Como Parar De Ranger Os Dentes: 7 Tratamentos Naturais Para O Bruxismo

Praticamente uma em cada três pessoas sofre com o hábito de ranger os dentes, ou bruxismo, como é tradicionalmente chamado.

Praticamente 10% das pessoas que rangem os dentes fazem isso com tanta força que os dentes diminuem muito de tamanho.

O bruxismo afeta pessoas de todas as idades, desde criança até idosos, causando estragos severos nos dentes, desalinhamento na mandíbula e dores de cabeça.

Embora o bruxismo possa acontecer a qualquer hora do dia, a maioria das pessoas rangem os dentes à noite, durante o sono.

Muitas pessoas não sabem que estão rangendo os dentes, e só ficam sabendo quando a pessoa com quem ela dorme junto ou um dentista menciona.

É por isso que pode levar meses ou até anos para ter um diagnóstico de bruxismo.

Até lá, um estrago considerável já foi feito.

O que é bruxismo?

Existem dois tipos, um que você aperta e range seus dentes enquanto está acordado (bruxismo diurno) e outro onde você aperta e range seus dentes a noite durante o sono (bruxismo noturno).

Geralmente, ranger os dentes durante o dia significa que você está sob estresse, atravessando um período de ansiedade ou é simplesmente um mau hábito.

O bruxismo noturno, por outro lado, é considerado um transtorno relacionado ao sono, classificado de maneira similar ao da síndrome da perna inquieta.

Pessoas que têm um ou mais desses transtornos do sono também tendem a sofrer de apneia do sono e ronco.

Embora muito comum em adultos, bruxismo deve ser encarado com seriedade em crianças e adolescentes.

Alguns pesquisadores estimam que até 30% das crianças rangem os dentes.

Frequentemente, isso pode ser um sinal precoce de que os dentes de cima não se alinham apropriadamente com os dentes de baixo, e um dentista ou ortodontista deverá ser consultado o mais rápido possível.

Leia também: 11 Sinais Que Você Pode Ter Transtorno de Ansiedade

Sintomas Comuns De Bruxismo.

O hábito de ranger os dentes excessivamente podem ser notados pelo seu dentista devido ao estrago na gengiva e dentes.

Não importa se você range os dentes à noite ou durante o dia, você pode não estar ciente desse hábito enquanto não desenvolver complicações.

Sinais e sintomas de bruxismo incluem: acordar a pessoa que dorme do seu lado devido ao som barulhento dos movimentos dos dentes.

  • Os dentes estão fraturados, soltos ou corroídos.
  • Pouco esmalte nos dentes.
  • Os dentes ficam mais sensíveis a bebidas muito quentes, muito geladas ou doces.
  • Dores no rosto ou mandíbula.
  • Cansaço nos músculos da mandíbula.
  • Aperto nos músculos da mandíbula.
  • Dor de ouvido.
  • Zumbido no ouvido.
  • Dores nas laterais da cabeça.
  • Feridas no lado de dentro da bochecha.
  • Marcas de mordida na língua.

Bruxismo E Articulação Temporal Mandibular.

O transtorno da articulação temporomandibular pode causar dor e desconforto.

Acidente, genética ou artrite pode causar essa condição que é geralmente tratada sem cirurgia.

O transtorno da articulação temporomandibular e bruxismo compartilham alguns dos mesmos sinais e sintomas incluindo dores no ouvido, dor no rosto e dificuldade para mastigar.

Um dos sintomas distintos do transtorno da articulação temporomandibular é um som de clique quando a mandíbula se abre ou fecha.

Bruxismo, em outras palavras, não afeta a articulação temporomandibular.

Porém, algumas pessoas desenvolvem um problema e depois o outro.

Profissionais da medicina não sabem exatamente como os dois estão relacionados, mas alguns acreditam que muito tempo de aperto e dentes rangidos podem provocar erosão na articulação temporomandibular, levando ao transtorno.

Causas E Fatores De Risco.

Em crianças, pesquisas têm ligado a asma, infecções respiratórias e transtorno da ansiedade com o bruxismo.

Em um estudo, 62,5% das crianças com bruxismo também tiveram problemas respiratórios.

Embora infecções respiratórias possam causar o problema, se seu filho tem asma crônica, é recomendado visitas regulares ao dentista para identificar bruxismo antes de provocar muito estrago.

Os pesquisadores também descobriram uma relação direta entre a presença de um transtorno da ansiedade e o aparecimento de bruxismo, indicando que, assim como os adultos, a ansiedade pode causar sintomas do bruxismo.

Crianças diagnosticadas com transtorno da ansiedade devem consultar um dentista regularmente para prevenir um estrago no esmalte dos dentes no longo prazo.

Existem também evidências que sugerem que algumas crianças podem começar a ranger os dentes como uma reação natural à dor.

Esses episódios podem ser temporários, como quando uma criança está com dor no ouvido ou quando os dentes estão crescendo.

Nessas circunstâncias, o bruxo tipicamente some quando a dor e desconforto desaparece.

É importante dizer também que crianças com uma personalidade agressiva, competitiva ou hiperativa está mais propensa a desenvolver bruxismo.

Em adultos, a causa do bruxismo pode revelar uma ou mais das seguintes condições médicas ou efeitos colaterais de remédios:

  • Apneia do sono.
  • Mal de Parkinson.
  • Transtorno da ansiedade.
  • Depressão.
  • Raiva ou frustração não resolvida.
  • Estresse mal gerenciado.
  • Alinhamento anormal dos dentes.
  • Antidepressivos e outros medicamentos para o cérebro.

Leia também: Estresse e Ansiedade: Causas, Semelhanças e Tratamento

Tratamentos Convencionais.

Trabalhando em conjunto, um dentista e um médico podem traçar um plano de tratamento para reduzir os sintomas e estrago dos dentes associado ao bruxismo.

Um plano individualizado pode incluir um ou mais dos seguintes tratamentos:

  1. Protetor Para Os Dentes.

O tratamento convencional mais comum é o protetor para os dentes, especificamente desenvolvido para deixar seus dentes separados e prevenir mais estrago causados pelo bruxismo.

Algumas pessoas acham o protetor dental bastante desconfortável, mas é uma das melhores formas de proteger sua saúde e seus dentes.

  1. Correção Do Alinhamento Dos Dentes.

Se o problema é causado pelo alinhamento inapropriado dos dentes, corrigir o alinhamento antes de ser tarde demais é uma ótima opção para o longo prazo.

Um dentista ou ortodontista pode recomendar o uso de aparelho dental, cirurgia ou qualquer outra reconfiguração na mastigação para deixar os dentes bem alinhados.

  1. Relaxantes Musculares Prescritos Ou Antidepressivos.

Geralmente, quando o bruxismo é causado pelo estresse, depressão ou ansiedade, os médicos podem prescrever relaxantes musculares.

Embora possam ser eficazes, fale com seu médico sobre efeitos colaterais em potencial, uma vez que os remédios mais prescritos podem afetar o seu fígado ou tireoide, enquanto outros podem provocar dependência.

  1. Injeções de Botox.

Se a pessoa não reagir bem a outros tratamentos convencionais, alguns médicos podem sugerir injeções de Botox.

Pesquisadores reconhecem que existe um conhecimento limitado sobre a segurança e eficácia do Botox em pessoas com bruxismo.

Porém, o Botox parece ser útil na redução de dor no rosto e mandíbula associada a este problema.

É considerado seguro, mas fale com seu médico sobre os efeitos colaterais das injeções de Botox.

7 Tratamentos Naturais.

Dependendo da raiz do problema, um ou mais dos seguintes tratamentos podem oferecer alívio e prevenir mas estrago nos dentes, reduzindo a dor no rosto e ouvidos e melhorando a qualidade do sono.

1. Protetor Dos Dentes Em Conjunto Com Terapia Cognitiva Comportamental.

Em um estudo publicado no periódico General Dentristy, uma abordagem interdisciplinar que incluiu o protetor dental combinado com a terapia cognitiva comportamental descobriu que os dois em conjunto é muito mais eficaz do que apenas o protetor.

Os pesquisadores acreditam que a combinação é mais eficiente no relaxamento muscular.

O componente da terapia comportamental vai ajudar você aprender a mastigar e posicionar a mandíbula apropriadamente.

2. Biofeedback.

Em casos onde a equipe médica acredita que o bruxismo é um hábito, e não é causado por algum problema oculto, o Biofeedback é recomendado para ajudar a aliviar os sintomas.

De acordo com o site Mayo Clinic, essa técnica complementar usa equipamentos para ensinar você a controlar a atividade muscular na sua mandíbula.

Estudos iniciais indicam que o Biofeedback pode ser eficaz nos dois tipos de bruxismo.

3. Gerenciamento Do Estresse.

Para parar de ranger seus dentes quando você está sofrendo com uma carga alta de estresse, você vai precisar aprender a gerenciar melhor seu estresse.

Tanto as crianças quanto adultos podem se beneficiar de técnicas populares como exercícios físicos, meditação, ioga e óleos essenciais.

É claro que uma dieta saudável e equilibrada também é importante, e evitar qualquer alimento que possa causar reação alérgica é vital.

4. Vitamina C.

Para complementar as técnicas de gerenciamento do estresse e terapia cognitiva comportamental, aumentar seu consumo de vitamina C pode ser benéfico quando você está aprendendo a parar de ranger seus dentes.

A vitamina C é usada por suas glândulas adrenais, afetando nossa reação ao estresse.

A vitamina C também é essencial na produção de dopamina, o que ajuda a regular o humor.

Alimentos ricos em vitamina C incluem limão, laranja, kiwi, mamão papaia, brócolis e pimenta vermelha.

5. Magnésio.

Alguns dos sinais comuns de deficiência de magnésio incluem ansiedade, irritabilidade, insônia e hiperatividade.

Leia também: Ansiedade Sintomas: Mais de 100 Sintomas da Ansiedade

Adultos podem tomar 400 mg de um suplemento de magnésio de alta qualidade antes de dormir para melhorar a qualidade do sono.

Para as crianças, siga a recomendação diária para melhores resultados.

Além da suplementação, incluir alimentos ricos em magnésio, como espinafre, iogurte, amêndoas, abacate, figo, e bananas pode ajudar você a parar de ranger os dentes.

6. Vitaminas Do Complexo B.

Assim como a vitamina C e magnésio, o papel da vitamina B em nossa saúde geral e bem-estar é amplamente comprovada.

Deficiência de qualquer uma das vitaminas B pode causar estresse psicológico, depressão e até ataques de pânico.

A vitamina B5 pode ser especialmente útil quando você está tentando tratar seu bruxismo.

Começar com um humor equilibrado é essencial para resultados satisfatórios.

Siga a recomendação diária para cada idade, listado abaixo:

Crianças:

  • 1 a 3 anos, 2 mg.
  • 4 a 8 anos, 3 mg.
  • 9 a 13 anos, 4 mg.

Jovens adultos e adultos:

  • Homens e mulheres acima dos 14 anos, 5 mg.
  • Mulheres grávidas, 6 mg.
  • Mulheres amamentando, 7 mg.

7. Raiz De Valeriana.

Usado há séculos por gerações por ser um sedativo natural e tratamento anti ansiedade, a raiz valeriana é cientificamente comprovada que melhora a qualidade do sono, sem efeitos colaterais.

Um estudo conduzido pela Universidade da Pensilvânia descobriu que 800 mg  de raiz de valeriana em um período de oito semanas melhorou os sintomas da síndrome da perna inquieta e melhorou a qualidade de vida em geral.

Como o bruxismo está classificado como um transtorno relacionado ao sono, assim como a síndrome da perna inquieta, experimentar a raiz de valeriana é seguro e garantido.

Precauções.

Aprender a parar de ranger os dentes pode ajudar a prevenir complicações na saúde dos dentes, incluindo desgaste do esmalte, e dentes quebrados, e dor crônica no rosto, ouvidos e mandíbula.

Se deixar sem tratar, o bruxismo noturno pode levar a períodos extensos de péssima qualidade de sono e apneia do sono.

É importante encontrar o tratamento certo para parar de ranger os dentes, de dia ou de noite.

1 comentário… add one
  • Espantoso artigo sobre como tratar o bruxismo e outras doenças relacionadas.Parabens, cumprimentos, Norberto Matos tm 936317873, 351 Portugal.

Leave a Comment