4 Experiências Para Ter Pelo Menos Uma Vez Antes De Se Estabelecer Em Um Relacionamento

Entender quem você é em um relacionamento não é algo que você possa aprender sozinha.

Leva tempo e inúmeras interações – íntimas ou não – para descobrir que tipo de amante, parceira e amiga você é.

Remover as camadas de sua cebola pessoal nem sempre é bonito, mas ao longo do caminho, você aprenderá a apreciar o que é bom e o que é ruim.

Aqui estão quatro dicas para manter em mente:

Desgosto/coração partido

A perda durante a vida é inevitável, mas viver com medo constante de perder algo ou alguém que você ama não é uma maneira de passar pela vida.

Nos relacionamentos, você precisa aprender a baixar a guarda para estabelecer laços mutuamente benéficos.

Frequentemente, quando você se abre e deixa alguém entrar em sua vida, as coisas vão mal.

Depois disso, você passa a ter cuidado com suas emoções e com quem você escolhe.

Ficar com a guarda alta nem sempre é uma coisa ruim quando se trata de namoro.

Um relacionamento deve ser estabelecido para quebrar barreiras e ver quem seu parceiro realmente é.

Estar apaixonada a coloca em seu estado mais vulnerável.

A dor e o sofrimento estão em carne viva.

Eles cortam você mais profundamente do que você jamais imaginou ser possível.

Mas, quando essa dor no coração cura, isso mostra que você tem a capacidade de superar até mesmo os sentimentos mais sombrios e inferiores.

Isso prova que não importa o quanto pareça que você nunca encontrará o amor novamente, você o encontrará.

Mostra que, além do sofrimento, há esperança.

Veja também: 5 Boas Razões Para Que Cada Garota Continue Solteira Na Faculdade

Amor não correspondido

Lembra daquela vez que você perdeu momentaneamente a cabeça e enviou a alguém 20 mensagens de texto consecutivas sem uma única resposta?

É como se você deixasse seu corpo e algum alienígena que estava programado para enlouquecer assumisse o controle e ligasse para a pessoa que você gosta durante toda a noite.

A única coisa pior do que estar nesse estado de espírito é sair desse estado de espírito.

Perceber que você acabou de se atirar em alguém que não se sentia da mesma maneira é dolorosamente constrangedor.

Ter sentimentos extremamente intensos e não correspondidos por alguém é confuso.

Eu interpretei mal a situação?” “Eu me apeguei rapidamente?” Qualquer que seja o motivo de sua afeição incomparável, é em partes perturbador e humilhante.

Depois de aprender como identificar os sinais de que alguém não retribui seu interesse, é muito mais fácil fazer uma pausa e passar para uma pessoa que retribui seu interesse.

Veja também: 5 Coisas Que Eu Gostaria De Saber Antes De Dizer ‘Eu Te Amo’

Infidelidade

Perder um relacionamento porque alguém traiu é sempre difícil – seja você a pessoa que estragou tudo ou que teve o coração partido, é uma situação difícil para todos.

Trair nunca é certo, mas se acontecer, é melhor não no relacionamento que você acha que será para o resto de sua vida.

Dessa forma, quando você encontrar a pessoa com quem deseja passar o resto da vida, estará madura e pronta para se comprometer com ela para sempre.

Qualquer pessoa que já foi traída sabe como isso é dolorosamente doloroso.

Você pensa: “Por que não fui o suficiente?” “O que ela tinha que eu não tenho” Você analisa tudo que VOCÊ fez de errado, esquecendo que seu parceiro foi quem estragou.

A autodepreciação não é apenas prejudicial à saúde, também é improdutiva.

Ao internalizar sua luta, você não consegue expressar verbalmente como se sente e acaba explodindo de raiva.

Mesmo que você não tenha feito nada de errado, você ainda se pergunta essas perguntas que podem ficar para sempre sem resposta.

Chegar à conclusão de que você não tem nada a ver com a infidelidade do seu parceiro é possivelmente uma das coisas mais difíceis de realizar.

Infidelidade ensina que não importa o que você faça, todas as pessoas são independentes.

Infidelidade ensina você a perdoar.

Infidelidade ensina que você merece melhor.

Veja também: 8 Conversas Que Você Deve Ter Bem Antes De Se Casar

Promiscuidade

Ser promíscua não significa que você deva agir rápido e se comprometer com suas emoções ou saúde, mas sim assumir o controle de sua vida sexual.

Você tem o poder de escolher o tipo de pessoa que deseja ser.

Quando você está desapegada, é o momento perfeito para experimentar coisas novas.

Então, você vai conseguir identificar quais tipos de coisas você gosta e quais tipos de coisas definitivamente não são para você.

Em uma vasta gama de níveis, somos todos seres sexuais e todos precisamos de afeto.

Precisamos de contato físico para nos conectarmos emocionalmente.

Use essa proximidade física para abrigar intimidade intelectual e se conectar em vários níveis.

Independentemente do que você experimente – o bom, o ruim, o feio – aprenda com tudo isso.

Isso a torna mais forte; molda quem você é e impacta em quem você vai se tornar.

Sobre o Autor: Jacqueline de Jesus é uma escritora e colaboradora do portal Auto Ajuda Em Foco que mora em São Paulo-SP, com seu gato, Robin. Para mais de seu trabalho, clique em seu nome no início do artigo.

0 comments… add one

Leave a Comment