15 Ligações Entre Cafeína E Ansiedade

A cafeína é um uma droga psicoativa que pode causar ou exacerbar ansiedade e outros sinais e sintomas relacionados ao estresse de diferentes maneiras.

Aprenda o que você pode fazer.

Cafeína é a droga para alterar o humor mais favorita do mundo.

Esse estimulante do sistema nervoso central está presente nas bebidas mais populares, como café, chá, bebidas energéticas e vários tipos de refrigerantes.

As pessoas no mundo todo amam a cafeína por causa do efeito que ela provoca e como ela nos faz sentir… autoconfiante, alerta, focado e produtivo.

Mas a cafeína, especialmente em pessoas sensíveis a ela, pode significativamente contribuir para a ansiedade e transtornos relacionados, provocando sintomas como insônia, irritabilidade, coração acelerado, palpitações no coração e até mesmo ataques de pânico severos.

Se você está sentindo alguns desses sinais ou sintomas, aqui vão 15 coisas que você deveria considerar antes de comprar sua próxima bebida cafeinada.

1. A Cafeína Aumenta Os Hormônios Do Estresse.

A maioria das pessoas com ansiedade concordam que elas têm muito estresse em suas vidas e a cafeína só aumenta essa carga de estresse.

A cafeína age da mesma forma que o estresse, aumentando a frequência cardíaca, pressão sanguínea e níveis dos hormônios do estresse.

O consumo de cafeína pode mais do que duplicar seus níveis de hormônios do estresse no sangue, o cortisol e epinefrina.

Leia também: 7 Alimentos Que Deixam Você Absolutamente Ansioso

2. A Cafeína Afeta O Equilíbrio Dos Neurotransmissores.

A cafeína consegue parte do efeito quando ela bloqueia a atividade da adenosina, um neurotransmissor que nos deixa cansados e com sono.

Ao aumentar as químicas cerebrais dopamina e acetilcolina, a cafeína nos dá as sensações que procuramos: aumento na motivação, produtividade e poder mental.

Mas para pessoas com ansiedade, existe um lado negativo.

A cafeína também inibe um neurotransmissor calmante chamado GABA.

O GABA interrompe a atividade cerebral quando necessário e tem sido caracterizado como “um calmante da natureza”.

É essencial sentir feliz e relaxado e baixos níveis de GABA está associado a ansiedade e ataques de pânico.

Serotonina é a química cerebral associada à felicidade.

A relação entre cafeína e serotonina é complexa, mas existem evidências de que, quando consumida regularmente, a cafeína eventualmente leva a esgotamento de serotonina.

3. Cafeína Provoca Insônia.

Um dos efeitos colaterais mais comuns da ansiedade e do consumo de cafeína é a insônia.

De fato, um transtorno do sono induzido pela cafeína é um conhecido transtorno mental.

Se pensamentos ansiosos deixam você agitado à noite, a cafeína pode potencializar o problema.

A cafeína particularmente diminui os estágios 3 e 4 do sono, onde acontece o sono mais profundo e restaurador.

Ter uma quantidade e qualidade de sono adequado é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para a saúde do seu cérebro e bem-estar mental.

É durante o sono que seu cérebro lava as toxinas, destroços metabólicos e cria novas células cerebrais.

Tenha em mente que a cafeína pode permanecer no seu sistema por até 14 horas, portanto qualquer cafeína que você consumiu na metade do dia pode manter você acordado à noite.

4. Algumas Pessoas São Geneticamente Sensíveis À Cafeína.

Todos nós conhecemos pessoas que conseguem beber uma garrafa de café depois do jantar e dormir como uma pedra.

Se você tem ansiedade, você provavelmente não é uma delas.

A diferença pode estar nos seus genes.

Algumas pessoas são geneticamente predispostas a ser mais ou menos sensíveis à cafeína do que o normal.

Pessoas hipersensíveis à cafeína precisam de mais tempo do que o normal para metabolizar a cafeína, e pode experimentar ansiedade, nervosismo e insônia com apenas 100 mg de cafeína, quantidade encontrada em uma xícara de café.

5. A Cafeína Pode Causar Hipoglicemia Reativa.

Hipoglicemia ocorre quando os níveis de açúcar no sangue caem muito.

Um ataque de baixos níveis de açúcar no sangue pode fazer você se sentir nervoso, com o coração acelerado, irritado, suado e confuso… sintomas muito parecidos com um ataque de ansiedade.

A cafeína aumenta os níveis de açúcar no sangue em pessoas com diabetes, mas se a cafeína verdadeiramente abaixa os níveis de açúcar no sangue em pessoas com hipoglicemia é uma questão ainda em debate.

Se a cafeína deixa você sentindo como se estivesse tendo um ataque de baixos níveis de açúcar no sangue, você pode estar experimentando o que é conhecido como hipoglicemia relativa ou reativa.

Isso ocorre quando os sintomas de baixo açúcar no sangue aparecem mesmo quando os níveis de glucose no sangue continuam normais.

Se você suspeita que seu baixo açúcar no sangue piora com a cafeína, tente passar alguns dias sem cafeína e preste atenção em como você se sente.

Leia também: O Papel Do Açúcar Nos Transtornos Da Ansiedade

6. A Cafeína Pode Aumentar A Ansiedade Se Tomada Junto Com Medicamentos.

A cafeína faz parte de nossa cultura, é fácil esquecer que ela é uma droga psicoativa.

Consequentemente, ela nem sempre se mistura bem com outras drogas.

O site drugs.com lista atualmente 84 medicamentos que não deveriam ser tomados junto com cafeína.

Às vezes a cafeína aumenta os efeitos de alguns remédios… é por isso que a cafeína é muitas vezes adicionada a relaxantes musculares.

Além disso, a cafeína às vezes enfraquece a eficácia de medicamentos.

Medicamentos contra ansiedade, remédios para dormir e para transtornos bipolares entram nessa categoria.

Existem interações alarmantes entre cafeína e remédios prescritos.

A cafeína pode causar tremores, ataques de pânico e insônia se for consumida com antidepressivos que são inibidores seletivos de recaptação da serotonina.

A cafeína deve ser evitada se você está tomando remédios para respiração que contém o estimulante xantina.

Juntos, eles podem causar ansiedade, bem como palpitações no coração, falta de ar e arritmia.

Quando a cafeína é consumida junto com medicamentos para o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade como a Ritalina e Adderal, ela aumenta o nervosismo, irritabilidade, insônia e anormalidades no coração no ritmo cardíaco.

7. A Cafeína Aditivada É Uma Química Sintética.

O café e vários chás, incluindo chá verde, erva mate, contém cafeína naturalmente.

Mas a cafeína encontrada em refrigerantes, bebidas energéticas, pacotes de gel energético e cápsulas de cafeína geralmente não é extraída das folhas de chá ou dos grãos do café.

A demanda por cafeína aditivada tem superado a produção de cafeína natural desde a Segunda Guerra.

Cafeína aditivada é sinteticamente fabricada em fábricas farmacêuticas a partir de precursores químicos, como auréia e ácido cloroacético.

Geralmente é fabricado na China, Índia ou Alemanha.

O jornalista viciado em cafeína Murray Carpenter, autor de “Cafeinado: Como Nossos Hábitos Diários Ajudam, Prejudicam E Nos Viciam”, viajou para a china para conferir a maior fábrica de cafeína do mundo enquanto fazia pesquisa para escrever o livro.

Não era as instalações de alta tecnologia que ele imaginava.

Ele descreveu a fábrica da seguinte maneira: “… Metade das janelas estavam quebradas.

Sacos de produtos armazenados sentados dentro das janelas quebradas do primeiro andar.

O lugar fumegava uma química fedorenta que faz você vomitar e um enorme tanque enferrujado vazava uma lama alquímica”.

Se você bebe refrigerante ou bebidas energéticas, é praticamente garantido que você consumiu cafeína produzida ali.

E por último, não fique tão impressionado se você ver as palavras “cafeinado naturalmente” no rótulo de um produto.

Fabricantes sem escrúpulos ignoram exigências da vigilância sanitária e colocam versões sintéticas mesmo assim.

Cafeína sintética é registrada como “mais velha”, já que é feita a partir de combustível fóssil.

Estranhamente, a cafeína sintética pode exibir outro sinal intrigante: às vezes ela brilha.

8. A Cafeína Está Associada A Transtornos Mentais.

Já se sabe há décadas que os sintomas provocados por excesso de cafeína são semelhantes aos variados transtornos psiquiátricos.

Cafeína demais pode até mesmo criar sintomas da ansiedade em uma pessoa saudável.

Alguns psiquiatras recomendam que exames psiquiátricos de rotina deveriam incluir examinar o consumo de cafeína, uma vez que eliminar cafeína pode ser mais benéfico do que prescrever um remédio para ansiedade.

O uso de cafeína tem sido associado a transtornos mentais de todos os tipos incluindo ansiedade, pânico, depressão, transtornos do sono e da alimentação.

Tirar a cafeína dos pacientes esquizofrênicos melhorou a ansiedade, irritabilidade e hostilidade deles.

Desde 1987, a recomendação é usar bebidas descafeinadas em salas de psiquiatria.

9. A Cafeína Causa Pelo Menos Quatro Transtornos Mentais Reconhecidos.

O guia padrão de transtornos mentais da Associação de Psiquiatria Americana reconhece quatro transtornos induzidos por cafeína:

  1. Vício por cafeína.
  2. Intoxicação por cafeína.
  3. Transtorno da ansiedade induzido pela cafeína.
  4. Transtorno do sono induzido pela cafeína.

A Organização Mundial da Saúde reconhece o vício pela cafeína como um transtorno real e inúmeros estudos concluem que alguns usuários de cafeína ficaram genuinamente viciados.

10. Está Mais Fácil Do Que Nunca Exagerar No Consumo De Cafeína.

Existem mais formas de consumir cafeína hoje do que antes.

Você espera encontrar cafeína no café, chá, chocolate e refrigerantes de cola, mas a cafeína também está escondida em remédios prescritos, relaxantes musculares sem receita, isotônicos, e até mesmo em suplementos de vitamina.

A quantidade de cafeína em bebidas energéticas nem sempre é informada corretamente.

Um refrigerante de laranja listou 41 mg no rótulo, mas na realidade descobriram ter quase seis vezes mais cafeína.

Os efeitos da cafeína são consistentemente subestimados, mas é isso que o aumento gradativo no consumo de cafeína pode fazer:

  • 1/64 de uma colher de chá dá a você um leve estímulo.
  • 1/16 de uma colher de chá (350ml de café) pode levar ao vício.
  • 1/4 de uma colher de chá causa ansiedade aguda.
  • 1 colher de sopa é o suficiente para matar um adulto.

Você teria que beber 50 xícaras de café de uma vez para ser letal, o que deixa praticamente impossível beber até a morte com a cafeína natural do café.

Porém, cápsulas de cafeína pura ou em pó podem facilmente ser adquiridos na internet.

Infelizmente, mortes causadas pela overdose de cafeína já é uma realidade.

Leia também: Ansiedade: Tratamento Que Funciona

11. A Cafeína Rouba De Seu Cérebro Nutrientes Essenciais.

A cafeína elimina nutrientes do seu corpo, alguns dos quais são especialmente importantes para a saúde cerebral.

A cafeína esgota os níveis de magnésio, um mineral que tem efeitos tão profundos no seu bem-estar mental que tem sido chamado de calmante natural.

Deficiência de magnésio está associada à ansiedade, transtorno do déficit de Atenção e hiperatividade, agressão, transtorno bipolar, síndrome do pânico e esquizofrenia.

A doutora Carolyn Dean, autora de um livro best-seller sobre o magnésio, é enfática em dizer que “sem a menor sombra de dúvidas, o principal suplemento para a ansiedade é o magnésio e na minha experiência, se não funcionou é porque você não tomou o suficiente”.

A cafeína também rouba as vitaminas do complexo B… às chamadas vitaminas anti estresse.

Ansiedade é um sinal comum de deficiência de vitamina B.

Tomar vitaminas do complexo B podem resolver desequilíbrios entre GABA, serotonina, dopamina e epinefrina que contribuem para a ansiedade.

12. A Cafeína Pode Transformar Seu Suplemento Para O Cérebro Uma Coisa Inútil.

Quando você está ansioso, o fluxo de sangue para o cérebro já está reduzido e a cafeína pode reduzir ainda mais.

A cafeína reduz o fluxo sanguíneo para o cérebro em até 27%.

O fluxo sanguíneo é o sistema de entrega de nutrientes de todos os tipos para seu cérebro, incluindo oxigênio, glucose, vitaminas e minerais. Muitas pessoas tomam suplementos para aumentar o fluxo sanguíneo para o cérebro, sem notar que a cafeína que elas bebem pode anular os efeitos dos suplementos.

13. As Mulheres Têm Sensibilidade Relacionada A Hormônios Quando Tomam Cafeína.

Os efeitos da cafeína variam dependendo da rapidez que seu corpo processa ela. Se você está grávida ou tomando anticoncepcionais, seu corpo pode precisar de mais tempo do que o normal para processar a cafeína, até o dobro do normal, que é de quatro a cinco horas.

Isso significa que você terá o dobro dos estímulos e efeitos colaterais da cafeína que você consome.

A cafeína também aumenta os sintomas da menopausa incluindo ansiedade, insônia, ondas de calor, palpitações do coração e bipolaridade.

Da mesma forma, a cafeína pode aumentar a ansiedade, fadiga e irritabilidade como parte da tensão pré-menstrual.

14. A Cafeína Contribui Para Você Ter Ataques De Pânico.

Do ponto de vista científico, é muito difícil estudar a síndrome do pânico já que você não consegue fazer um voluntário ter ataques de pânico em demanda.

Será?

A cafeína induz a ataques de pânico de forma tão confiável que é usada para esse propósito em pesquisas.

Ao dar 480 mg de cafeína para participantes voluntários que tinham transtorno da ansiedade social, 61% experimentaram ataques de pânico.

Pesquisadores também tem usado a cafeína para induzir a alucinações.

15. Abstinência De Cafeína Causa Ansiedade.

Se você tem ansiedade, a cafeína deixa você “indo e voltando” com a ansiedade.

Além de deixar você ansioso quando consome cafeína, ela também deixa você ansioso quando você para de beber!

Abstinência de cafeína é um reconhecido transtorno mental.

Sintomas de abstinência incluem ansiedade, bem como fadiga mental, depressão, irritabilidade, insônia, dores musculares e náusea.

Felizmente, o pior da abstinência de cafeína geralmente dura apenas alguns dias.

Cafeína E Ansiedade: A Conclusão.

A cafeína não é a substância inofensiva que costumava ser.

As evidências estão deixando bem claro que a cafeína, uma droga psicoativa, pode exacerbar ou causar ansiedade.

A cafeína causa ansiedade usando muitos mecanismos… aumentando os hormônios do estresse, reduzindo os neurotransmissores calmantes, causando hipoglicemia reativa, esgotando nutrientes e reduzindo o fluxo sanguíneo para o cérebro.

0 comentários… add one

Leave a Comment