Dez Dicas Para Um Segundo Casamento Feliz

Fazendo O Segundo Casamento Dar Certo – Às Vezes, Os Segundos Casamentos Parecem Impossíveis!

Às vezes, o segundo casamento parece impossível, mas este artigo tem dez dicas para torná-lo mais gerenciável.

Com ex-marido, custódia e superação do passado, um segundo casamento pode parecer muito complicado.

De fato, mais de 25% dos segundos casamentos não duram e é fácil descobrir o porquê.

Primeiro, há o outro cônjuge por perto, mesmo que seja apenas na memória, e o conhecimento de que seu marido ou esposa já seguiram esse caminho com outra pessoa.

Os casamentos secundários geralmente têm filhos que sofrem com todas as mudanças, além de complicações legais e financeiras.

Conselhos Para O Segundo Casamento: Um Guia Para A Esperança, A Cura E O Amor

1. Deixe O Passado Para Trás

Isso se aplica a vocês dois.

Você tem que deixar de lado o que aconteceu em seu primeiro casamento ou relacionamentos anteriores.

E você precisa deixar de se preocupar com o que aconteceu no casamento de seu cônjuge.

Como?

Às vezes, pode significar falar sobre isso.

Talvez para o seu cônjuge, talvez apenas para uma amiga.

Mas não fale sobre isso, com a intenção de apenas reclamar.

Fale sobre isso, com a intenção de deixar passar.

Você pode escrever sobre isso, em um diário ou em poesia.

Esta é uma excelente maneira de lidar com seus sentimentos, e ninguém precisa ver.

Se você está preocupada com a possibilidade de outra pessoa pegar e ler suas anotações, queime tudo.

Uma coisa que eu costumava fazer era escrever no computador, mas colocar uma senha no documento, então eu estava confiante de que ninguém iria conseguir ler.

Uma das maiores chaves para deixar ir é o perdão.

Perdoe á si mesma.

Perdoe seu cônjuge.

Perdoe a esposa do seu ex.

É no passado, e qualquer amargura que você ainda tem a envenenará no presente.

Perdoar não significa que você aprova, significa simplesmente que você se recusa a ser controlada pelo passado mais.

Então, deixe de lado o ontem para poder começar a criar um amanhã melhor.

Veja também: Por Que Fantasiar Sobre Divórcio Não É Necessariamente Uma Coisa Ruim

2. Coloque Seu Cônjuge Em Primeiro Lugar

Coloque seu cônjuge antes de qualquer outra pessoa em sua vida, antes de outras pessoas, incluindo os filhos.

Se você é crente, coloque Deus em primeiro lugar, e seu cônjuge em segundo.

Algumas pessoas podem ter problemas com esse conselho, pensando que não é certo colocar a segunda esposa ou marido antes dos filhos, mas é a melhor maneira de alcançar a estabilidade a longo prazo, tanto para o casamento quanto para os filhos.

Quando eles veem o casamento dando certo, podem ficar tranquilos sabendo que não precisam passar por outro divórcio e aborrecimento do mundo.

Eles já tiveram o suficiente disso!

Como você coloca seu parceiro em primeiro lugar?

Sempre perguntando a eles sobre planos que dizem respeito a um de vocês.

Garantindo que você tenha tempo para eles dentro de sua semana.

Não permitindo que ninguém (incluindo seus filhos) os desrespeite, e geralmente dando prioridade a eles em sua vida.

O que colocar o seu cônjuge primeiro faz pelo relacionamento?

Honra o fato de que essa pessoa escolheu você, acima de todos os outros seres humanos da Terra, para passar o tempo.

E isso lhes dá segurança para continuar em um relacionamento difícil.

Colocar alguém na frente de seu cônjuge, seja filho, ex-cônjuge, sogro ou amigo, envia a mensagem de que ele não é importante e sempre vira em segundo plano.

Ser “segundo marido” não deve significar ser o segundo em importância e, se essa mensagem for transmitida, poderá levar a uma variedade de emoções negativas.

Colocar um cônjuge em primeiro lugar não significa colocar os filhos em último lugar.

As necessidades das crianças são de extrema importância e as necessidades de todos na família precisam ser consideradas.

Mas os filhos não devem ter permissão para usar o segundo casamento para exigir coisas que não são apropriadas para eles, apenas porque seus pais naturais se sentem culpados.

Uma excelente regra geral é dar aos filhos tanta liberdade quanto você daria em um primeiro casamento.

Não tente compensar porque se sente culpada pelo divórcio.

Portanto, colocar seu cônjuge em primeiro lugar é importante para fazer o segundo casamento funcionar.

3. Seja Paciente

Lembre-se de que não será perfeito da noite para o dia.

As estatísticas dizem que são necessários sete anos para uma família adotiva se ajustar completamente.

Portanto, não espere que tudo seja feliz em um mês ou até em um ano.

Há uma infinidade de questões para resolver em qualquer novo casamento: finanças, tarefas domésticas, fazer amor, independência pessoal… essas são algumas delas.

Os casamentos secundários também acrescentam ex-cônjuges, questões de custódia e danos causados ​​por uma separação na mistura.

Essas coisas levam tempo, e tudo bem!

Não vai acontecer de uma só vez, mas fique feliz se estiver aprendendo.

Seja paciente com você e seu cônjuge.

4. Satisfaça As Necessidades De Cada Um

Você precisa atender às necessidades um do outro, o máximo que puder.

Isso nem sempre é fácil, e nem sempre é possível, com todos os compromissos com os quais você provavelmente está envolvida (filhos, trabalho, tarefas domésticas, família e qualquer outra coisa), mas precisa ser uma prioridade.

Quais são as necessidades dele?

Você precisa descobrir isso e fazer um esforço para atender a essas necessidades uma boa porcentagem do tempo.

Ou você pode simplesmente perguntar a ele: o que é importante para você?

O que você quer que eu faça por você?

Os homens tendem a precisar de respeito e sexo.

As mulheres tendem a precisar de amor e carinho.

Outras necessidades variam de acordo com cada indivíduo, mas o importante é reservar um tempo para atendê-las e não ter seu cônjuge como garantido.

Somos chamados nesta terra para atender às necessidades de nosso cônjuge e ninguém mais pode fazer isso!

5. Separe Alguns Minutos

Com crianças e enteados e tentando se adaptar a uma nova vida, muitas vezes é difícil encontrar tempo para conversar e passar um tempo juntos, mas você precisa.

Meu marido trabalha em turnos e, quando eu estava dando aula, era muito difícil encontrar tempo para passarmos juntos.

Agora, apenas nos encontramos aqui e ali.

Às vezes, é uma hora de café conversando pela manhã.

Outras vezes, são alguns minutos antes de irmos dormir.

Idealmente, os casais devem sair para um encontro uma vez por semana, mas às vezes você simplesmente não consegue.

Então, pegue alguns minutos juntos, durante esses horários de pico.

Isso ajudará a fortalecer seu segundo casamento.

6. Deixe Para Lá O “Ideal”

O segundo casamento não é um conto de fadas.

Era algo que eu tinha que aceitar, como idealista que sou.

Estar Em Um Segundo Casamento Não É O Ideal E Ponto.

Nunca será assim.

Quando meninas, nenhum de nós dorme sonhando em ser a segunda esposa de alguém.

Não, somos sempre apaixonados por um homem maravilhoso, nos casando e tendo filhos.

Uma ex-esposa, filhos de outra pessoa e um acordo de divórcio nunca estiveram em nossos sonhos.

Isso não pretende ser deprimente, mas real.

Não é o ideal, e tudo bem.

É realidade, e pode ser bom, desde que deixemos de lado esse outro ideal que tínhamos.

Às vezes, os sonhos podem ser escravos, se nos impedirem de aceitar a realidade.

Podemos ter sonhado com algo diferente, mas Deus permitiu isso.

E agora podemos pegar os pedaços quebrados e ver o que pode ser feito a partir deles.

Você pode ter visto uma obra de arte em mosaico.

É criado reunindo centenas de pequenos pedaços partidos do que antes era inteiro.

Agora, se o artista continuasse ansiando pelos azulejos, ou vasos que antes eram inteiros, ele nunca poderia se concentrar na nova peça de arte em mosaico que se formava à sua frente.

Então, é assim com nossas vidas em segundos casamentos.

Precisamos abandonar o ideal e abraçar o real.

Regra para o casamento: Diga que eu te amo pelo menos uma vez por dia

7. Diga “Eu Te Amo” Pelo Menos Uma Vez Por Dia

Diga “eu te amo” pelo menos uma vez por dia.

De preferência muito mais.

Há algo em dizer essas palavras que lembram a vocês que se amam, apesar dos desafios e das complicações.

Meu marido diz isso para mim, sempre que saímos de casa, sempre que vamos dormir e muitas vezes durante o dia.

Acho que ajudou nosso casamento a se fortalecer, porque é um reforço constante de nosso compromisso um com o outro.

Ajuda mesmo quando temos uma briga e não queremos dizer isso.

Ajuda a nos trazer de volta ao amor que temos um pelo outro.

8. Arrume Um Animal De Estimação… Ou Algum Outro Projeto Que Vocês Possam Fazer Juntos

Ter algo que você pode fazer juntos facilita a vida de um casal.

Nós temos gatos.

Durante o primeiro ano e meio, meu marido não se importava com os gatos.

Ele foi finalmente conquistado, e agora os gatos são algo que amamos juntos, sobre o qual falamos juntos.

Você precisa ter coisas compartilhadas em suas vidas, além de compras de supermercado, contas e quarto.

Talvez seja um projeto que vocês realizam juntos na comunidade ou um jogo que jogam no computador.

Contanto que vocês tenham coisas que os unam.

Os segundos casamentos têm separação interna (filho que pertence apenas a um de vocês, ex-parceiros, histórico financeiro separado e assim por diante).

Portanto, as coisas que reúnem são especialmente importantes!

9. Arrume Uma Vida! (Própria)

O próximo ponto vai soar como o oposto do último, mas na verdade não é.

É importante fazer as coisas juntos e ter coisas que você faz sozinha.

Por que é importante fazer as coisas por conta própria?

É porque você precisará de uma saída para os inevitáveis ​​conflitos e problemas que surgem.

Isso é fundamental!

Você precisa ter coisas em sua vida que são separadas de ser uma esposa ou um marido, e são apenas “você”.

Seja correr, amigos separados, um jogo de computador ou tricô, apenas mantenha sua identidade!

Isso faz parte de qualquer relacionamento saudável.

Ser “você” a ajudará a atravessar os tempos difíceis, porque você saberá que é uma pessoa valiosa, independentemente do que está acontecendo em seu casamento.

Ter uma vida própria separada do cônjuge vai lembrar você de sua identidade antes de você se tornar esposa ou marido.

E isso é importante para ficarmos juntos em um segundo casamento.

Veja também: 23 Tipos De Relacionamentos Para Definir Sua Vida Amorosa

10. Faça Novos Amigos

Faça novos amigos, amigos que não conheciam os ex-namorados e que não conheciam você ou seu cônjuge antes.

Amigos que não compararão esse casamento ao primeiro casamento ou que agirão como se tivessem segredos de você, em relação ao primeiro cônjuge.

Você pode fazer novos amigos ingressando em uma nova igreja, ou um grupo social, ou apenas conhecendo pessoas em sua vida diária, e alcançando.

Não estou sugerindo que você desfaça amizade com os velhos amigos.

De forma alguma.

Velhos amigos ajudam a manter você concentrada e a manter sua perspectiva, mas velhos amigos sempre são amigos de um ou de outro dos cônjuges e, portanto, não é igual.

Os novos amigos conheceram vocês por igual período de tempo, criando uma amizade mais justa.

Nosso Segundo Casamento – Nossa História

Estas são algumas dicas para ficarmos juntos em um segundo casamento.

Espero que ajude.

O segundo casamento está longe de ser fácil, mas também pode ser bonito.

Como qualquer coisa boa, eles exigem muito esforço.

Meu marido e eu estamos casados ​​há dois anos e meio.

Nos conhecemos vários anos depois que nós dois nos divorciamos.

Nos dois primeiros anos, nosso casamento foi um pesadelo de várias maneiras.

Não conseguimos superar todas as nossas mágoas e não conseguimos nos dar bem.

Este artigo foi escrito por experiência própria, de alguém que passou pelas lutas e ainda está trabalhando com elas.

Agora, estamos aprendendo a amar um ao outro e fazê-lo funcionar.

Não sonho mais com o divórcio e espero um futuro com meu maravilhoso marido.

Eu acredito que é possível que outras pessoas sejam felizes também em seu segundo casamento.

Este conteúdo é preciso e fiel ao melhor conhecimento do autor e não se destina a substituir conselhos formais e individualizados de um profissional qualificado.

Perguntas E Respostas

  • Pergunta:

Como você lida quando seu cônjuge quer sustentar seus filhos adultos?

Resposta:

Isso pode ser difícil. Eu acho que depende das circunstâncias e quanto dinheiro está sendo dado.

Tente discuti-lo em casal, para decidir o que é razoável.

Se um filho adulto o procura constantemente e recebe dinheiro sem restrições, isso pode torná-lo muito dependente e irresponsável.

O conflito pode surgir quando você não concorda com o que é razoável.

  • Pergunta:

Não melhora.

Depois de dez anos, o marido não me adiciona ao título da casa.

Parece que ele está guardando para o filho, ser despejada pelo meu enteado quando eu for velha é um pensamento realmente irritante.

Como eu iria consertar isso?

Devo me divorciar?

Resposta:

Sinto muito pelo que você está passando.

Você está certa; nem sempre melhora. Não há garantia.

Sei que seis meses depois, mas você pode se sentar com seu marido e perguntar por que ele não quer colocar você no título da casa.

Tente ouvir com calma e realmente entender o comportamento dele.

Ele pode estar com medo de alguma coisa, mas não assuma que você tem certeza da motivação dele até falar com ele.

Eu acho que um bom aconselhamento matrimonial, se vocês dois quiserem, pode ajudar a resolver um problema como esse.

Parece que há problemas de confiança que precisam ser resolvidos.

  • Pergunta:

Como os casais de segundo casamento lidam com questões financeiras?

Resposta:

As questões financeiras são mais complicadas após um segundo casamento e exigem muita comunicação e planejamento.

Se você ainda não é casada, é uma boa ideia falar sobre suas finanças antes de se casar.

Mesmo se você já é casada, não é tarde demais para se sentar e ter uma discussão honesta.

Veja onde estão as divergências sobre o que vocês dois gostariam e tentem chegar a um acordo.

Eu também sugeriria um orçamento doméstico conjunto que vocês podem tentar seguir.

A chave é que você discuta sobre dinheiro, em vez de deixar o ressentimento crescer e destruir seu relacionamento.

Sobre o Autor: Lisandra Rocha é Coach de relacionamento especializada em recuperação de ex-namorados e ex-maridos. Ela também ajuda casais com problemas conjugais.

0 comments… add one

Leave a Comment