7 Regras Do Facebook Para Casais E Relacionamentos Bem-sucedidos

Estabelecer algumas regras no Facebook pode salvar seu casamento.

Estatísticas De Rede Social E Divórcio

Se você e seu parceiro discutem constantemente sobre suas contas de rede social, não será surpresa saber que sites como o Facebook estão sendo cada vez mais citados como motivos para o divórcio.

Uma pesquisa realizada em 2010 pela Academia Americana de Advogados Matrimoniais (AAML) identificou que 81% dos advogados de divórcio dos EUA haviam testemunhado um aumento no número de pedidos de divórcio associados a sites de redes sociais.

Desses casos, 66% citaram o Facebook como o principal culpado.

Os resultados de um estudo de 2014, publicado na revista Computers in Human Behavior, concluíram que o uso do Facebook está relacionado à redução da satisfação conjugal e das taxas de divórcio.

A pesquisa também revelou que o uso frequente de sites de redes sociais aumentava acrimônia e pensamentos de separação.

Enquanto isso, na Europa, a tendência é praticamente a mesma.

Uma pesquisa de 2015 do escritório de advocacia britânico Slater e Gordon confirmou que a rede social estava sendo cada vez mais citada como fator contribuinte em casos de divórcio.

25% dos casais pesquisados ​​disseram que discutiam pelo menos uma vez por semana sobre sites de rede social como Facebook, Snapchat, Twitter, Skype ou WhatsApp.

15% disseram que consideram as redes sociais uma ameaça real ao casamento, com o Facebook identificado como o maior perigo.

Então, o que você pode fazer sobre isso?

Abaixo estão algumas regras essenciais do Facebook que você deve considerar adotar, se não quiser se tornar outra estatística de rede social.

O uso de sites de redes sociais está negativamente correlacionado com a qualidade e a felicidade do casamento, e positivamente com a experiência de um relacionamento conturbado e o pensamento sobre o divórcio.

Veja também: Conselhos, Regras E Segredos Para Um Casamento Feliz – 6 Diretrizes Para Um Bom Casamento

Regra # 1: Discuta Os Perigos Das Redes Sociais

Embora pareça bastante óbvio, a coisa mais importante que você deve fazer é ter uma discussão com seu cônjuge sobre os possíveis danos que as redes sociais apresentam: especialmente quando usadas de forma inadequada.

Entrar em suas contas de rede social provavelmente se tornou um hábito que você nem percebe conscientemente com que frequência o faz.

A menos que você conheça alguém cujo relacionamento tenha sido afetado negativamente como resultado desses sites, é improvável que você tenha levado em consideração os perigos que eles podem representar.

É importante reconhecer que o que pode parecer divertido e inofensivo para você, como curtir ou comentar repetidamente nas postagens de um colega de trabalho, pode fazer com que seu parceiro ou parceira se sinta inseguro sobre seus verdadeiros sentimentos por ele(a).

Agora é um bom momento para abordar o assunto com seu parceiro(a) e considerar se seu comportamento está prejudicando seu relacionamento.

Nesse caso, concorde em estabelecer algumas regras fundamentais às quais você concorda em seguir.

Regra # 2: Estabelecer Limites De Tempo

Embora isso possa parecer um pouco formal, você habitualmente estabeleceu limites durante toda a sua vida.

Na maioria das vezes, esses limites estão relacionados ao comportamento que você considera aceitável: tanto de você quanto dos outros.

Todo mundo tem um conjunto de padrões pelos quais vive, embora, muitas vezes, sejam feitos compromissos para acomodar entes queridos.

A primeira regra que você precisa estabelecer é um limite para quanto tempo você gastará usando sites de rede social.

Isso deve cobrir o tempo que vocês não estão juntos e o tempo que passam na empresa um do outro.

Além disso, faça um pacto para não verificar sua conta do Facebook ou Twitter, toda vez que o telefone emitir um sinal sonoro.

Não há nada mais irritante do que sentar com alguém, apenas para que ele verifique constantemente o telefone.

Faz a outra pessoa se sentir insignificante e sem importância.

Embora isso possa arruinar as amizades, também pode arruinar o seu casamento.

Um estudo publicado no Journal of Cyberpsychology, Behavior and Social Networking, descobriu que as pessoas que acessam o Facebook mais de uma vez por hora têm maior probabilidade de experimentar conflitos relacionados ao Facebook com seus parceiros românticos do que aqueles que não acessam com tamanha frequência.

Da mesma forma, você não precisa atender o telefone sempre que tocar.

Claro, você pode ter filhos ou parentes idosos e é natural querer verificar se está tudo bem se eles ligarem.

No entanto, você não precisa atender o telefone para um número desconhecido.

Provavelmente é apenas alguém tentando vender alguma coisa.

Se a chamada for importante, eles voltarão a tocar.

Concorde em colocar seus telefones celulares, laptops e iPads de lado, ao passar algum tempo juntos e tente conversar um com o outro.

Ignorar entes queridos para se comunicar com amigos virtuais é extremamente grosseiro.

Regra # 3: Não Faça Amizade Com Seus Ex

Embora seu antigo relacionamento possa ter acabado, raramente é uma boa ideia fazer amizade com um(a) ex-amante.

Em um mundo perfeito, todos se comportariam como adultos e seu casamento seria sólido o suficiente para suportar qualquer contato com seus ex ou ex.

Infelizmente, a vida raramente é tão preto e branco.

Todos os relacionamentos passam por remendos difíceis.

Depois de um tempo, os casais começam a se dar como garantidos e a paixão diminui.

Nenhum dos dois se interessa pela aparência e os argumentos mesquinhos parecem a ordem do dia.

É muito fácil acreditar que a grama seria mais verde se você ainda estivesse junto com seu ex.

Quando você entra em contato com um ex-parceiro, está entrando em um campo minado emocional.

Você começa a se perguntar: e se você tivesse continuado com ele(a)?

Como seria sua vida agora?

Em vez de aceitar que provavelmente seria extremamente semelhante ao seu relacionamento atual, você começa a fantasiar sobre algum tipo de relacionamento com a utopia.

Se você recebe um pedido de amizade de um ex e deseja aceitar, primeiro precisa fazer uma busca na alma e se perguntar o que espera alcançar reconectando-se.

É apenas nostalgia, ou ainda tem sentimentos por ele(a)?

Quando estiver convencido(a) de que seus sentimentos são inocentes, fale com seu parceiro(a) sobre isso.

Fale sobre a solicitação e pergunte se eles têm algum problema com a aceitação.

Lembre-se de enfatizar que nunca iria querer fazer algo que os deixasse desconfortáveis ​​ou desrespeitosos.

Além disso, nunca é uma boa ideia procurar seus ex no Facebook.

Por que convidar problemas para sua vida?

Lembre-se, você e seu ex terminaram por um motivo.

As redes sociais, especificamente fotos e postagens no Facebook, agora estão sendo rotineiramente levantadas no decurso do processo de divórcio

Veja também: Seu Namorado Conversa Com A Ex Dele O Tempo Todo?

Regra # 4: Cuide Do Seu Status

Se você é casado(a) ou tem um relacionamento sério de longo prazo, é natural que os casais indiquem seu status como tal.

Isso envia uma mensagem clara de que você não está procurando por mais ninguém.

Faça o que fizer, não fique tentado(a) a mudar isso em um ataque de pique.

Todo casal tem brigas, mas mudar seu status é extremamente mesquinho e prejudicial.

Além disso, faça o que fizer, nunca bloqueie seu cônjuge.

Todas as suas postagens, fotos e comentários devem ser totalmente transparentes.

Se você sente a necessidade de esconder algo do seu parceiro, precisa se perguntar se está se comportando adequadamente.

Além disso, é uma boa ideia usar uma fotografia sua com o seu parceiro como foto do seu perfil.

Embora isso possa não ser totalmente essencial, você deve incluir pelo menos fotografias em conjunto em um álbum que seja acessível para sua família e amigos.

Em Média, Quantas Horas Por Dia Você Gasta Em Sites De Rede Social Como Facebook, Instagram E Twitter?

Regra # 5: Nunca Discuta Em Público

Lavar sua roupa suja em público raramente é uma boa ideia.

No entanto, quando você faz isso na internet, há um lembrete permanente do que foi dito.

Embora você possa se arrepender do que publicou, é difícil retratar suas palavras quando elas estão lá, encarando você de frente.

Além disso, você já compartilhou todas essas informações com sua família, amigos e possivelmente até colegas de trabalho.

Infelizmente, também existem pessoas que apreciam drama e aborrecimento na vida de outras pessoas.

Você realmente quer dar a eles a satisfação de saber o que acontece no seu casamento?

Conheço um casal recém-casado que postava incansavelmente seu relacionamento perfeito, apenas para terminar alguns anos depois, devido à infidelidade do marido.

As linhas de batalha foram traçadas com os dois lados da família dos noivos pulando com suas opiniões sobre a separação.

Eu tenho que confessar que foi interessante assistir de camarote toda a história.

No entanto, três meses depois o casal se reconciliou.

Nem precisa dizer que a reconciliação não foi bem recebida.

Foram feitos comentários prejudiciais e nem todo mundo estava feliz por o casal ter voltado a união.

Assim como no filme ‘Dia da Marmota’, vários meses se passaram de fotos compartilhadas de todas as refeições que comiam juntos e de todos os lugares que visitavam: até que se separaram pela segunda vez.

Aparentemente, o marido não havia encerrado o caso e agora deixara a esposa para morar com a amante.

Fique atento(a).

Algumas coisas na vida precisam permanecer privadas.

Se você e seu cônjuge estiverem chateados ou irritados um com o outro, discuta-o a portas fechadas.

Veja também: 5 Características De Compatibilidade No Amor Que Todo Casal Precisa Para Um Relacionamento Bem-sucedido

Regra Nº 6: Não Desrespeite Seu Parceiro On-line

Seja o que for que você faça, sempre considere os sentimentos de seu cônjuge antes de gostar ou comentar sobre as postagens em que seu parceiro pode se ofender.

Como mencionado anteriormente, você nunca deve ocultar nada do seu perfil no Facebook do seu parceiro.

Se você sentir a necessidade de esconder algo, primeiro você deve se perguntar por que e, em segundo lugar, considerar o efeito que seu sigilo terá sobre seu parceiro.

Embora não seja publicamente visível, você também deve considerar como o seu parceiro se sentiria se conseguisse ler mensagens privadas entre você e um membro do sexo oposto.

Imagine ser chamado(a) por alguém de repente, você corre até a pessoa e esquece o computador ou celular ligado ou aberto, deixando essas mensagens visíveis na tela.

Você ficaria preocupado(a) ou incomodado(a)?

Subestimar seu parceiro nas redes sociais, seja postando comentários cruéis ou fotografias desagradáveis, também é outro não-não.

Você deve considerar os sentimentos deles em primeiro lugar.

O mesmo se aplica aos seus familiares e amigos.

Mesmo se você não gosta deles, por que criar atritos desnecessários?

Regra Nº 7: Viva O Momento

Você não precisa ser um fã de mindfulness para perceber que há muito a ser dito para abraçar a vida e viver o momento.

Embora a mídia social seja uma ótima ferramenta para manter contato com amigos e entes queridos, não é uma plataforma para você viver sua vida.

De fato, testemunhar o quão “perfeito” os relacionamentos de todos os outros parece ser pode levar a sentimentos de ressentimento e desilusão.

É importante lembrar que existem tantas pessoas que usam sites como o Facebook para se gabar de seu estilo de vida extravagante, seu casamento maravilhoso e seus filhos adoráveis.

Na realidade, isso geralmente está longe da verdade.

Se você arranhar sob a superfície, descobrirá que eles provavelmente estão enfrentando exatamente os mesmos desafios que você.

As pessoas que têm o ímpeto de compor cuidadosamente essas postagens obviamente não estão gastando tempo vivendo suas vidas.

Pense nisso com cuidado.

Se você estava realmente se divertindo e curtindo sua vida, por que diabos sentiria a necessidade de buscar a aprovação de seus amigos, familiares ou antigos colegas de classe?

Muitas pessoas que fazem isso repetidamente se sentem extremamente inseguras ou estão tentando esconder a verdade sobre sua própria vida.

É imperativo que você não se torne obcecado por sites de rede social.

Faça o que fizer, não negligencie seu parceiro(a), sentado no computador ou celular a noite toda, interagindo com todo mundo, exceto com uma pessoa especial em sua vida.

Lembre-se: a vida é para viver, não fingir estar vivendo.

Este conteúdo é preciso e fiel ao melhor conhecimento do autor e não se destina a substituir conselhos formais e individualizados de um profissional qualificado.

Perguntas E Respostas

Pergunta:

Pedi à minha namorada para não tornar suas postagens públicas no Facebook.

No entanto, ela não mudou para que apenas seus amigos possam ver.

O que devo fazer?

Resposta:

Na verdade, você não indica seus motivos para querer sua namorada, mas para alterar as configurações de privacidade dela.

Independentemente disso, ela está sendo bastante ingênua, pois há muitos riscos associados à divulgação de suas postagens.

Por exemplo, roubo de identidade, fraude, perseguição e roubo.

Isso também pode dificultar suas perspectivas de emprego, presentes e futuras.

Ela também pode ter suas fotos roubadas ou, pior ainda, editá-las e colocá-las em sites adultos.

Além disso, nada impede que outra pessoa crie uma conta falsa em seu nome, usando todas as suas informações.

Normalmente, as solicitações de amizade são enviadas para a lista dela.

Se a solicitação de amizade for aceita, essas pessoas também correm o risco de ter suas informações roubadas.

Eu aconselharia sua namorada que ela não só está se colocando em risco, mas também está colocando seus amigos em risco.

Sobre o Autor: Paulo é Terapeuta de Casais, Autor do best-seller A Mulher Que Eles Amam e ajuda mulheres casadas e solteiras a melhorarem seus relacionamentos com os homens com base nas mais recentes pesquisas da psicologia avançada.

0 comments… add one

Leave a Comment