Mulheres Que Agem Como Homens Nos Relacionamentos

Samantha jones (sex and the city) começou tudo: o conceito de mulheres se comportando como homens nos relacionamentos.

Ela fazia sexo casual, sem sentimentos envolvidos, e se amava mais do que qualquer homem.

Mesmo que o programa tenha terminado anos atrás, as mulheres ainda estão imitando o comportamento do personagem Sex and the City – na faculdade, mais do que em qualquer lugar.

Eu ouço isso das minhas amigas o tempo todo – “Eu não me importo se ele me envia uma mensagem de volta”, “Eu o usei, ele não me usou”, “Era apenas sexo, eu não gosto nada dele”.

Talvez, em alguns casos, esses comentários sejam verdadeiros: todos nós ficamos juntos com aquele cara com quem estamos tão envergonhados que nem queremos contar aos nossos amigos que isso aconteceu, ou beijamos bêbados ou alguém que não sentimos nada.

Veja também: Como Ser Feminina E 10x Mais Atraente

Mas muitas vezes me pergunto, se as mulheres podem realmente se comportar como homens nos relacionamentos, ou se estão apenas se enganando.

É um fato evolutivo que as mulheres são mais investidas em relacionamentos do que os homens – passa qualquer aula básica de psicologia e você aprenderá isso.

Os homens também são elogiados por seus amigos por fazer sexo com múltiplas parceiras, e as mulheres são desprezadas por isso.

Mas não se supõe mais que a mulher em um relacionamento tenha mais sentimentos que o homem.

Mais e mais meninas usam sua falta de sentimentos como um distintivo de honra, sem sentimento e apáticas.

Não estou julgando as meninas que agem assim: na verdade, posso ou não ser uma delas.

Mas, por mais que meus amigos e eu agimos como se não ligássemos, ninguém quer se sentir como mais um ponto no cinto de um cara.

Veja também: 3 Maneiras Poderosas De Usar Sua Energia Feminina Para Atrair Um Grande Cara

Não estou dizendo que todos devemos agir como Charlotte e tratar todos os caras com quem encaramos como nosso futuro marido, mas não devemos ter que fingir ser Samantha para parecer legal e despreocupada.

Carrie é muito pensativa, Miranda é muito arrogante… vamos abandonar Sex and the City e todas sermos nós mesmas.

Sobre o Autor: Jacqueline de Jesus é uma escritora e colaboradora do portal Auto Ajuda Em Foco que mora em São Paulo-SP, com seu gato, Robin. Para mais de seu trabalho, clique em seu nome no início do artigo.

0 comments… add one

Leave a Comment