Você Me Estressa Demais!

Lidar com alguém que é difícil pode ser muito estressante para você.

Se a pessoa é alguém com quem temos que interagir com frequência – um irmão, um colega de trabalho, o chefe, nossa sogra -, frequentemente estamos preparando nosso corpo para uma resposta estressante.

(Pense no modo “luta ou fuga”).

O centro de pesquisa Franklin Institute Resource for the Sciences relata em seu site: “À medida que a ciência obtém maior conhecimento das conseqüências do estresse no cérebro, a imagem que emerge não é boa.

Uma reação exagerada crônica ao estresse sobrecarrega o cérebro com hormônios poderosos destinados apenas a tarefas de curto prazo em situações de emergência.

Seu efeito cumulativo danifica e mata as células cerebrais”.

Veja também: Por Que A Bagunça Causa Estresse: 8 Razões, 8 Remédios

Portanto, o estresse que experimentamos quando não podemos nos dar bem com os outros (e nossa pressão arterial sobe) está afetando nossas mentes e pensamentos críticos também.

Essa é uma perspectiva fascinante. Quando reajo a alguém com quem tenho dificuldade em lidar e reajo negativamente, meu processo de pensamento fica com defeito devido ao estresse causado.

É um pouco como a bola de neve que acumula neve e aumenta à medida que desce a montanha.

O processo é o seguinte: acho a pessoa difícil, pensar em interagir com ela me estressa, minha mente pode não funcionar com tanta clareza e confiança, reajo a ela de um estado abaixo do ideal e, então, o difícil ciclo continua.

Em vez de ter a reação do estresse às pessoas que achamos difíceis, o que podemos fazer?

Conhecemos os sintomas – um nó no estômago, um gosto ruim na boca, um pavor do que a pessoa vai dizer ou fazer, ou um desejo de correr para qualquer outro lugar para que não tenhamos que lidar com eles.

Os gatilhos são perceptíveis e sabemos quando estamos entrando no modo de luta ou fuga.

Da próxima vez que isso acontecer com você, considere usar esses gatilhos como uma mensagem para seu corpo e sua mente para tomar diferentes medidas para interagir e responder a essa pessoa.

Algumas das ideias a seguir podem ser úteis para minimizar o estresse e manter sua acuidade mental aguçada.

Veja também: Como Relaxar Seus Músculos Para Aliviar O Estresse E Ansiedade

Reconheça Os Gatilhos À Medida Que Eles Chegarem.

Não espere até estar no modo de medo e pavor; em vez disso, observe os gatilhos à medida que eles começam e fale consigo mesmo mais objetivamente sobre eles. “Hmmm… minha frequência cardíaca está acelerando. Minhas mãos estão ficando úmidas. O que é isso?”

Volte sua atenção para o que está acontecendo, em vez de temer a interação.

Aproxime-se Da Pessoa Com Curiosidade.

O que os torna tão difíceis para você?

É o estilo pessoal deles?

É assim que eles te tratam?

É a abordagem de comunicação deles?

Comece a diagnosticar o que acontece na troca que tanto o incomoda.

Adote uma abordagem de Observador Interessado, em vez de ser sugado emocionalmente e apenas reagir.

Seja como o detetive tentando descobrir um enigma.

Faça A Si Mesmo A Pergunta “Por Quê?”.

Por que você acha que a pessoa se comporta desse jeito?

Por que ela age ou fala de uma certa maneira?

Qual é a história dessa pessoa?

Qual é a experiência dela?

Olhe para ela mais clinicamente, tentando entendê-la e considere quem ela é por baixo do exterior difícil que é tão difícil de lidar.

Veja também: 10 Técnicas De Relaxamento Para Reduzir O Estresse Rapidamente

Mude O Jogo.

Ao entrar na interação, você sabe que provavelmente tem uma certa reação de agir e reagir: A pessoa diz ou faz algo e você diz ou faz algo em resposta.

Saiba isso.

Da próxima vez que você interagir com a pessoa, faça algo de forma diferente.

Não dança conforme a música.

Dê um passo diferente – qualquer coisa que seja produtiva.

Substitua a pessoa por alguém com quem você se dê bem.

Reaja como se fosse seu melhor amigo ou alguém de quem você realmente goste.

Aja “como se”.

Veja se a reação da pessoa muda em resposta às suas alterações.

Tentar maneiras diferentes de lidar com uma pessoa difícil pode ser divertido e eficaz.

E nosso nível de estresse diminui assim que mudamos nossa resposta e nossas reações.

Encontre alguém nesta semana que te estressa e escolha qualquer uma dessas ideias para experimentar.

Sobre o Autor: Mauro Lisboa foi formalmente diagnosticado com Síndrome do Pânico e Transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG), sofreu por 12 anos até desenvolver um método próprio baseado na Terapia Cognitivo-Comportamental e Psicologia Avançada que lhe permitiu eliminar todos os sintomas e voltar a viver uma vida normal e plena. Hoje ele ajuda pessoas na mesma situação. Para aprender mais, cadastre seu e-mail acima ou visite ansiedadepanico.com.

0 comments… add one

Leave a Comment