicos.

A pessoa deprimida perde a capacidade de desfrutar de prazeres habituais.

Geralmente, ele ou ela vai se sentir triste.

Tanto é verdade para quem está deprimido por qualquer motivo.

Os indicadores críticos e distintivos da depressão unipolar são os chamados sinais vegetativos.

É uma doença e se manifesta em certos indicadores fisiológicos.

  1. As pessoas deprimidas geralmente lutam com o sono. A menos que haja alguma preocupação em particular, a pessoa nem sempre pode ter problemas para cair no sono. Mas o sono normalmente é interrompido durante a noite. A pessoa deprimida acorda repetidamente, agitada ou inquieta, às vezes de um pesadelo, depois volta a dormir apenas para acordar prematuramente, incapaz de voltar a dormir. Isso é chamado de despertar matutino e pode continuar dia após dia e semana após semana.
  2. Ao acordar, a pessoa deprimida se sente mal. Esse sentimento ruim varia de pessoa para pessoa. Geralmente, é um sentimento triste, mas nem sempre. Às vezes é um sentimento agitado, até mesmo em pânico. O ataque de pânico, se é assim que é experimentado, provavelmente durará mais do que os ataques de pânico de um distúrbio de pânico descomplicado. Além disso, tende a estar lá todas as manhãs. Esse sentimento ruim diminui ao longo do dia, para que a noite seja mais confortável.
  3. Geralmente, há uma perda de apetite a ponto de perder peso. Às vezes, menos comumente, há um aumento do apetite; nesse caso, a depressão é considerada atípica.
  4. Há uma perda de interesse sexual.

Este último exemplo de depressão, depressão maior, responde muito bem aos medicamentos antidepressivos, embora frequentemente exija mais de um medicamento por vez.

É uma condição bem definida, mas o sentimento predominante pode ser de ansiedade, e não de tristeza.

Veja também: O Triângulo Vicioso Do Perfeccionismo, Ansiedade E Depressão

Por esse motivo, não é necessário lembrar repetidamente o psiquiatra de que o sintoma perturbador de uma pessoa deprimida não é a depressão, é a ansiedade.

A doença ainda pode ser depressão, e há boas razões para ser otimista quanto ao tratamento.

Infelizmente, é provável que demorem três ou mais semanas para que os medicamentos funcionem satisfatoriamente.

Sobre o Autor: André Coelho é Psicólogo e Escritor para o departamento de estresse e ansiedade do portal Auto Ajuda Em foco e faz parte do Auto Ajuda Em Foco desde 2012. André trabalhou tratando indivíduos com transtornos da ansiedade, fobias e estresse pós-traumático por mais de 6 anos.

0 comments… add one

Leave a Comment