4 Razões Pelas Quais Queremos Uma Pessoa Que Não Podemos Ter

A maioria de nós já experimentou um desejo ardente pela única pessoa que simplesmente está fora do alcance, a única pessoa que você simplesmente não pode ter.

Talvez seja porque essa pessoa é levada; talvez porque essa pessoa seja muito difícil de conquistar.

Ou, talvez, essa pessoa simplesmente não retribua nossos sentimentos.

O fato é que, apesar de toda essa rejeição, quanto mais somos rejeitadas, mais queremos essa pessoa.

Depois, vem a pergunta muito importante: por que?

Por que quando não podemos ter alguém, queremos ainda mais?

Por que negligenciamos outros parceiros adequados, que podem estar mais prontamente disponíveis e potencialmente melhores para nós, em favor de alguém que está fora de alcance?

As respostas se resumem à dinâmica da mente humana, com quatro princípios específicos em jogo:

Veja também: Pare De Correr Atrás Dele! E Todos Os Motivos Para Nunca Correr Atrás De Um Rapaz

1. Vaidade

Não estou falando do tipo de vaidade “Não estou incrível neste vestido brilhante?”.

Quero dizer o tipo de vaidade que pertence à própria autoimagem e está intrinsecamente ligada aos nossos sentidos de autoestima.

Nós, como seres humanos, somos vaidosos por nossa própria natureza.

Todos gostamos de nos sentir especiais, atraentes e importantes, pois tudo isso aumenta nosso orgulho, confiança e autoimagem.

Ninguém quer se sentir impotente, desinteressante ou incapaz de afetar as pessoas.

O mesmo se aplica ao desejo ardente por aquela pessoa que você não pode conquistar.

O fato de você querer ele ou ela, mas não poder tê-la é um golpe para sua vaidade pessoal.

Com a vaidade pessoal ferida, sua mente tentará recuperar seu próprio senso de autoestima.

Isso é feito pressionando você a obter o que causou o dano em primeiro lugar, o que, nesse caso, é a pessoa que você não pode ter.

Perseguir essa pessoa com mais agressividade provavelmente a afastará ainda mais de você, ferindo ainda mais a vaidade pessoal e fazendo com que você a queira ainda mais.

Veja também: 10 Motivos Para Nunca Correr Atrás De Um Homem

2. Escassez

Nossas mentes valorizam as coisas sem que percebamos, e existem forças em ação que determinam o valor de uma determinada coisa (ou de uma certa pessoa).

Essas forças são chamadas de oferta e demanda.

Sim, pode parecer estranho usar um princípio básico da economia para tentar explicar o funcionamento interno da mente humana, mas permita-me elaborar.

Algo baixo na demanda, mas alto na oferta é visto como menos valioso; enquanto que algo alto na demanda, mas baixo na oferta, é visto como mais valioso.

O mesmo se aplica a nós, seres humanos, quando valorizamos objetos, experiências e até pessoas.

Se a disponibilidade de uma pessoa é restrita e queremos o tempo da pessoa (seja pessoalmente, por telefone, através de texto etc)., temos uma demanda pela pessoa e ela é escassa.

Isso torna a pessoa mais valiosa para nós, o que, por sua vez, nos faz querer mais a pessoa porque a vemos mais valorizada.

A verdade é que, nos casos em que desejamos alguém, quanto mais restrito e escasso ele é para nós, mais o queremos.

É a essência do motivo pelo qual aqueles que são mais difíceis de conseguir podem ser mais atraentes para os outros.

Veja também: Como Eu Faço Para Ele Correr Atrás De Mim Novamente?

3. Desejo

O desejo é uma faca de dois gumes.

Desejamos os outros de acordo com nossos gostos pessoais, experiências e preferências sexuais, mas o desejo também tem um elemento social.

Nós tendemos a desejar ainda mais aqueles que são desejados pelos outros.

O mesmo vale para objetos e coisas.

Por exemplo, se você estiver procurando por um restaurante, provavelmente escolheria um com mais pessoas sentadas, em oposição a um sem ninguém.

Isto é devido à aprovação social.

Se alguém desejar algo, nossa mente nos diz que pode ter uma qualidade que pode nos interessar, o que achamos intrigantes.

Portanto, se outras pessoas também desejarem a pessoa que você deseja, isso fará com que você a deseje ainda mais.

Isso também tem uma explicação enraizada no ciúme.

Se alguém quiser o que queremos, isso pode desencadear nossa competitividade natural, a fim de levar alguém a sério.

Isso remonta tanto à vaidade quanto à escassez.

Estar com aquela pessoa desejável aumentará a autoestima; alimenta nossa vaidade pessoal e o desejo de ser a favor de alguém que consideramos de alto valor.

4. Superinvestimento

Um dos princípios pelos quais nossas mentes trabalham é a reciprocidade.

Se fazemos algo por alguém, inconscientemente esperamos que a pessoa faça algo por nós em troca.

Se alguém faz algo por nós, a maioria de nós se sente compelida a retribuir fazendo algo mais ou menos de igual valor em troca.

Quando investimos tempo em alguém, inconscientemente esperamos um retorno pelo tempo que demos.

Se você adicionar outras coisas à mistura – favores, jantares etc. – nosso nível de investimento se tornará mais alto e a expectativa inconsciente de um retorno maior.

Quanto menos a pessoa retribuir, mais tempo tendemos a investir tentando fazê-la retribuir.

Isso nos torna mais investidos e aumenta nossas expectativas inconscientes de algum tipo de retorno dessa pessoa.

Portanto, quando não podemos ter a pessoa que queremos, temos a tendência de investir muito tentando tê-la.

Quanto mais investimos, e quanto menos a pessoa retribui, mais queremos a pessoa porque investimos muito.

Irritantemente, investir muito tempo e energia em alguém sem a pessoa querer isso, geralmente a afasta.

Então, quando você quer alguém que você simplesmente não pode ter, o melhor é relaxar, dar um passo atrás e não investir tanto em alguém (por mais difícil que isso seja).

0 comments… add one

Leave a Comment