Por Que Dizer “Eu Também Te Amo” Mata Seu Relacionamento

Aderir Ao “Também” É Uma Má Ideia.

Eu me fiz uma promessa há muito tempo.

Sempre que eu estava em um relacionamento, sempre que encontrava alguém significativo o suficiente para me sentir confortável para dizer “Eu te amo”, não acrescentaria a palavra “também”.

Minhas razões para isso são muitas, mas principalmente porque não acredito que a palavra “também” tenha espaço nos relacionamentos, especialmente quando se trata de questões de amor.

Observe o significado de “também”, sua raiz e seus princípios.

Também significa:

Além disso.

Além do que, além do mais.

Mais ainda.

“Também” não é uma cláusula separada; é o suporte para algo já existente.

“Também” não exige que alguém faça sua própria escolha ou promova sua vida por meio de ações pessoais, mas, em vez disso, está se lançando em apoio a um pensamento existente.

Não há nada de inspirador ou original em “também”.

“Também” não é uma ação, mas uma reação.

Segue as ideias de outra pessoa e tira o poder de seu conceito.

“Também” é o equivalente a dizer idem.

Veja também: 5 Coisas Que Eu Gostaria De Saber Antes De Dizer ‘Eu Te Amo’

Então, Por Que Adicionaríamos “Também” A “Eu Te Amo”?

“Eu te amo” deveria ser uma declaração de poder.

É algo a dizer a outra pessoa, porque vem do fundo do nosso coração.

Quando dizemos a uma pessoa que a amamos, deve ser orgânico, provocado porque experimentamos essas emoções em um nível visceral.

O amor é uma manifestação de sentimentos que falamos porque perdemos todas as outras palavras para descrever a intensidade que sentimos em um relacionamento.

Um bom “eu te amo”, pronunciado nos momentos certos, resume todas as intimidades de cuidar do outro em poucas palavras que podem ser ditas para resumir os sentimentos mais profundos do coração.

“Eu te amo” costuma ser considerado a frase final para o afeto.

Por que depreciar essa declaração poderosa tornando-a também?

Dizer “Eu te amo” é a frase que adicionamos a um relacionamento para intensificá-lo.

É uma maneira natural de fazer as coisas avançarem.

Representa os mais profundos sentimentos de afeto.

Não devemos baratear isso.

Quando hesitamos tanto em dizer a uma pessoa importante que a amamos pela primeira vez, ninguém quer se apressar nisso; frequentemente parecemos esquecer seu significado profundo.

Na segunda ou terceira vez em que dizemos isso, estamos repetindo para outra pessoa, respondendo ao seu “eu te amo” com um “também” porque permitimos que isso se torne uma rotina.

Se você quiser dar um salto em seu relacionamento, se quiser fazer algo pequeno, mas novo, pare de dizer “também” ao dizer “eu te amo”.

Se seu parceiro lhe der essas palavras, responda se se sentir compelida, mas nunca porque é a cortesia esperada.

(É importante que, se fizer esta experiência, você a compartilhe com seu parceiro primeiro para que ele não seja pego de surpresa quando você não apenas repetir abertamente “Eu também te amo” toda vez que ele disser “Eu te amo”).

Vamos Retomar O Poder Desta Frase.

Quando Alguém Que Você Ama Diz “Eu Te Amo”, Reaja De Duas Maneiras.

  1. Diga que o ama porque você pode sentir cada parte dessas palavras neste momento, não porque você é uma máquina de vendas que dispensa um “Eu também te amo” em troca de um “Eu te amo”.
  2. Ou espere.

Não diga “eu te amo” naquele momento porque você não sente isso naquele momento.

Apenas diga “Eu te amo” quando você realmente quer dizer isso com todas as partes do seu coração.

Remover a rotina de repetir “Eu também te amo” toda vez que nosso parceiro nos diz que nos ama é algo poderoso.

Isso nos faz falar essas palavras autênticas, torna o amor tão significativo quanto na primeira vez que ficamos nervosos e ansiosos para dizê-las.

Quando paramos de usar “eu te amo” como resposta e deixamos de adicionar “também”, isso significa que estamos dizendo “eu te amo” porque estamos agindo de acordo com nossos próprios pensamentos, não reagindo aos de outra pessoa.

Corte o “também” do seu “eu te amo”. Vamos fazer do amor menos uma reação e mais uma ação de carinho e esperança, inspirada na beleza e tocando as orelhas de seu parceiro como um beijo.

Dizer “Eu te amo” tem poder.

Os resultados podem ser maravilhosos, uma vez que você elimine a obrigação de “também” e se concentre apenas em falar com o coração.

Não vamos roubar o poder dessas palavras, tornando-as mais uma adição, mas devolvendo-as a uma declaração independente.

Sobre o Autor: Jacqueline de Jesus é uma escritora e colaboradora do portal Auto Ajuda Em Foco que mora em São Paulo-SP, com seu gato, Robin. Para mais de seu trabalho, clique em seu nome no início do artigo.

0 comments… add one

Leave a Comment