Asma Como Sintoma Da Ansiedade: Sinais E Tratamento

Sintomas Da Asma E Ataques De Ansiedade.

Descrição dos sintomas:

  • Você percebe que seus sintomas com ataques de asma pioram ou são mais persistentes.
  • Você também pode notar que os sintomas gerais da sua asma aumentaram, e notar que você está atravessando mais ataques de asma do que o normal e/ou sua asma está mais problemática em geral do que o normal.
  • Você percebeu uma ligação entre sua ansiedade e estresse com um aumento nos sintomas e ataques de asma.

Sintomas da asma incluem:

  • Dificuldade de respirar.
  • Falta de ar.
  • Tosse.
  • Chiado no pulmão.
  • Tossir muco.
  • Aperto no peito.

Muitas pessoas descobrem que seus sintomas da asma aumentam mais no começo da manhã ou à noite.

Porém, os ataques de asma podem ocorrer a qualquer hora e são disparados por causa de uma variedade de fatores.

A asma é causada por um estreitamento e inchaço nas vias respiratórias, que pode causar a produção de muco, o que provoca dificuldade na respiração.

Algumas fontes médicas têm associado o inchaço das vias respiratórias a inflamação, que pode aparecer por causa de um sistema imunológico sensível.

Como o estresse tem um impacto negativo no sistema imunológico do corpo, o estresse pode ter um papel na gravidade e persistência da asma.

“Durante períodos de estresse e ansiedade, os ataques de asma ocorrem com mais frequência, e o controle da asma fica mais difícil”, diz Peter Gergen, um experiente médico do Instituto Nacional das Doenças Alérgicas e Infecciosas.

Porque Ansiedade Agrava Os Sintomas E Ataques De Asma?

Até o presente momento, a causa da asma é desconhecida.

Muitas fontes sugerem que existe uma combinação de fatores que causam a asma, como fatores genéticos e ambientais.

Porém, o problema de asma é bem compreendido.

“A asma é uma doença inflamatória nas vias respiratórias”, disse Bradley Chipps, um Pneumologista e Alergista pediátrico em Sacramento, na Califórnia.

Mesmo com causas desconhecidas da asma, existem muitos agravantes e gatilhos dos sintomas e ataques da asma, incluindo o estresse, como mencionado acima.

A ansiedade também está associada a asma pela maneira como o comportamento ansioso afeta o corpo.

Comportar-se de maneira apreensiva (preocupação, medo e nervosismo) faz o corpo ativar a reação do estresse (reação luta ou fuga).

A reação estresse libera hormônios do estresse na corrente sanguínea, onde elas viajam para lugares estratégicos no corpo que provocam mudanças emocionais psicológicas e fisiológicas específicas para aumentar a capacidade do corpo de lidar com uma ameaça — lutar com a ameaça ou fugir dela — essa reação é popularmente conhecida como modo luta ou fuga.

Essa reação faz o corpo ir além do equilíbrio normal de operação, entretanto, estressa o corpo.

O estresse causado pela ansiedade pode agravar a asma, sintomas da asma e ataques de asma.

Como Eu Posso Reduzir Os Sintomas E Ataques Da Asma?

Devido a conexão entre asma, estresse e o estresse causado pela ansiedade, os sintomas e ataques da asma podem ser reduzidos apenas reduzindo o estresse e aprendendo a gerenciar melhor seus comportamentos ansiosos.

Algumas estratégias de curto prazo incluem:

  • Redução do estresse.
  • Relaxamento profundo e frequente.
  • Mais descanso.
  • Maior quantidade e qualidade de sono.
  • Exercícios físicos leves a moderados regularmente.
  • Passar mais tempo fazendo as coisas que você ama.
  • Desconectar-se de aparelhos eletrônicos.

Todas essas estratégias podem ajudar a reduzir o estresse.

Porém, o mais importante é identificar e resolver os fatores ocultos que motivam seus comportamentos ansiosos, para que o estresse do seu corpo possa diminuir para níveis normais (a constante reação do estresse disparado por fatores ansiosos não identificados e não resolvidos pode impedir a quantidade necessária de redução do estresse).

Comportar-se com menos ansiedade, reduzir o estresse do corpo e dar ao corpo bastante espaço e tempo para reagir são coisas que você pode fazer imediatamente para reduzir seus níveis de estresse com o tempo.

Conforme o corpo vai se acalmando e se recupera de um estado excessivamente estressado, você provavelmente diminui também a intensidade e persistência dos sintomas e ataques da asma, se o estresse e ansiedade forem uma grande causa dos seus sintomas e ataques de asma.

Infelizmente, não existe soluções rápidas para a redução do estresse.

Reduzir o estresse leva tempo, muito mais tempo do que a maioria das pessoas acham.

Como o fato de se preocupar e ficar emocionalmente irritado estressa o corpo, esses tipos de comportamentos podem interferir no processo de redução do estresse.

Como Eu Lido Com A Ansiedade Durante Um Ataque De Asma?

Asma pode causar uma forte falta de ar.

A falta de ar pode disparar um ataque de pânico involuntário, bem como um voluntário ataque de pânico se você acredita que sua sobrevivência está em risco.

Você pode remediar isso com medicamentos emergenciais, entendendo o tempo de espera para o medicamento funcionar, sabendo quando procurar socorro e procurando se acalmar.

Também é útil fazer um plano de ação com antecedência, para que você não tenha que tentar descobrir o que funciona durante um ataque de asma.

O que mais diminui o estresse é ter os medicamentos em mãos e um plano de ação, sabendo como usá-lo.

Se você está preocupado que sua asma pode impedir você de viver uma vida normal, você pode querer conversar com um terapeuta especialista em transtornos da ansiedade para ajudá-lo a resolver essa preocupação, bem como ajudá-lo a aplicar estratégias para gerenciar a asma e a ansiedade, e por fim conseguir viver uma vida normal.

A combinação de gerenciamento do estresse, aprender a viver com menos ansiedade e gerenciar a asma vai permitir que você viva uma vida normal sem restrições desnecessárias.

Quando a asma é bem administrada, não é necessário impor autolimitações.

Para mais informações sobre ansiedade, estresse ataques de pânico, insira seu e-mail na caixa abaixo para entrar no nosso grupo de apoio.

0 comentários… add one

Leave a Comment